Menu
2019-06-21T13:03:44-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
e o otimismo?

‘Prévia do PIB’ tem queda de 0,28% em março

IBC-Br, que avalia o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses, teve um novo recuo após baixa de 0,98% em fevereiro

15 de maio de 2019
9:16 - atualizado às 13:03
Gráfico desenhado por um homem mostra queda
Imagem: Shutterstock

Após a 11º queda consecutiva nas projeções do mercado para a economia brasileira divulgado na última segunda-feira, o Banco Central acaba de divulgar os últimos números do Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), considerado uma prévia do PIB, avaliando o ritmo da economia brasileira.  Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (15).

Segundo dados do BC, a economia teve nova baixa e recuou 0,28% em março, no comparativo com fevereiro. O índice já vinha de um recuo de 0,98% no mês de fevereiro. A queda no primeiro trimestre de 2019 foi de 0,68%.

O IBC-Br passou de 137,07 pontos para 136,62 pontos, alcançando o menor resultado para o mês desde maio de 2018. O resultado veio próximo do esperado pelos analistas ouvidos pelo Broadcast.

A previsão do Banco Central para a atividade doméstica em 2019 é de avanço de 2,0%.  O número deve ser revisto para baixo no próximo Relatório Trimestral de Inflação (RTI), marcado para junho.

Comparado ao mesmo mês de 2018, o indicador de março apresentou um resultado pior do que a média dos números esperados. Na comparação, houve uma queda de 2,52%, ante a queda de 2,30% projetada pelos especialistas.

Na ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), divulgada nesta terça-feira, 14, o BC já havia afirmado que os "indicadores disponíveis sugerem probabilidade relevante de que o PIB tenha recuado ligeiramente no primeiro trimestre do ano, na comparação com o trimestre anterior".

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

rearranjo no segmento

Dona da Farm negocia fusão com a Shoulder, de moda feminina

Empresas mantém conversa “em fase preliminar”, em um momento de rearranjo do segmento; Grupo Soma comprou recentemente a NV e a Lauf

Meme bilionário

O que está por trás da valorização de 500% do Dogecoin em uma semana?

O projeto levou várias pessoas a ficarem milionárias, mas pode fazer muita gente perder dinheiro daqui para frente

Chama o doutor

Após desconto em IPO, ações da Mater Dei estreiam em queda na B3

A situação atual do mercado e a fila de companhias de saúde prontas para abrirem o capital prejudica a rede de hospitais

mudanças na estatal

Conselho confirma general indicado por Bolsonaro para presidir Petrobras e novos diretores

Joaquim Silva e Luna assume o cargo então ocupado por Roberto Castello Branco Branco, demitido porque Bolsonaro estava insatisfeito com política de preços

Só a Vale salva

Tá difícil viver de renda: empresas cortaram R$ 38 bilhões em dividendos na pandemia

Muitas companhias optaram por distribuir menos dinheiro aos acionistas e preservar o caixa durante a crise econômica

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies