Menu
2019-04-04T08:01:42-03:00
Estadão Conteúdo
Follow on

Linx planeja captar em NY US$ 300 mi

Empresa abriu o capital na Bolsa brasileira em 2013 e tem crescido nos últimos anos por meio de aquisições. Em um ano, as ações da companhia subiram mais de 70%

4 de abril de 2019
8:01
Alberto Menache, CEO da Linx
Alberto Menache, CEO e membro do conselho de administração da Linx - Imagem: Valeria Goncalvez/Seu Dinheiro

Especializada em tecnologia para o varejo, a brasileira Linx está avaliando fazer uma emissão de ações (operação conhecida como "follow on") na bolsa de valores Nasdaq, referência internacional de tecnologia, apurou o Estado com fontes de mercado.

A companhia pretende levantar entre US$ 250 milhões a US$ 300 milhões para continuar o movimento de expansão. Os bancos Goldman Sachs e Morgan Stanley têm o mandato para conduzir o processo. A estratégia do grupo, segundo fontes, é atrair investidores estrangeiros que não investem em mercados emergentes. A empresa brasileira de meios de pagamento Stone fez o mesmo movimento nessa quarta-feira, 3.

A Linx, que abriu o capital na Bolsa brasileira em 2013, tem crescido nos últimos anos por meio de aquisições - de 2008 para cá foram 29 operações. Em um ano, as ações da companhia subiram mais de 70% - o valor de mercado da empresa é hoje de R$ 5,7 bilhões.

Procuradas, a Linx e os bancos Goldman Sachs e Morgan Stanley não comentaram.

As informações são do jornal '

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Temos vacina!

Por unanimidade, Anvisa aprova uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford/AstraZeneca

Primeiros profissionais de saúde já foram vacinados em pronunciamento do governador de São Paulo, João Doria

Mais uma recomendação

Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford/AstraZeneca

Mais cedo, área técnica havia defendido aprovação da CoronaVac

Ainda falta...

Anvisa devolve pedido de uso emergencial da Sputnik

Laboratório russo não apresentou os requisitos mínimos para que o pedido de uso emergencial pudesse ser analisado pela agência

Quase lá

Área técnica da Anvisa recomenda uso emergencial da CoronaVac

Diretores da agência analisam pedidos de uso de vacinas. No momento, a área técnica ainda faz a apresentação. Em seguida, a relatora do tema, diretora Meiruze Freitas lerá seu voto, com os outros quatro diretores da agência votando depois

coronavírus

Covid-19: Brasil tem 8,4 milhões de casos e 61 mil novos diagnósticos nas últimas 24h

Segundo ministério, 7.388.784 pacientes recuperaram-se da doença

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies