Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-08T11:59:31-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Virou rotina

Projeção de alta do PIB sofre nova queda no mercado

Expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto passou de 2,28%, há quatro semanas, para 1,97%. Para 2020, a previsão também recuou, passando de 2,80% para 2,70% em um mês

8 de abril de 2019
11:59
Gráfico indicando queda
Gráfico indicando queda - Imagem: Shutterstock

O mercado diminuiu mais uma vez a expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano. Segundo informações do Boletim Focus do Banco Central divulgado hoje (8), economistas do mercado financeiro diminuíram a previsão de alta para 1,97% em 2019. Há quatro semanas,  a estimativa era de 2,28%.

A projeção oficial do BC para 2019 é de crescimento de 2,0%. Para 2020, a estimativa do mercado também recuou. Segundo o boletim, a previsão de alta no PIB passou de 2,80% para 2,70% em um mês.

Inflação

No Focus desta segunda-feira, os analistas do mercado também alteraram levemente a previsão para a inflação. Em 2019, o IPCA (índice oficial de inflação) deve ter uma alta de 3,90%.Há um mês, a previsão de alta era de 3,87% e segue abaixo do centro da meta, que é de 4,25%. Para 2020, as expectativas se mantiveram em 4,0%.

Segundo o relatório Trimestral de Inflação (RTI), as projeções oficiais do BC mostram uma alta na inflação de 3,9% para 2019, 3,8 em 2020 e 3,9% em 2021.

Câmbio

Nesta edição do boletim, o mercado manteve a previsão do cenário para a moeda norte-americana em 2019. A expectativa é que a moeda feche o ano em R$3,70 contra R$  3,75 em 2021.

Selic

Segundo a tendência de inflação baixa e atividade fraca, o mercado espera que a manutenção da taxa básica de juros (a Selic) siga até maio de 2020. Após o período, é esperado um aumento para 6,75% ao ano. Uma nova alta para7,0% é esperado ainda em junho do ano que vem.

O Focus desta semana também manteve suas projeções para a Selic no fim de 2019 e 2020. Neste ano, a taxa deve se manter em 6,50%, enquanto em 2020 a expectativa do mercado é que se encerre em 7,50. Há quatro semanas, a previsão era de 8,0%

 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro abre em queda após Paulo Guedes dar aval para furar teto de gastos e dólar vai acima de R$ 5,60

No panorama doméstico, o risco fiscal permanece no radar, enquanto a temporada de balanços segue no exterior

MELOU O NEGÓCIO

Ações da Evergrande saem de suspensão e despencam em meio a desacordo sobre venda de fatia da incorporadora

A própria empreiteira chinesa cancelou um acordo para a venda de uma participação de 50,1% em unidade de serviços imobiliários para a Hopson Development Holdings

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: exterior tem dia de correção e bolsa brasileira deve ter desempenho fraco por mais um dia após fala de Paulo Guedes sobre teto de gastos

Os balanços do exterior devem movimentar os negócios, com Evergrande de volta ao radar após fracasso na venda de uma subsidiária

LAVANDO AS MÃOS

Guedes se isenta e diz que formato do Auxílio Brasil está ‘a cargo da política’

Segundo o ministro, governo teve de fazer um ‘encaixe’ dentro do arcabouço fiscal existente

Entrevista

Um dos maiores gestores de fundos imobiliários do mercado avisa: os shoppings estão baratos e o investidor ainda não percebeu

CEO da HSI, que tem R$ 11 bilhões sob gestão, diz que os shoppings estão começando a apresentar resultados como os de antes da pandemia e vê demanda de residencial alto padrão ainda forte

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies