A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2019-05-13T16:56:32-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
O "tsunami" de Bolsonaro

Com outras MPs na fila, votação sobre mudança nos ministérios deve ficar para a semana que vem

Debates devem atrasar também porque o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), está em viagem ao exterior até quarta-feira

13 de maio de 2019
16:56
camara-dos-deputados
Deputados têm outras cinco medidas na fila que devem ser analisadas antes do que a MP 870 - Imagem: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

A votação da medida provisória de Jair Bolsonaro que reestruturou o desenho dos ministérios dificilmente será realizada nesta semana na Câmara.

Os deputados têm outras cinco medidas na fila que devem ser analisadas antes do que a MP 870. Duas delas, a 863 e 866, têm um prazo de expiração mais curto e, por isso, necessariamente serão apreciadas antes.

Já para as outras três (867, 868 e 869), que expiram no mesmo dia da MP dos Ministérios (3 de junho), há a possibilidade de inversão de pauta, mas isso dependerá da dinâmica do trabalho dos parlamentares.

Além disso, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), está em viagem ao exterior até quarta-feira, o que para alguns pode ser mais um motivo para que as votações se atrasem.

Os deputados têm sessões deliberativas agendadas para esta terça e quarta-feira. Como Maia está nos Estados Unidos, é o primeiro vice-presidente, o deputado Marcos Pereira (PRB-SP), quem deve coordenar os trabalhos no plenário.

Pereira disse à reportagem que irá conversar com as lideranças partidárias da Câmara nesta tarde para definir o plano de trabalho.

Os parlamentares devem abrir a ordem do dia amanhã com a análise da MP 863/2018, que autoriza até 100% de capital estrangeiro em companhias aéreas com sede no Brasil. A matéria chegou a ser lida na última sessão, na quinta-feira, 9.

Há também a possibilidade dos deputados colocarem em votação um requerimento de urgência de projeto de lei que trata sobre posse de arma para proprietários rurais, de relatoria do líder da bancada da bala, Capitão Augusto (PR-SP).

Na semana passada, havia a expectativa de que a MP da reestruturação dos ministérios fosse votada já na quinta-feira.

No dia, no entanto, o deputado Diego Garcia (Pode-PR) fez uma solicitação para o que o presidente da Casa respeitasse a ordem das medidas provisórias que estavam na fila, o que foi acatado por Maia.

Maia viajou ontem à noite em uma missão oficial para Nova York para participar de uma série de eventos e encontros com investidores.

Ele foi acompanhado do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, e dos deputados Efraim Filho (DEM-PB), Arthur Oliveira Maia (DEM-BA), Fernando Monteiro (PP-PE) e Flávia Arruda (PR-DF). A comitiva deve retornar ao Brasil na quarta-feira à noite.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Ibovespa reage ao início da campanha eleitoral enquanto bolsas do exterior sofrem ajuste após rali

16 de agosto de 2022 - 7:30

Confira a agenda dos candidatos à presidência da República hoje e como isso dá volatilidade ao Ibovespa

BALANÇO

IRB (IRBR3) confirma as piores expectativas e reporta prejuízo de R$ 373 milhões no segundo trimestre

16 de agosto de 2022 - 7:10

Com o novo prejuízo, IRB fica abaixo do limite regulatório para operar e tem até o fim de outubro para regularizar a situação; emissão de ações está entre os planos

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Campanha eleitoral finalmente começa e volatilidade se avizinha, mas há meios de mitigar os riscos no mercado; aqui você aprende como

16 de agosto de 2022 - 6:00

Muita volatilidade é esperada, mas o mercado já conhece Lula e também sabe quem é Bolsonaro; as eleições não representam uma ameaça concreta à bolsa e é possível capturar o potencial de valorização desse período

BALANÇO

Inter (INBR31) reverte prejuízo em lucro de R$ 15,5 milhões no segundo trimestre; confira os números

15 de agosto de 2022 - 21:01

No semestre encerrado em 30 de junho de 2022, o Inter superou a marca de 20 milhões de clientes, que equivale a 22% de crescimento no período

BALANÇO DA HOLDING

Lucro líquido da Itaúsa (ITSA4) recua 12,5% no segundo trimestre, mas holding anuncia JCP adicional; confira os destaques do balanço

15 de agosto de 2022 - 19:52

A Itaúsa (ITSA4) esperou até o último dia da temporada de balanços para revelar os números do segundo trimestre. E a paciência dos investidores não foi recompensanda: a companhia lucrou R$ 3 bilhões, uma queda de 12,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) sobre o […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies