2019-05-03T18:41:54-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Balanço

Lucro do Itaú em 2019 pode aumentar após revisão de projeções do banco, dizem analistas

Maior banco privado brasileiro espera crescimento menor das receitas com crédito e tarifas, mas também cortou a projeção de despesas para este ano. Ações reagem em leve queda ao resultado do primeiro trimestre

3 de maio de 2019
14:26 - atualizado às 18:41
Logo do banco Itaú
Itaú - Imagem: Shutterstock

Após a revisão de uma série de projeções para o desempenho no ano, o Itaú Unibanco pode registrar um lucro levemente acima do esperado para este ano. As contas foram feitas por analistas que acompanham o maior banco privado brasileiro.

Junto com o resultado do primeiro trimestre, o Itaú anunciou a redução nas estimativas para o crescimento da margem financeira (que contabiliza as receitas com crédito) e das receitas com tarifas em 2019. Só que esse efeito negativo deve ser mais do que compensado pela perspectiva de despesas menores em relação ao início do ano.

No ponto médio das estimativas revisadas, o lucro do Itaú em 2019 pode atingir R$ 29 bilhões, alta de 1% em relação à projeção anterior, de acordo com o Bradesco BBI.

No primeiro trimestre deste ano, o Itaú registrou lucro líquido de R$ 6,877 bilhões, o que representa um crescimento de 7,1% em relação ao mesmo período do ano passado.

A alta no lucro não foi suficiente para impulsionar as ações preferenciais do banco (ITUB4), que fecharam em queda de 0,97%, cotadas a R$ 33,71. Confira também nossa cobertura completa de mercados.

A revisão nas estimativas para as receitas neste ano foi feita depois que o Itaú decidiu mergulhar de cabeça na disputa das maquininhas de cartão. No mês passado, a Rede zerou as taxas de juros cobradas dos lojistas nas operações de antecipação de recebíveis. O banco também decidiu ajustar as despesas à perspectiva de um crescimento menor da economia neste ano.

Veja a seguir qual foi a leitura dos analistas sobre os resultados do Itaú e a recomendação para as ações:

BTG Pactual - Corte de custos mostra bom senso de urgência

Recomendação: compra

Preço-alvo: R$ 42,00

"Embora em linha com a nossa projeção e com o consenso de mercado, recebemos bem os resultados do primeiro trimestre. A margem com clientes teve um bom desempenho e a revisão das projeções, com o melhor controle de custos, mostra um bom senso de urgência, que os investidores provavelmente receberão de braços abertos."

Bradesco BBI - Em linha, mas ruim entre as linhas

Recomendação: neutra

Preço-alvo: R$ 44,00

"Apesar dos números em linha, o Itaú teve um aumento na formação de créditos em atraso e reduziu seu índice de cobertura pelo terceiro trimestre consecutivo. Além disso, as receitas com tarifas vieram mais fracas do que o esperado. Por fim, o Itaú optou por rever o seu guidance [projeção], reduzindo as estimativas para a margem com clientes, tarifas, seguros, mas compensando os efeitos negativos com um corte acentuado nas despesas, produzindo um resultado levemente positivo."

Safra - Revisão das projeções traz crescimento mais realista e melhor desempenho em custos

Recomendação: neutra

Preço-alvo: R$ 38,50

"Em nossa visão, o Itaú deve se manter como o banco mais lucrativo do setor, embora os concorrentes estejam reduzindo a diferença de rentabilidade. Acreditamos que a revisão nas projeções é ligeiramente positiva (devido ao melhor desempenho das despesas), mas talvez não seja suficiente para movimentar as ações."

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

A Petrobras (PETR4) está a dois dias de ‘fechar as portas’ para os super dividendos: você tem até 11 de agosto — descubra se vale a pena comprar as ações para embolsar a bolada

9 de agosto de 2022 - 11:28

Depois do dia 11 de agosto, quem comprar as ações da Petrobras (PETR4) não terá mais direito à bolada de dividendos que a petroleira pagará; a analista Larissa Quaresma responde se comprar os papéis só pra receber a grana vale a pena

Market Makers

Precisamos falar de múltiplo: Saiba como identificar se uma ação está barata na bolsa

9 de agosto de 2022 - 9:34

Existem três formas de ganhar dinheiro com ações. Uma delas é com o crescimento do lucro por ação. Mas é preciso interpretar corretamente o múltiplo Preço/Lucro (P/L) de uma empresa

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: De olho em ata do Copom e inflação, Ibovespa opera próximo do zero a zero; dólar vira e passa a subir

9 de agosto de 2022 - 9:12

RESUMO DO DIA: Os investidores permanecem de olho nos dados de inflação dos Estados Unidos, divulgados na próxima quarta-feira (10). Por aqui, o Ibovespa reage aos dados do IPCA de julho e nas disputas políticas antes do início da campanha eleitoral oficial. Acompanhe por aqui o que mexe com a bolsa, o dólar e os demais […]

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de lucro acima de 9% em swing trade com a Helbor (HBOR3); confira a recomendação

9 de agosto de 2022 - 8:26

Identifiquei uma oportunidade de swing trade – compra dos papéis da Helbor (HBOR3). Saiba mais detalhes

O melhor do Seu Dinheiro

Os sons do silêncio nas bolsas: Saiba como interpretar os ruídos dos mercados que mexem com os seus investimentos hoje

9 de agosto de 2022 - 8:24

De olhos e ouvidos atentos aos dados da inflação, investidores os juntarão ao quebra-cabeças da ata da última reunião do Copom

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies