Menu
2019-04-08T06:52:51-03:00
Estadão Conteúdo
efeitos da desaceleração

Banco do Japão rebaixa avaliação econômica de 3 de 9 regiões

Outras cinco regiões tiveram suas avaliações mantidas, segundo relatório trimestral divulgado nesta segunda-feira, 8

8 de abril de 2019
6:52
Bandeiras do Japão
Bandeiras do Japão - Imagem: Shutterstock

O Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) rebaixou sua avaliação econômica de três das nove regiões do país, em meio aos efeitos da desaceleração global nas exportações e produção industrial japonesas, segundo relatório trimestral divulgado nesta segunda-feira, 8.

Outras cinco regiões tiveram suas avaliações mantidas e apenas a de Hokkaido foi revisada para cima, graças à dissipação dos efeitos negativos relacionados a um terremoto que atingiu a região no ano passado, informa o documento.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

fique de olho

Telefônica Brasil paga R$ 630 milhões em juros sobre capital próprio

Valor tem retenção de imposto de renda na fonte, à alíquota de 15%, resultando no montante líquido de R$ 535,5 milhões, com base no balanço patrimonial de 31 de maio de 2021

seu dinheiro na sua noite

A escalada dos juros e o impacto nos seus investimentos

Os horizontes do atual ciclo de escalada dos juros no Brasil já começam a ficar mais claros, assim como os contornos da política monetária americana.  Hoje os investidores trataram de se ajustar aos sinais enviados pelos bancos centrais do Brasil e dos Estados Unidos na “Super Quarta” de ontem. O mercado de juros rumou para […]

ampliando o portfólio

JBS conclui a aquisição de empresa de produtos à base de plantas Vivera na Europa

Transação inclui três unidades produtivas e um centro de pesquisa e desenvolvimento localizados na Holanda.

atenção, acionista

Vale anuncia pagamento de dividendos; confira os valores

Segundo a mineradora, será considerada a posição acionária de 23 de junho de 2021; empresa passa por bom momento

retomada

Produção de aço cresce 20,3% de janeiro a maio

De janeiro a maio, as vendas internas foram de 10 milhões de toneladas, o que representa uma alta de 46,4% quando comparada com o apurado em igual período do ano anterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies