Menu
2019-09-06T10:37:54-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
De olho no preço

Inflação oficial desacelera em agosto e fica em 0,11%, segundo IBGE

Índice acumula alta de 2,54% em 2019 e de 3,43% nos últimos 12 meses. Os números estão dentro das expectativas dos analistas escutados. 

6 de setembro de 2019
9:35 - atualizado às 10:37
mercado / inflação
Imagem: Shutterstock

Dados divulgados nesta sexta-feira (06) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a inflação oficial (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo -IPCA) fechou o mês de agosto com alte de 0,11%, ante um avanço de 0,19% em julho. O resultado ficou levemente acima da mediana das expectativas dos analistas ouvidos pela Broadcast. Em agosto de 2018 a taxa havia sido de 0,09%.

Os números menores de agosto, comparados a julho, foram puxados principalmente pela deflação nas despesas com alimentação (-0,35%) e transportes (-0,39%). A deflação também foi sentida no grupo correspondente aos cuidados pessoais e saúde (0,03%).

As principais altas foram registradas no setor de habitação (1,19%), artigos de residência (0,56%) e despesas pessoais (0,315)

O índice acumula alta de 2,54% em 2019 e de 3,43% nos últimos 12 meses. Os números estão dentro das expectativas dos analistas escutados.

 

*Com Estadão Conteúdo

 

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Nova operação

Lava Jato mira ex-funcionário da Petrobras pela 2ª vez por US$ 2,2 mi em propinas

Agentes cumprem dois mandados de busca e apreensão em Angra dos Reis e Araruama, no Rio de Janeiro

diversificação

BR Distribuidora entra para o mercado de comercialização de eletricidade

Empresa adquire participação na comercializadora Targus Energia por R$ 62,1 milhões, de olho na atração de novos clientes

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

9 notícias para começar o dia bem informado

Os investidores estão no meio de um cenário nebuloso. Neste momento, não dá para enxergar com clareza o que vem pela frente. Há chances grandes de esbarramos nas seguintes situações: A segunda onda de covid-19 chega ao Brasil e o isolamento social fica mais forte. Shoppings e restaurantes voltam a ser fechados nas grandes cidades. A pandemia […]

esquenta dos mercados

Com bolsas americanas fechadas, embate entre Guedes e Campos Neto ganha os holofotes

O ministro da Economia rebateu as críticas do presidente do Banco Central, que disse que o governo precisa de um plano mais concreto para passar credibilidade e maior confiança com o cenário fiscal,

NOVAS METAS

Petrobras planeja investir US$ 55 bilhões até o final de 2025

Plano estratégico prevê que maior parte dos recursos serão destinados ao pré-sal e redução da dívida bruta a US$ 60 bilhões até 2022

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies