Insights de investimento, análises de mercado e muito mais! Siga o Seu Dinheiro no Instagram

2022-01-14T17:37:34-03:00
Carolina Gama
TEMPORADA DE BALANÇOS TÁ ON

Tava ruim, tava bom, mas parece que piorou. Por que os resultados dos bancos derrubam as bolsas hoje em Nova York

JPMorgan, Citigroup, Wells Fargo e BlackRock dão o pontapé na temporada de balanços do quarto trimestre de 2021 com resultados que superam estimativas, mas não agradam

14 de janeiro de 2022
14:46 - atualizado às 17:37
Logo do J.P. Morgan na tela de um computador
Imagem: Shutterstock

Os resultados trimestrais dos grandes bancos dos Estados Unidos pegaram em cheio os principais índices da bolsa de Nova York. Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq operam no vermelho, pressionados pela queda das ações de gigantes do setor financeiro norte-americano. 

Nas últimas semanas, os papéis dos bancos apresentaram um desempenho superior em meio a um ambiente de aumento das taxas de juros.

Hoje, esse movimento perdeu força depois que a divulgação de balanços pareceu decepcionar os investidores mesmo com resultados gerais sólidos. A confusão entre expectativa e realidade lembra até aquele famoso meme:

Por volta de 14h40, o  Dow Jones caía 0,93%, a 35.780,65 pontos. O S&P 500 perdia 0,51%, a 4.365,03 pontos, enquanto o peso-pesado da tecnologia Nasdaq Composite, baixava 0,23%, a 14.773,14pontos. Confira a nossa cobertura completa de mercados. 

Leia a seguir mais detalhes sobre como foram os balanços que inauguraram a safra de resultados nos Estados Unidos.

JPMorgan

O JPMorgan Chase, o banco número 1 dos Estados Unidos em ativos, apresentou lucro e receita que superaram as estimativas, mas suas ações caem mais de 6%. 

O lucro líquido do banco foi de US$ 10,4 bilhões no quarto trimestre de 2021, uma queda de 14% em relação ao ganho de US$ 12,1 bilhões apurado em igual período de 2020. 

O resultado equivale a um lucro por ação de US$ 3,33, inferior ao ganho de US$ 3,79 por papel no mesmo intervalo do ano anterior, mas acima do consenso de analistas consultados pela FactSet, que previam US$ 3,01. 

A receita do banco, por sua vez, cresceu de US$ 30,16 bilhões nos três meses finais de 2020 para US$ 30,35 bilhões no último trimestre de 2021. Esse desempenho também superou a previsão do mercado, que era de US$ 29,78 bilhões. 

No ano passado como um todo, o lucro líquido da empresa somou US$ 48,3 bilhões, um avanço em relação ao resultado de US$ 29,1 bilhões em 2020.

Os resultados do JPMorgan foram ajudados por uma grande liberação de reservas de crédito, mas o CFO Jeremy Barnum alertou que a empresa deve perder  uma meta importante de lucro nos próximos dois anos.

ATENÇÃO: Seu Dinheiro libera acesso gratuito às 2 criptomoedas MAIS PROMISSORAS para você comprar agora, segundo analista de carteira de criptoativos que acumula 3.500% de lucro desde 2017. De brinde, você ganhará acesso vitalício e de graça à nossa comunidade de investimento

Citigroup, Goldman Sachs e Morgan Stanley

As ações do Citigroup recuam 2,43% depois que o banco superou as estimativas de receita, mas mostrou um declínio de 26% no lucro, que alcançou US$ 3,2 bilhões no quarto trimestre de 2021. 

Apesar da queda, o lucro por ação entre outubro e dezembro, de US$ 1,46, superou o consenso da FactSet, de US$ 1,39. 

Já a receita trimestral do banco americano teve modesto acréscimo de 1% na mesma comparação, a US$ 17,02 bilhões, mas também ficou acima da projeção da FactSet, de US$ 16,85 bilhões.

Os papéis de Morgan Stanley e Goldman Sachs acompanham o movimento de perdas e também operam no vermelho apesar de ambos ainda não terem divulgado resultados. 

BlackRock

A BlackRock também está no pelotão das baixas do dia, mesmo com resultados trimestrais que superaram as estimativas de analistas. 

A maior gestora de ativos do mundo registrou lucro líquido de US$ 1,64 bilhão no quarto trimestre de 2021 - ou US$ 10,63 por ação -, valor 6% maior do que o ganho de US$ 1,55 bilhão obtido em igual período de 2020. 

Com ajustes, o lucro por ação entre outubro e dezembro foi de US$ 10,42, superando o consenso da FactSet, de US$ 10,16. Já a receita cresceu 14% na mesma comparação, a US$ 5,1 bilhões, ficando praticamente em linha com a projeção da FactSet, de US$ 5,16 bilhões. 

No fim de dezembro, a BlackRock tinha US$ 10,01 trilhões em ativos sob sua administração, alta de 15%. 

Wells Fargo na contramão das baixas

Na contramão das baixas, as ações do Wells Fargo sobem 2,87% depois que a receita do banco superou as expectativas. 

O fato de o CEO do banco, Charles Scharf, afirmar que a demanda por empréstimos aumentou no segundo semestre do ano ajuda a explicar parte do otimismo dos investidores. 

O banco teve lucro líquido de US$ 5,75 bilhões no quarto trimestre de 2021, 86% maior do que o ganho de US$ 3,09 bilhões apurado em igual período de 2020. O resultado equivale a lucro por ação de US$ 1,38, acima da previsão de analistas consultados pela FactSet, de US$ 1,11. 

Já a receita ficou em US$ 20,86 bilhões entre outubro e dezembro, 13% maior do que no mesmo intervalo do ano anterior. O número também superou o consenso da FactSet, de US$ 18,79 bilhões.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

A PARTIR DE JUNHO

Quer um pedacinho da Eletrobras (ELET3)? O trabalhador poderá usar recursos do FGTS para comprar ações

O trabalhador deverá fazer reserva de aquisições entre 3 e 9 de junho. O governo liberou o uso de até 50% do FGTS para compra de ações da Eletrobras

DESINVESTIMENTO

Em meio à turbulências, Petrobras (PETR4) assina mais um contrato de venda de refinaria

A operação ainda deve passar pelo crivo do Cade. A venda da refinaria Lubnor por US$ 34 milhões faz parte do plano de desinvestimento

DIPLOMACIA RUSSA

Bandeira branca? Putin diz que vai viabilizar comércio de grãos ucranianos e fertilizantes

Em conversa com o presidente da França e o chanceler da Alemanha, Putin afirmou que vai aumentar a oferta de grãos e fertilizantes

NÃO VINGOU

Terra 2.0 derrete mais de 60% no dia do lançamento; saiba por quê

A Terra 2.0 já acumula perdas; o renascimento da criptomoeda sofre com a perda de credibilidade, após falhas no protocolo da antiga moeda

NOVA CRIPTO NA ÁREA

Lançamento da Terra 2.0: vale a pena investir em um projeto criado pelos mesmos desenvolvedores da extinta Terra (LUNA)? Especialistas falam sobre nova criptomoeda

A resposta foi quase unânime: os analistas deixaram de acompanhar a Terra (LUNA) e não acreditam mais no projeto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies