Menu
2019-09-26T15:46:01-03:00
Setor mais do que aquecido

Crédito imobiliário com recursos da poupança atinge R$ 6,71 bilhões em agosto, alta de 18,4% em um ano

Resultado reflete o melhor desempenho que o setor registrou de 2019, renovando o título já alcançado em julho

26 de setembro de 2019
15:46
Pessoa mostra chave de imóvel ao fundo
Imagem: Shutterstock

O crédito imobiliário com recursos da poupança somou R$ 6,71 bilhões em agosto, cifra 18,4% maior que a vista um ano antes, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). Em relação a julho, teve leve alta de 0,1%. Com tal desempenho, o crédito imobiliário teve em agosto seu melhor mês de 2019, renovando o título já alcançado em julho.

Nos primeiros nove meses deste ano, foram aplicados R$ 47,1 bilhões na aquisição e construção de imóveis com recursos das cadernetas, elevação de 31,4% em relação a igual período de 2018, segundo a Abecip.

  • O Melhor Curso de Análise Gráfica está com INSCRIÇÕES ABERTAS. Vagas exclusivas e promocionais para leitores Seu Dinheiro, apenas por este link.

Unidades financiadas

Em agosto, foram financiados, nas modalidades de aquisição e construção, 26,4 mil imóveis, 6% mais do que em julho e 17,3% acima do registrado em agosto de 2018. Este também foi o melhor resultado mensal de 2019, de acordo com a Abecip.

Entre janeiro e agosto de 2019, os recursos da poupança propiciaram a aquisição e a construção de 180,5 mil imóveis, com aumento de 27,6% em relação a igual período de 2018.

Recentemente, a Abecip revisou para cima suas projeções. A entidade espera que a carteira de financiamento cresça 13% neste ano, para R$ 132 bilhões. Por segmento, se forem considerados apenas os recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), a previsão de crescimento é ainda mais forte, de 31%, atingindo R$ 75 bilhões. Já a previsão para o crédito através dos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é de redução de 4% neste ano.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Covid no Brasil

Brasil chega a 465,1 mil casos por coronavírus e 27,8 mil mortes

Do total de casos confirmados, 189.476 pacientes foram recuperados

Agência de telecomunicações

Anatel acata decisão judicial e aprova regra que retira sigilo de ligações

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) regulamentou a questão ontem, 28, em cumprimento a uma decisão da Justiça Federal do Sergipe

seu dinheiro na sua noite

Adam Smith e o PIB da pandemia

A economia funciona desta forma: a produção de bens e serviços só existe em função do consumo. Essa conclusão não é minha, é claro, mas de Adam Smith. Citar o “pai” do liberalismo em um raro momento de consenso sobre a necessidade de maior atuação do Estado para conter os efeitos do coronavírus na economia […]

De novo

CVC adia mais uam vez entrega do balanço do quarto trimestre de 2019

A operadora e agência de viagens CVC informou nesta sexta-feira, 29, que as suas demonstrações financeiras referentes ao exercício de 2019 só devem ser apresentadas até 31 de julho

Auxílio emergencial

Caixa abre mais de 2 mil agências no sábado

Por enquanto, apenas quem recebeu a primeira parcela até 30 de abril e nasceu em janeiro pode sacar o valor

Saldo positivo

Após muita volatilidade, dólar acumula queda de 1,83% em maio; Ibovespa sobe 8,57% no mês

Uma suavização nos fatores de risco domésticos e globais permitiu que o dólar se despressurizasse em maio e levou o Ibovespa de volta aos 87 mil pontos

Presidente da Câmara

Maia rechaça aumento de impostos para suprir queda na receita e defende reformas

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que considera difícil qualquer tipo de aumento na carga tributária para compensar a queda de receita pública por causa da pandemia de covid-19

Para dirigentes de instituições

CMN estende restrição de dividendos até dezembro de 2020

O Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu estender até dezembro de 2020 a regra que proíbe o aumento na remuneração de dirigentes de instituições financeiras e a distribuição de dividendos acima do mínimo obrigatório

Campos Neto fala

Para BC, é possível que efeitos do isolamento persistam até metade de 2021

Para Campos Neto, o medo que as pessoas sentem de serem contaminadas fará com que muitos mantenham hábitos adquiridos durante o período de quarentena

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements