Menu
2019-04-04T15:57:23-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
A velha política de volta

Deputado do PSL relata troca de cargos por votos a favor da Previdência, diz O Globo

Áudios envolvem o deputado Guillem Lemos (PSL-PB) e o secretário geral do PSL na Paraíba e assessor do Ministério do Turismo, Fabio Nobrega Lopes

16 de março de 2019
11:42 - atualizado às 15:57
Jair Bolsonaro
Áudio de deputado do PSL mostra que governo Bolsonaro teria se rendido à velha política - Imagem: Shutterstock

O jornal "O Globo" publicou na manhã deste sábado uma reportagem mostrando que a chamada "velha política" está à todo vapor em Brasília. Parlamentares têm negociado a indicação de cargos no governo de Jair Bolsonaro em troca de votos para a reforma da Previdência, a principal pauta econômica da atual gestão federal.

Circula em Brasília, inclusive entre assessores do Palácio do Planalto, um áudio que mostra uma conversa entre o deputado Guillem Lemos (PSL-PB) e o secretário geral do PSL na Paraíba e assessor do Ministério do Turismo, Fabio Nobrega Lopes. Na conversa, Lemos afirma que conseguiu junto à Casa Civil o poder de indicar nomes para cargos de direção na Fundação Nacional da Saúde (Funasa) e Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). O deputado diz, ainda, que outros parlamentares estão buscando acordos semelhantes em troca de votos.

Ainda segundo o áudio divulgado pelo "O Globo", Lemos diz que vai conseguir "logo de cara" indicações para a Funasa e o Incra, mas que também tentará "um terceiro negócio". A conversa, segundo o jornal, ocorreu em fevereiro e também cita uma reunião na Casa Civil. Nesse encontro, lideranças teriam acertado cargos em "nível estadual", a serem distribuídos após o carnaval.

De acordo com Lopes, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, participou de um dos encontros em que eram discutidas trocas de indicações a cargos da máquina federal por votos. O ministro foi procurado pela reportagem, mas não se manifestou.

Após a repercussão da reportagem do Globo, o deputado paraibano questionou a origem da gravação, chamando-a de "grampo ilegal" e que pedirá investigações à Polícia Federal. Sobre o teor, diz que "não tem nada que desabone" sua conduta e que "é uma conversa republicana" sobre "uma conjuntura política".

Já a respeito da fala de Lopes, Lemos diz não ver o áudio com conteúdo "comprometedor de esquema". "O Fabio dá uma opinião que é dele, até de certo modo ingênua. Fabio não tem legitimidade nenhuma, não é político", afirmou.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Atividade em queda

Indicador da FGV mostra contração da economia em março com agravamento da pandemia

A queda nas expectativas dos consumidores foi um dos destaques negativos entre os componentes do indicador

Benefício com garantia

Paulo Guedes reeditará BEm somente após a aprovação do Orçamento ou da PEC “fura-teto”

“O ministro disse ‘ou um, ou outro, o que sair primeiro a gente faz o BEm'”, afirmou Paulo Solmucci, presidente da Abrasel

PPI

Decreto de Bolsonaro inclui Correios no Programa Nacional de Desestatização

A privatização dos Correios ainda depende da aprovação de um projeto de lei de autoria do Executivo que permite à iniciativa privada prestar serviços

Exile on Wall Street

Bitcoins, IPOs, reestruturações e M&As: coisas para comprar ainda nesta semana

De onde você menos espera é que não vem nada mesmo. É notável a regularidade da incompetência. Ela não surpreende. Está sempre por aí.  Lembro com frequência da famosa frase, já meio clichê, você tem razão, do Kennedy: não pergunte o que seu país pode fazer por você. Pergunte o que você pode fazer por […]

decolagem interrompida

Apertem os cintos: recuperação da Gol será mais turbulenta que o esperado

Companhia reduz projeções para receita no primeiro trimestre, dizendo que retomada dependerá de ritmo da vacinação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies