Menu
2019-04-04T13:41:50-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Mais pessimista

Mercado projeta PIB inferior a 2% em 2019 pela primeira vez desde o início do governo Bolsonaro

Mas há quem veja um cenário de menor crescimento. De acordo com o Sistema de Expectativas de Mercado do Focus, uma das instituições financeiras consultadas estima que o crescimento do indicador poderá ser de apenas 1,10%, valor igual ao verificado nos últimos dois anos

1 de abril de 2019
16:10 - atualizado às 13:41
PIB

Depois de alguns dados menos otimistas sobre as estimativas de crescimento para o PIB, o boletim Focus de hoje (1) apontou que a projeção do mercado para a alta do indicador está ainda menor para este ano. Segundo o relatório divulgado pelo Banco Central, a projeção mediana prevê uma expansão de apenas 1,98% do PIB em 2019. Anteriormente, a projeção era de 2%.

Mas há quem veja um cenário de menor crescimento. De acordo com o Sistema de Expectativas de Mercado do Focus, uma das instituições financeiras consultadas estima que o crescimento do indicador poderá ser de apenas 1,10%, valor igual ao verificado nos últimos dois anos.

Na prática, se a estimativa mais pessimista se confirmar, o Brasil terá crescido pouco mais de 1% por três anos seguidos.

Há quatro semanas, a estimativa de crescimento era de 2,30%. Para 2020, o mercado financeiro alterou a previsão de alta do PIB de 2,78% para 2,75%. Quatro semanas atrás, estava em 2,70%.

No Focus de hoje, a projeção para a produção industrial de 2019 foi de 2,57% para 2,50%. Há um mês, estava em 2,90%. No caso de 2020, a expectativa de crescimento da produção industrial permaneceu em 3,00%, igual ao que foi visto quatro semanas antes.

A pesquisa Focus mostrou ainda que a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2019 foi de 56,15% para 56,20%. Há um mês, estava em 56,15%. Para 2020, a expectativa permaneceu em 58,20%, ante 58,35% de um mês atrás.

Selic

Já com relação a taxa Selic, os economistas do mercado financeiro mantiveram suas projeções para 2019 e 2020. no fim de 2019 e 2020. O boletim Focus do BC trouxe hoje que a mediana das previsões para a Selic este ano seguiu em 6,50% ao ano. Há um mês, estava no mesmo patamar. Além disso, a projeção para a Selic no fim de 2020 permaneceu em 7,50% ao ano, ante 8,00% de quatro semanas atrás.

No caso de 2021, a projeção seguiu em 8,00%, igual ao verificado um mês antes. A projeção para a Selic no fim de 2022 também se manteve em 8,00%, mesmo patamar de um mês antes.

No grupo dos analistas que mais acertam as projeções (Top 5) de médio prazo, a mediana da taxa básica em 2019 seguiu em 6,50% ao ano, igual a um mês antes. No caso de 2020, seguiu em 7,50%, ante 8,00% de quatro semanas atrás.

A projeção para o fim de 2021 no Top 5 permaneceu em 8,00%. Há um mês, estava no mesmo patamar. Para 2022, a projeção do Top 5 também seguiu em 8,00%, igual ao visto um mês antes.

Resultado primário

Ao contrário das projeções para a Selic, o boletim Focus também mostrou hoje uma alteração nas projeções para o resultado primário do governo em 2019 e 2020. A relação entre o déficit primário e o Produto Interno Bruto (PIB) neste ano passou de 1,32% para 1,30%. Em 2020, as estimativas passaram de 0,71% para 0,76%. Há um mês, os valores estavam em 1,37% e 0,70%, respectivamente.

Já a relação entre déficit nominal e PIB em 2019 permaneceu em 6,22%, segundo as projeções dos economistas do mercado financeiro. Para 2020, passou de 5,85% para 5,90%. Há quatro semanas, elas estavam em 6,33% e 5,95%, respectivamente.

O resultado primário reflete o saldo entre receitas e despesas do governo, antes do pagamento dos juros da dívida pública. Já o resultado nominal reflete o saldo após as despesas com juros.

Inflação

Os analistas do mercado financeiro também fizeram mudanças na previsão para a alta do IPCA em março de 2018, de 0,50% para 0,53%, segundo o Relatório de Mercado Focus, divulgado pelo Banco Central. Um mês atrás, o valor projetado estava em 0,36%.

Já neste mês, a projeção passou de 0,39% para 0,40% e, para maio, seguiu em 0,34%. Há um mês, os valores eram de 0,38% e 0,34%, respectivamente.

No Focus de hoje, a inflação suavizada para os próximos 12 meses passou de 3,96% para 3,89% de uma semana para outra. Há cerca de um mês, ela estava em 4,04%.

A projeção para o índice em 2020 seguiu em 4,00%. Quatro semanas antes, estava no mesmo nível.

O relatório ainda trouxe que a projeção para o IPCA em 2021 seguiu em 3,75%. No caso de 2022, a expectativa também permaneceu em 3,75%. Há quatro semanas, essas projeções eram de 3,75% para ambos os casos.

No Focus de hoje, entre instituições chamadas de Top 5, a mediana das projeções para 2019 seguiu em 4,01%. Para 2020, a estimativa do Top 5 permaneceu em 4,00%. Quatro semanas atrás, as expectativas eram de 3,86% e 4,00%, nesta ordem.

No caso de 2021, a mediana do IPCA no Top 5 permaneceu em 3,75%, igual ao verificado há um mês. A projeção para 2022 no Top 5 seguiu em 3,63%, ante 3,50% de quatro semanas antes.

Câmbio

O boletim Focus também mostrou que a mediana das expectativas para o câmbio no fim deste ano seguiu em R$ 3,70, valor semelhante ao de um mês antes.

Para o próximo ano, a projeção para o câmbio no fim de 2020 se manteve em R$ 3,75, igual ao que foi visto quatro semanas atrás.

Índice geral de preços

O Focus trouxe ainda que a mediana das projeções do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) de 2019 passou de alta de 4,72% para 5,24%. Um mês antes, ela estava em 4,46%. No caso de 2020, o IGP-M projetado seguiu com uma alta de 4,00%, igual ao visto quatro semanas antes.

Esse indicador é bastante afetado pelo desempenho do câmbio e pelos produtos de atacado, em especial os agrícolas.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Agenda de resultados

Em clima de Carnaval, Ambev divulga balanço anual nesta semana; veja o que esperar dos números

Cervejaria tem tudo para entregar resultados mais positivos em 2019, após sofrer com números fracos e a maior concorrência nos últimos anos

Acesso liberado

Os segredos da bolsa: ações para não ficar de ressaca na quarta-feira de cinzas

Enquanto a bolsa está fechada para o Carnaval, fique atento ao desempenho dos ADRs de companhias brasileiras nos EUA — eles darão uma pista importante sobre como será a reabertura das negociações por aqui, na quarta-feira

Clima tenso na política

Bolsonaro ainda não respondeu carta dos governadores, diz Doria

Mandatários estaduais acusam o presidente de dar declarações que ferem a democracia brasileira

Planejando o futuro

3 erros que você deve evitar ao planejar seus investimentos para aposentadoria

Fique de olho pois nesse longo caminho existem algumas ciladas que muita gente acaba caindo

Os movimentos do magnata

Warren Buffett vendeu mais de US$ 800 milhões em ações da Apple no último trimestre. Mas o que isso significa?

Conheça algumas razões para que esse volume de ações da Apple tenha saído das mãos de um dos maiores investidores do mundo

Oportunidade como poucas

‘Brasil tem potencial para ser líder em finanças verdes’, afirma presidente do UBS

Sylvia Coutinho afirma que o país pode conseguir atrair investimentos externos se souber aproveitar essa oportunidade

Produção de biogás

O ‘pré-sal caipira’: a energia que vem da criação de porcos

Dejetos dos suínos se tornaram matéria-prima para a produção de biogás

Climão no governo

Bolsonaro afirma que ‘implodiu’ Inmetro por ‘excesso de zelo’ em regra para táxis

Conflito acabou levando para a demissão da presidente do órgão, Angela Flores

IPOs no radar

Com impulso de médias empresas, bolsa pode movimentar R$ 200 bilhões

Marcas conhecidas e empresas regionais estão buscando assessoria financeira ou até já protocolaram pedido para o IPO

Epidemia mundial

Número de infectados por coronavírus no mundo passa de 78,5 mil

Do total, 77.027 foram diagnosticados somente na China

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements