Menu
2019-05-23T20:31:18-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Live de quinta

Bolsonaro pede que Senado mantenha Coaf com Ministério da Economia

Presidente defendeu que MP 870, que tirou órgão de combate à lavagem de dinheiro de Sergio Moro, seja aprovada como veio da Câmara dos Deputados e disse que joga junto com o Congresso para ter filho bonito

23 de maio de 2019
20:31
Bolsonaro
Imagem: Print Facebook

Em live no “Facebook”, o presidente Jair Bolsonaro falou sobre a aprovação da MP 870, que reduziu o número de ministérios da Esplanada, mas após modificação na Câmara dos Deputados, tirou do ministro da Justiça, Sergio Moro, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

Segundo Bolsonaro, o Coaf segue no poder Executivo, “sem problema nenhum”, e lembrou que a medida, agora, deve ser votada pelo Senado e pediu que o texto que veio da Câmara seja aprovado.

“No meu entender, deve aprovar o que foi votado na Câmara e seguir em pautas mais importantes”, disse.

O presidente falou que não manda na bancada do PSL, mas no que depender dele, o partido não vai atrapalhar a votação no Senado, e que o Parlamento tem legitimidade para fazer alterações nas propostas do Executivo.

“Agora, nossa bancada não vai atrapalhar votações, no que depender de mim. Não tenho ascendência, não mando nas bancadas. Logicamente, os líderes somos nós que indicamos, Joice Hasselmann e major Vitor Hugo, e eles trabalham nesse sentido, para que a gente busque o melhor possível para atender o povo. Mas o Parlamento tem mais do que autoridade, tem legitimidade, para mudar essas questões”, afirmou.

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, também participou da live, e Bolsonaro perguntou a Onyx, se ele daria a mesma orientação aos parlamentares do DEM, seu partido. O ministro disse que sim.

Segundo o presidente, alguns parlamentares de seu partido, que tem muita gente nova, ainda acham que “tem de ganhar todas”, mas ponderou que derrotas vão acontecer e “quem tiver mais voto, leva”.

“O que peço a meus liderados, ao pessoal do meu partido, é que aprove o que passou na Câmara em votação simbólica, relâmpago e que toque o barco. Aprovamos mais de 95% da MP. O parlamento fez a sua mudança lá e a gente vai reconhecer. Isso faz bem para a democracia”, disse.

Terminando a fala sobre esse tópico, Bolsonaro disse que “nós jogamos junto. É igual um casal. Se quer nascer um filho bonito tem que estar aí com alguma coisa, se não vai nascer um filho feio”, disse antes de começar a brincar com Onyx.

O ponto mais polêmico da MP e foco de debates no Congresso e nas redes sociais foi, justamente, a retirada do Coaf de Sergio Moro. A estrutura, agora, está de volta ao Ministério da Economia.

A MP 870 será apreciada na terça-feira pelo Senado. Se por algum motivo os senadores mudarem o texto que veio da Câmara, a MP terá de voltar a ser apreciada pelos deputados, correndo o risco de perder a validade, pois tem de ser aprovada até 3 de junho.

No entanto, senadores do PSL, como Major Olímpio, e o próprio líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) disseram, na manhã de hoje, que iriam defender a permanência do Coaf com Moro, apresentando propostas de modificação do texto que veio da Câmara.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Milionários na mira

Biden quer dobrar impostos sobre ganhos de capital dos mais ricos para financiar educação infantil

O presidente dos EUA aposta no aumento das taxas para investidores que ganham acima de US$ 1 milhão para financiar sua nova proposta

Oferta de ações

Caixa Seguridade (CXSE3): reservas para o IPO terminam no dia 26; veja os detalhes e se vale a pena investir

Banco público pretende captar até R$ 6,5 bilhões com a venda de parte de suas ações na empresa que reúne suas participações em seguros

Fechando o bolso

Republicanos contrariam Biden e propõem pacote alternativo de US$ 568 bilhões para infraestrutura

O valor defendido pela oposição é muito inferior aos mais de US$ 2 trilhões propostos pelo presidente democrata

Aceno a Biden

Na Cúpula do Clima, Bolsonaro promete zerar emissões de gases de efeito estufa até 2050

No encontro, organizado por Joe Biden, o presidente do Brasil também se comprometeu a zerar o desmatamento ilegal até 2030

Nem o agro se salva

Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) engrossa a lista de IPOs adiados em 2021

A empresa, que já havia interrompido a oferta por alguns dias em janeiro, citou a “deterioração” do mercado em seu segundo adiamento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies