Menu
2019-06-27T15:21:15-03:00
Estadão Conteúdo
Otimismo

Para Ipea, taxas negativas de juros no mundo podem ter efeito positivo no Brasil

Sem a aprovação da reforma da Previdência que tramita no Congresso, as perspectivas para os próximos 12 anos são de estabilidade ou queda do PIB, com uma forte crise econômica

27 de junho de 2019
15:20 - atualizado às 15:21
Cristo
Cristo - Imagem: Shutterstock

O presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Carlos von Doellinger, disse nesta quinta-feira, 27, que taxas negativas de juros podem ajudar a demanda de países e regiões que as praticam, como União Europeia e Japão, mas que também podem ter efeitos no Brasil.

"Taxas negativas podem ajudar a demanda desses países, pode vir aí um estimulo favorável à economia mundial que pode ter efeito de puxar países como o Brasil....Estamos vivendo uma mudança de foco para (juro) zero ou negativo, falta o Banco Central daqui aderir", disse, em tom de brincadeira durante coletiva para divulgar as novas projeções do órgão ligado ao Ministério da Economia.

Entre outras estimativas, o Ipea reduziu de 2% para 0,8% o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2019, mesmo que seja aprovada a reforma da Previdência.

Sem a aprovação do texto que tramita no Congresso, as perspectivas para os próximos 12 anos são de estabilidade ou queda do PIB, com uma forte crise econômica.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

FECHAMENTO

Ibovespa ignora tensão em Brasília e NY no vermelho e avança 1%; dólar também sobe

Enquanto as blue chips garantiram o bom desempenho do Ibovespa, o dólar avançou 0,84%, pressionado pelo noticiário em Brasília

Exaltou integração

Presidente do Banco Central não enxerga competição entre bancos e fintechs

Segundo Campos Neto, a integração entre as mídias sociais e o sistema financeiro é maior inovação que existe no momento

Menos pontos e milhas

Setor de empresas de fidelidade encolhe quase 30% em 2020

O segmento de fidelidade movimentou R$ 5,3 bilhões em 2020, segundo a Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF)

Estamos em um novo ciclo de alta de commodities?

Por que está se falando tanto em commodities? Isso é o que Matheus Spiess te explica no vídeo de hoje. Observando o histórico de ciclos de alta de commodities, presenciamos ciclos de altas de preços nas matérias primas. E estudos dizem que estamos na beira de um SUPERCICLO. Vamos ao passado: Início de 1900: 2º […]

Controle total

Petrobras: Cade aprova venda da participação da estatal em eólica para FIP Pirineus

Após a assinatura do acordo de R$ 32,97 milhões, o FIP Pirineus passa a deter o controle unitário do empreendimento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies