Menu
2020-02-21T07:25:36-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
comunicado oficial

Banco Central do Japão diz que é cedo para discutir medidas em resposta ao coronavírus

Coronavírus pode afetar a economia japonesa, ao desacelerar suas exportações para a China, segundo presidente da autoridade monetária

21 de fevereiro de 2020
7:25
japão anúncio
Imagem: Shutterstock

O presidente do Banco do Japão (BoJ, pela sigla em inglês), Haruhiko Kuroda, expressou preocupação nesta sexta-feira com o impacto da epidemia de coronavírus na economia global, mas afirmou ser muito cedo para discutir possíveis medidas de cunho monetário.

"Ainda não estamos no estágio de discutir reação específica da política monetária", disse Kuroda a um comitê parlamentar. "Não vamos hesitar em tomar ações de relaxamento adicional, se necessário", acrescentou.

O coronavírus pode afetar a economia japonesa, ao desacelerar suas exportações para a China, reduzindo a produção em razão de interrupções na cadeia de suprimentos e diminuindo o fluxo de turistas chineses para o Japão, comentou Kuroda.

O chefe do BoJ disse também que os efeitos do coronavírus vão dominar o debate na reunião de ministros de Finanças e presidentes de bancos centrais do G20, que ocorrerá neste fim de semana em Riad, capital da Arábia Saudita.

*Com Dow Jones Newswires e Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Pouso forçado

Demanda por voos deve encerrar o ano em menos da metade do nível pré-pandemia

O prejuízo total das companhias aéreas em 2021 deve ficar entre US$ 47 bilhões e US$ 48 bilhões, de acordo com a ação Internacional de Transporte Aéreo (Iata)

Agora vai?

Governo vai reduzir valor de arrecadação por áreas “micadas” do pré-sal em novo leilão

A arrecadação que o governo pretende receber pela exploração de dois campos do pré-sal foi reduzida em R$ 25,5 bilhões; novo leilão deve acontecer em dezembro

Mercado de capitais

FGTS embolsa quase R$ 900 milhões com venda de ações da Alupar em oferta

O fundo que reúne o dinheiro dos trabalhadores com carteira assinada tinha uma participação de 12% no capital do grupo de geração e transmissão de energia

O melhor do Seu Dinheiro

Tiradentes e as bolhas financeiras, o balanço da Netflix e outros destaques do dia

Joaquim José da Silva Xavier percebeu que alguma coisa estava fora da ordem ali pelos idos de 1789. A extração de ouro estava em franco declínio, mas a Coroa portuguesa não parava de exigir o quinto sobre tudo o que saía das Minas Gerais. Mais ou menos na mesma época, ideias surgidas na Europa que pregavam […]

Foi ruim mas foi bom

Guedes defende acordo e diz que agora Orçamento ficará “exequível”

O presidente Jair Bolsonaro tem até amanhã para sancionar o Orçamento de 2021, que foi aprovado com despesas obrigatórias subestimadas para acomodar uma quantidade maior de emendas parlamentares

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies