Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-07-31T14:27:51-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
por falar em câmbio...

Indústria registra deflação 1,14% em junho após quatro meses no positivo

Principais impactos negativos vieram dos produtos derivados de petróleo e de biocombustíveis e do setor de alimentos

31 de julho de 2019
13:26 - atualizado às 14:27
Plataforma de petróleo
Plataforma de petróleo - Imagem: Shutterstock

Influenciada pela valorização do real frente ao dólar em junho, os preços da indústria tiveram deflação de 1,14% na comparação com maio, quando teve alta de 1,39%, segundo Índice de Preços ao Produtor (IPP), divulgado nesta quarta-feira, 31, pela IBGE.

É a primeira queda após quatro taxas positivas seguidas desde fevereiro. Os principais impactos negativos vieram dos produtos derivados de petróleo e de biocombustíveis e do setor de alimentos.

A pesquisa mede a variação dos preços dos produtos na "porta das fábricas", sem impostos e frete, de 24 atividades das indústrias extrativas e de transformação.

Segundo o gerente do IPP, Alexandre Brandão, o impacto do petróleo pode ser explicado pelo efeito do câmbio. "No mês de junho tivemos uma valorização do real [frente ao dólar] que impactou na baixa dos preços internos", explica.

Em relação aos alimentos, os destaques negativos foram carne bovina e leite, enquanto resíduos da extração de soja tiveram impacto positivo.

“Nos meses passados, estávamos exportando bastante carne, em função do aumento da importação da China. Mas, em junho, houve um problema circunstancial de exportação dessas carnes. Então, tivemos uma maior oferta para o mercado interno e os preços caíram”, afirma Brandão.

A queda do preço do leite foi fruto de uma menor demanda pelo produto no mercado interno, o que gerou um aumento de estoque e uma consequente diminuição dos preços.

Já o aumento de preço dos resíduos da extração de soja tem relação com problemas na colheita de soja nos Estados Unidos, fator que provocou elevação do preço do produto no mercado internacional.

Apenas oito das 24 atividades industriais investigadas tiveram variações positivas de preços na comparação com maio.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

ECONOMIA X COVID

Economia monitora variante ômicron da covid-19, mas programas de auxílio dependem da PEC dos Precatórios; pasta evita falar em gastos fora do teto

Ministério da Economia evita falar em crédito extraordinário, como acontece nos casos de guerras ou calamidades públicas

Black Friday em números

Varejo cresce 6,3% na Black Friday e vê crescimento de lojas virtuais com e-commerce aquecido; confira dados

Apesar do aumento em relação à Black Friday de 2020, o patamar de faturamento do varejo foi 9,1% inferior ao registrado em 2019

Desdobramentos da crise

Presidente da Latam, Roberto Alvo diz que recusou oferta ‘incompleta’ e ‘insuficiente’ da Azul

O conteúdo dela é confidencial”, afirmou, em entrevista coletiva. Procurada, a Azul não quis comentar

Solana no MB

Exclusivo: Solana (SOL), 5ª maior criptomoeda do mundo, chega Mercado Bitcoin com alta de mais de 12.000% no ano

A quinta maior criptomoeda do mundo vem conquistando o mercado porque se coloca como uma blockchain alternativa ao ethereum (ETH)

Pandemia em curso

Variante ômicron da covid-19 já está em dez países, mas chefe da associação médica da África do Sul vê “sintomas médios” da doença em estudo preliminar

Até o fechamento desta matéria, não haviam informações sobre infecções por essa variante da covid-19 nas Américas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies