';

🔴 O ‘NOVO PETRÓLEO’ FOI ENCONTRADO E JÁ É MOTIVO DE DISPUTA NO MUNDO — DESCUBRA AQUI

Cotações por TradingView
2021-08-25T10:10:07-03:00
Rafaella Bertolini
De olho no dragão

Prévia da inflação, IPCA-15 fica em 0,89% em agosto e supera projeções do mercado

A meta do Banco Central para a inflação neste ano é de 3,75%, com margem de 1,5 ponto percentual para mais ou menos

25 de agosto de 2021
9:02 - atualizado às 10:10
Dragão da inflação soltando fogo
A inflação segue pesando na economia brasileira / Imagem: Shutterstock

O IPCA-15 (Índice de Preço ao Consumidor Amplo -15), considerado uma prévia da inflação, acelerou a 0,89% em agosto, ante 0,72% em julho, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Essa foi a maior variação para um mês de agosto desde 2002, quando o índice foi de 1,00%.

O resultado veio acima das estimativas do mercado, que iam de 0,65% a 0,92%, com a mediana de 0,84%, de acordo com apuração do Broadcast. 

No ano, o IPCA-15 já acumula alta de 5,81%, e, em 12 meses, de 9,30%, acima dos 8,59% observado nos 12 meses imediatamente anteriores.

A meta do Banco Central para a inflação em 2021 é de 3,75%, com margem de 1,5 ponto percentual para mais ou menos. 

Os preço da energia elétrica voltou a pesar no indicador, sobretudo com o reajuste de 52% na tarifa adicional da bandeira vermelha, que entrou em vigor em julho. Os combustíveis também impactam na inflação, puxado principalmente pela gasolina.

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, oito tiveram alta de preços em agosto. Confira a seguir o que mais pesou na inflação:

1- Habitação

Os preços relacionados à habitação continuam sendo a maior influência na alta da inflação, na prévia do indicador oficial a variação foi de 1,97%, puxado pela energia elétrica, que avançou para 5,00%, frente a 4,79% em julho.

A bandeira tarifária vermelha patamar 2, teve reajuste de 52% a partir do dia 1º de julho, de 52%, passando a custar R$ 9,492 a cada 100 kWh. Antes, o preço era de R$ 6,243.

Além da energia elétrica, o consumidor pagou mais caro também no gás botijão e gás encanado, que subiram 3,79% e 0,73% respectivamente.

Destacou-se também a variação da taxa de água e esgoto (-0,49%), por conta da mudança na metodologia de cobrança das tarifas em Belo Horizonte (-6,40%), vigente desde 1º de agosto.

2- Transporte

Os preços dos combustíveis subiram 1,11%, de acordo com o IBGE. A gasolina teve alta de 2,02% em agosto. A principal contribuição veio da gasolina, de 2,05%, cuja variação acumulada nos últimos 12 meses foi de 39,52%.

Os preços do etanol (2,19%) e do óleo diesel (1,37%) também subiram, enquanto o gás veicular registrou queda de 0,51%.

Os veículos próprios, que haviam subido 0,73% em julho, tiveram alta de 1,06% em agosto. Os automóveis usados (2,58%), os automóveis novos (1,52%) e as motocicletas (0,27%) permaneceram em alta e contribuíram conjuntamente com 0,09 p.p. no índice do mês.

As passagens aéreas, que surpreenderam com alta 35,64% em julho, registraram queda de 10,90% em agosto.

3- Alimentação

Em Alimentação e bebidas (1,02%), a alimentação em casa passou de 0,47% em julho para 1,29% em agosto. Contribuíram para essa aceleração as altas do:

  • Tomate (16,06%),
  • Frango em pedaços (4,48%),
  • Frutas (2,07%)
  • Leite longa vida (2,07%).

Por outro lado, houve queda nos preços da:

  • Cebola (-6,46%),
  • Feijão-preto (-4,04%)
  • Arroz (-2,39%),
  • Feijão-carioca (-1,52%).

Na alimentação fora de casa (0,35%), o movimento foi inverso, influenciado pela desaceleração da refeição (0,10%), que havia registrado alta de 0,53% em junho.

4- Saúde e cuidados pessoais

O grupo Saúde e cuidados pessoais, apresentou recuo de -0,29%, influenciado pela queda nos preços dos itens de higiene pessoal (-0,67%).

Também contribuíram para esse resultado os produtos farmacêuticos (-0,48%) e o plano de saúde (-0,11%).

O que dizem os analistas

De acordo com Étore Sanchez - economista-chefe da Ativa Investimentos, o IPCA-15 veio 5bps acima da projeção da casa que era de 0,84%.

"Os bens vieram acima do esperado, principalmente por conta de vestuários. Os serviços estiveram relativamente em linha com as expectativas, uma vez que apesar do avanço de despesas pessoais, houve o recuo maior que o estimado em serviços de habitação", diz o analista.

Com o resultado, a estimativa da Ativa Investimentos para o ano segue em 7,0%, , com a possibilidade de ser revisada para cima por conta, principalmente, da notícia de novo reajuste de bandeiras tarifárias que estão no radar.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

DANÇA DAS CADEIRAS

Da Fiesp para a Petrobras: Josué Gomes é cotado para o conselho da Petrobras

28 de janeiro de 2023 - 13:59

A montagem da chapa do governo na Petrobras foi discutida em reunião entre Lula e o seu indicado para a presidência da empresa, Jean-Paul Prates

VEÍCULOS ELÉTRICOS

Elon Musk comemora! Entenda o que fez a ação da Tesla ter seu melhor desempenho semanal desde 2013

28 de janeiro de 2023 - 12:07

As ações da Tesla subiram 33% na semana, interrompendo um período de seis meses em que caíram mais de 40%

ESTÁ SÓ COMEÇANDO

Insider trading na Americanas? CVM abre inquérito para investigar

28 de janeiro de 2023 - 8:48

CVM instaura inquéritos administrativos para apurar condutas suspeitas em meio à derrocada da Americanas (AMER3)

Aperta o play!

Campos Neto manterá o plano de voo? Os desafios do Banco Central autônomo no governo Lula e o que esperar da próxima Super Quarta

28 de janeiro de 2023 - 8:00

No podcast Touros e Ursos desta semana, as expectativas para as decisões de juros nos EUA e no Brasil, após Lula criticar a autonomia do Banco Central

LOTERIAS

Lotofácil tem 4 ganhadores; Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 75 milhões

28 de janeiro de 2023 - 7:55

Enquanto a Lotofácil segue fazendo a alegria dos apostadores, Mega-Sena está acumulada desde o sorteio da virada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies