Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2022-01-03T07:37:51-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
INSIDE JOB

Como as raízes da Tesla ajudaram a fabricante de carros elétricos a bater recordes em 2021

Montadora bateu recorde de veículos entregues no último trimestre do ano passado e fabricou 87% mais carros na comparação com 2020

3 de janeiro de 2022
7:30 - atualizado às 7:37
Carro elétrico Tesla Model X com as portas abertas
Tesla Model X - Imagem: Divulgação

A Tesla, fabricante de carros elétricos fundada pelo bilionário Elon Musk, emergiu como um dos grandes vencedores da indústria automobilística em um ano atormentado pela escassez de semicondutores e pelos problemas na cadeia de suprimentos global.

A montadora colocou na praça mais de 308.000 veículos no quarto trimestre. Além de o número ter vindo bem acima da mediana das projeções (266 mil), trata-se de um recorde para a empresa.

Com isso, a Tesla (TSLA) viu as entregas atingirem a marca de 936 mil veículos no acumulado do ano. Isso representa um aumento cerca de 87% em 2021 na comparação com cerca de meio milhão de entregas em 2020.

E enquanto a Tesla cresce...

O resultado é entregue em um momento no qual a indústria automobilística global é duramente atingida por interrupções na cadeia de abastecimento ao redor do mundo.

Projeções da IHS Markit dão conta de que a produção global de automóveis deve fechar 2021 com crescimento de apenas 1% em relação a 2020. Isto significa um volume 15% menos do que o registrado em 2019.

Solução interna

Diante dessa situação, reportagem recente do The Wall Street Journal lança um pouco de luz sobre por que a Tesla saiu-se muito melhor do que a concorrência no período.

A fabricante de carros elétricos conseguiu manter o fundamento da linha de montagem apoiando-se em suas raízes, segundo executivos da indústria e consultores ouvidos pelo WSJ.

Originada no Vale do Silício, a Tesla recorreu a sua experiência interna em engenharia de software para consolidar seus sistemas e driblar a escassez de semicondutores.

Além disso, a jovem empresa tirou proveito da vantagem de projetar seus veículos praticamente do zero, enquanto suas concorrentes passaram a adicionar peças de forma fragmentada ao longo das décadas, como muitos fabricantes de automóveis tradicionais fizeram.

Clube do trilhão

Como resultado disso, pela primeira vez desde sua fundação, em 2003, a Tesla encerrou o ano passado acima da marca de US$ 1 trilhão em valor de mercado no ano passado.

As ações da Tesla subiram cerca de 50% ao longo de 2021, sendo 36% nos últimos três meses do ano passado.

*Com informações do MarketWatch.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro avança próximo da estabilidade e dólar cai de olho no exterior positivo e nos balanços dos bancos de hoje

As commodities permanecem em rota de valorização, com o petróleo e o minério de ferro em destaque hoje

O melhor do Seu Dinheiro

Um guia com 51 investimentos para 2022, a queda das ações tech na B3, Binance e outros destaques do dia

Confira os investimentos mais promissores do ano, além de uma análise completa dos riscos e oportunidades nas principais classes de ativos

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas buscam recuperação lá fora, de olho nos balanços do dia e Ibovespa foca no cenário doméstico

O presidente da República, Jair Bolsonaro, tem até sexta-feira (21) para decidir sobre o Orçamento e o reajuste dos servidores públicos

PAPO CRIPTO #010

Maior corretora de criptomoedas do mundo, Binance vê 2022 como o “ano da regulação” do mercado

“Existe um preconceito com o mercado de criptomoedas como um todo”, diz a representante da Binance no Brasil sobre países que proibiram a atuação da corretora

NOVA ONDA

Covid-19 volta a ganhar força e Brasil bate recorde de casos confirmados da doença em 24 horas

Números de novos casos em apenas um dia ultrapassou a marca de 137 mil; Ministério da Saúde também confirmou mais 351 mortes pela doença

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies