Menu
2019-12-20T10:07:32-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Atenção no preço

‘Prévia’ da inflação, IPCA-15 tem forte alta de 1,05% em dezembro

Resultado é o maior no comparativo mensal desde junho de 2018, quando o índice atingiu a marca de 1,11%. O acumulado do IPCA-15 no ano é de 3,91%.

20 de dezembro de 2019
9:47 - atualizado às 10:07
inflação consumo
Imagem: Shutterstock

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta sexta-feira (20) o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação.

Em dezembro, o índice variou 1,05%. A tendência foi de aceleração em relação à taxa de 0,14% no mês passado.

O resultado é o maior no comparativo mensal desde junho de 2018, quando o índice atingiu a marca de 1,11% e o maior para o mês de novembro desde 2015, quando o índice foi de 1,18%. O acumulado do IPCA-15 no ano é de 3,91%.

Dos noves grupos pesquisados pelo IBGE, somente Artigos de residência apresentou deflação ( -0,84%).

Os preços do setor de alimentação e bebidas foram os que mais impactaram o índice no mês, com uma alta de 2,59% e um impacto de 0,63 ponto percentual (p.p). A maior influência foi o aumento dos preços das carnes, que registraram uma alta de 17,71% em dezembro.

Todas as regiões pesquisadas apresentaram alta entre novembro e dezembro. A região de Recife foi a menos impactada pela alta, já a região metropolitana de Belém apresentou o maior crescimento, impactada pelas altas das carnes.

Expectativas

O índice veio perto do teto das estimativas dos analistas ouvidos peo Projeções Broadcast e acima da média. As projeções variavam de 3,50% na mínima até 3,95% na máxima, com uma média de 3,83%

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

OLHO NAS STARTUPS

Volume de aportes em startups do País cresce 80% e atinge US$ 2,7 bi em 2019

O número de aportes, por sua vez, cresceu 8,3% na comparação com 2018, mas não bateu recordes – em 2017, foram 263 investimentos no País, mas com valor individual menor, totalizando US$ 905 milhões

ACORDOS

Bolsonaro assina 15 acordos com a Índia e fala que comércio poderá superar US$ 50 bilhões até 2022

O principal acordo assinado é o de cooperação e facilitação de investimentos (ACFI), segundo o jornal Folha de S.Paulo

MAIS LIDAS DO SEU DINHEIRO

MAIS LIDAS: O sonho da aposentadoria rápida

Caro leitor, O que te assusta mais: o coronavírus ou a fila do INSS? Não tenho dúvidas de que a nova doença foi o assunto da semana no mundo todo, mas o desejo de se aposentar rápido – e sem depender do governo – foi o que bombou aqui no Seu Dinheiro.  O projeto Aposente-se aos […]

DE OLHO NA TECNOLOGIA

Toyota investe US$ 394 milhões em companhia de táxi aéreo elétrico, Joby Aviation

Parecida a um drone, a aeronave tem capacidade para quatro passageiros mais o piloto, possui seis hélices, um alcance de 150 milhas (aproximadamente 240 km) e pode voar até 200 milhas por hora (cerca de 320 km/h)

POLÍTICA

Em Davos, Doria se ‘afasta’ de Bolsonaro

Nesses 12 meses de intervalo, o clima entre os dois não apenas esfriou como houve troca de farpas tendo como pano de fundo o cenário político de 2022

EMPREGO

Em 1º ano, Bolsonaro gera mais vagas que Temer, mas fica atrás de Lula e Dilma

Com a economia ganhando tração a partir do segundo semestre do ano passado, o Caged registrou saldo positivo de 644.079 vagas com carteira assinada em 2019

COLUNA DO PAI RICO PAI POBRE

Ter um emprego versus empreender

Veja como avaliar se é melhor ter um próprio negócio, ser autônomo ou arrumar um emprego.

EMPREGOS

Para gerar 1 milhão de empregos, economia tem de crescer 3%, diz secretário

O secretário de Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Dalcolmo, evitou nesta sexta-feira, 24, fazer uma previsão oficial para a geração de empregos com carteira assinada em 2020, mas disse acreditar em até 1 milhão de novos postos de trabalho neste ano, caso o Produto Interno Bruto (PIB) tenha uma alta próxima de 3% até […]

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O que será que será da Selic?

A taxa básica de juros (Selic) vai continuar em queda? Quando fiz essa pergunta recentemente a um gestor de fundos, ele me devolveu com outra pergunta: – Você quer que eu responda o que o Banco Central deveria fazer ou o que ele vai fazer? Pode parecer uma diferença sutil, mas o mercado encontra-se atualmente […]

Dólar teve alta

Tensão com o coronavírus freia os mercados e faz o Ibovespa ficar no zero a zero na semana

O coronavírus trouxe cautela aos mercados, mas não desencadeou uma onda de pessimismo. Como resultado, o Ibovespa ficou praticamente zerado na semana — a nova doença neutralizou o otimismo estrutural visto na bolsa nos últimos dias

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements