IR 2023: tudo o que você precisa saber para não errar na sua declaração ESTÁ AQUI

Cotações por TradingView
2019-09-06T10:37:54-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
De olho no preço

Inflação oficial desacelera em agosto e fica em 0,11%, segundo IBGE

Índice acumula alta de 2,54% em 2019 e de 3,43% nos últimos 12 meses. Os números estão dentro das expectativas dos analistas escutados. 

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
6 de setembro de 2019
9:35 - atualizado às 10:37
mercado / inflação
Imagem: Shutterstock

Dados divulgados nesta sexta-feira (06) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a inflação oficial (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo -IPCA) fechou o mês de agosto com alte de 0,11%, ante um avanço de 0,19% em julho. O resultado ficou levemente acima da mediana das expectativas dos analistas ouvidos pela Broadcast. Em agosto de 2018 a taxa havia sido de 0,09%.

Os números menores de agosto, comparados a julho, foram puxados principalmente pela deflação nas despesas com alimentação (-0,35%) e transportes (-0,39%). A deflação também foi sentida no grupo correspondente aos cuidados pessoais e saúde (0,03%).

As principais altas foram registradas no setor de habitação (1,19%), artigos de residência (0,56%) e despesas pessoais (0,315)

O índice acumula alta de 2,54% em 2019 e de 3,43% nos últimos 12 meses. Os números estão dentro das expectativas dos analistas escutados.

 

*Com Estadão Conteúdo

 

Compartilhe

CENSO 2022

IBGE abre novo concurso para Censo 2022 com salários de até R$ 2,1 mil; saiba como se inscrever

14 de setembro de 2022 - 17:31

O órgão está recrutando recenseadores e agentes censitários municipais e supervisores; as inscrições vão até a próxima sexta-feira (16)

O QUE VEM POR AÍ

Inflação no Brasil e nos EUA, atividade e juros na Europa; confira a agenda completa de indicadores econômicos da semana que vem

3 de junho de 2022 - 19:06

Nesta semana, o grande destaque no Brasil fica por conta do IPCA, o índice de inflação que serve de referência para a política monetária do BC

O QUE VEM POR AÍ

PIB do 1º tri e inflação na Zona do Euro: confira a agenda dos indicadores da semana aqui e no exterior

29 de maio de 2022 - 14:00

Nesta semana, o destaque entre os indicadores é o PIB brasileiro no primeiro trimestre. Lá fora, inflação e atividade também estão no centro

O QUE VEM POR AÍ

É semana de PIB! Saiba o que esperar da atividade no Brasil e confira o calendário completo de indicadores da semana

27 de maio de 2022 - 18:34

Teremos a oportunidade de entender melhor como a economia brasileira tem se comportado em um cenário de juros em alta e inflação crescente pelo mundo

O QUE VEM POR AÍ

Ata do Fed e IPCA-15: confira a agenda de indicadores da semana aqui e lá fora

22 de maio de 2022 - 14:00

Nos Estados Unidos, a segunda prévia do PIB no primeiro trimestre também é destaque; na Europa, o PIB da Alemanha é o principal dado

FIQUE DE OLHO

Em semana de ata do Fed, destaque no Brasil fica por conta do IPCA-15; confira a agenda completa de indicadores

20 de maio de 2022 - 18:43

Nos Estados Unidos, a segunda prévia do PIB no primeiro trimestre também é destaque; na Europa, o PIB da Alemanha é o principal dado

DADOS DO VAREJO

Magazine Luiza, Via e Americanas podem ter caminho difícil pela frente: dados do IBGE mostram que varejo ainda patina no Brasil

10 de março de 2022 - 15:30

O volume vendido total subiu mas apenas três das oito atividades pesquisadas avançaram. Além de tudo, depois do ajuste nos dados, o desempenho positivo de janeiro não recupera nem a metade da perda de dezembro

FIQUE DE OLHO

Agenda de indicadores: Destaque da semana, inflação pelo IPCA deve apresentar desaceleração — e a política monetária ainda tem pouco a ver com isso; entenda

4 de fevereiro de 2022 - 18:02

Segundo a LCA, o indicador deve fechar o mês em 0,60%, em desaceleração frente os 0,73% de dezembro. Esse alívio, no entanto, reflete a dinâmica dos preços no início do ano — as altas na Selic só farão efeito mais adiante

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies