Menu
2019-12-16T07:35:14-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
novo governo

Argentina dobra o valor de indenização por demissão

Por decreto, governo de Alberto Fernández ainda aumentou o imposto sobre exportações

16 de dezembro de 2019
7:33 - atualizado às 7:35
alberto_fernandez1
Alberto Fernández e Cristina Kirchner. - Imagem: Casa Rosada

O novo presidente da Argentina, Alberto Fernández, anunciou o aumento dos custos para demissão sem justa causa e a elevação do imposto sobre exportação de produtos agrícolas.

Segundo o decreto publicado pelo governo, quem for demitido sem justa causa nos próximos 180 dias receberá o dobro do valor da rescisão de contrato.

O aumento sobre o imposto de exportação corresponde a 30% para soja, que anteriormente era 25%. Já milho e trigo passaram por uma alta de 7% para 12%. Exportação de carne bovina teve elevação de 7% para para 9%.

Desafios

Os decretos estão entre as primeiras medidas anunciadas por Fernández, que assumiu o governo no último dia 10. Ele tem como vice a ex-presidente e ex-senadora, Cristina Kirchner.

Fernández herda um país com problemas como uma dívida de US$ 44 bilhões com o Fundo Monetário Internacional (FMI). Há uma parcela de US$ 11 bilhões da operação ainda a ser paga, mas Fernández anunciou que não pretende recorrer a este empréstimo.

Outro desafio do país é a inflação de quase 55% registrada neste ano e o cenário socioeconômico de 40% da população na pobreza. No comando do país, Fernández ainda enfrentará debates e temas impopulares, como o da legalização do aborto.

*Com Estadão Conteúdo

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

negativas

Bolsonaro nega a ideia de ‘imposto do pecado’

Presidente também descartou a chance de desmembrar o Ministério da Justiça e Segurança Pública em duas pastas

Na bolsa

Itaú reduz participação na Qualicorp para menos de 5%

O banco passou a deter 4,95% do capital da administradora de planos de saúde coletivos após a venda das ações, que acumulam alta de mais de 200% em 12 meses

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta sexta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

dados do caged

Brasil cria 644 mil empregos formais em 2019; melhor em resultado em seis anos

Resultado de dezembro, negativo em 327 mil vagas, foi dentro do esperado pelo mercado

mercados agora

Ibovespa cede à realização de lucros e opera em baixa, destoando do exterior; dólar sobe a R$ 4,17

Depois de cravar um novo recorde na sessão passada, o Ibovespa opera em queda nesta sexta-feira, com os investidores optando por embolsar parte dos lucros recentes. O dólar à vista exibe um leve viés positivo

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

14 notícias para você começar o dia bem informado

O Ibovespa está embalado em um bull market. O índice segue a toada de 2019 e vem batendo novos recordes este ano. Mas vale lembrar que a bolsa tem mais de 300 empresas e que dá para ganhar bem mais (ou bem menos) que o Ibovespa. A Julia Wiltgen mostra em reportagem de hoje quais os […]

com lideranças do mundo

Juan Guaidó pede ajuda ao Fórum de Davos contra Maduro

Guaidó falou sobre os males econômicos e políticos de seu país e sobre as oportunidades de investimento e prosperidade se a democracia for restaurada

dinheiro no caixa

Minerva Foods levanta R$ 1 bilhão em oferta de ações

Papéis da oferta passam a ser negociados no próximo dia 27; recursão vão para pagamento de dívidas

mudanças à vista

Plano para tributar economia digital pode ser lançado este ano, diz secretário-geral da OCDE

Projeto ainda depende de amplo acordo internacional. Mais um passo para o entendimento foi anunciado nessa quinta-feira

Esquenta dos mercados

Mercado reage à posição da OMS e ensaia dia de ganhos

A Organização Mundial da saúde afastou a possibilidade de uma emergência global causada pelo coronavírus. A notícia animou os mercados, que monitoram de perto a situação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements