Menu
2019-04-04T13:41:57-03:00
Estadão Conteúdo
Banco Central

Entrada de dólar supera saída em US$ 4,734 bilhões no ano até 22 de fevereiro

Resultado é fruto de aportes no valor de US$ 92,221 bilhões e de envios no total de US$ 88,991 bilhões; no comércio exterior, o saldo anual acumulado até 22 de fevereiro ficou positivo em US$ 1,504 bilhão

27 de fevereiro de 2019
14:27 - atualizado às 13:41
pá-de-dolares
Imagem: Shutterstock

O fluxo cambial do ano até 22 de fevereiro ficou positivo em US$ 4,734 bilhões, informou nesta quarta-feira, 27, o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 5,609 bilhões.

A entrada pelo canal financeiro neste ano até 22 de fevereiro foi de US$ 3,230 bilhões. O resultado é fruto de aportes no valor de US$ 92,221 bilhões e de envios no total de US$ 88,991 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo anual acumulado até 22 de fevereiro ficou positivo em US$ 1,504 bilhão, com importações de US$ 22,965 bilhões e exportações de US$ 24,470 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 4,488 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 5,409 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 14,573 bilhões em outras entradas.

Fevereiro

Depois de encerrar janeiro com entradas líquidas de US$ 55 milhões, o País registrou fluxo cambial positivo de US$ 4,679 bilhões em fevereiro até o dia 22, informou o Banco Central.

O canal financeiro apresentou entradas líquidas de US$ 2,678 bilhões no período. Isso é resultado de aportes no valor de US$ 38,330 bilhões e de retiradas no total de US$ 35,652 bilhões.

No comércio exterior, o saldo de fevereiro até o dia 22 é positivo em US$ 2,002 bilhões, com importações de US$ 8,983 bilhões e exportações de US$ 10,985 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 1,919 bilhão em ACC, US$ 2,620 bilhões em PA e US$ 6,445 bilhões em outras entradas.

Semana

Segundo o BC, o fluxo cambial registrado na semana de 18 a 22 de fevereiro ficou negativo em US$ 1,946 bilhão.

O canal financeiro apresentou saída líquida de US$ 1,806 bilhão, resultado de aportes no valor de US$ 9,693 bilhões e de envios no total de US$ 11,499 bilhões.

No comércio exterior, o saldo na semana passada ficou negativo em US$ 140 milhões, com importações de US$ 3,162 bilhões e exportações de US$ 3,022 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 656 milhões em ACC, US$ 701 milhões em PA e US$ 1,665 bilhão em outras entradas.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

prévias

Eztec tem queda de 48% nas vendas no quarto trimestre

Lançamentos da empresa atingiram R$ 380,8 milhões, chegando a R$ 1,150 bilhão no ano – 85% a mais do que no terceiro trimestre

seu dinheiro na sua noite

2 milhões de mortos, 2 trilhões em estímulos e uma queda de mais de 2%

Se a primeira semana de 2021 nos mercados refletiu o otimismo geral com o novo ano que se iniciava, com perspectivas de vacinação contra o coronavírus e recuperação econômica, na segunda semana do ano, os investidores optaram pela cautela. Por ora, 2020, o ano do qual todos queríamos nos livrar, ainda não ficou para trás. […]

FECHAMENTO

Atritos políticos e covid-19 voltam para assombrar o mercado e Ibovespa recua mais de 2%; dólar sobe forte

Existe uma certa desconfiança de que o plano de US$ 1,9 trilhão apresentado por Biden encontre dificuldades de ser aprovado pelo Congresso, ainda que o democrata tenha conquistado a maioria das duas casas. No Brasil, situação do coronavírus reacende a pressão sobre o cenário fiscal

match com o mercado?

Concorrente do Tinder, Bumble pode levantar US$ 100 milhões em IPO

Ações da empresa estreiam em fevereiro na Nasdaq; companhia, que é dona do Badoo, não deu lucro no ano passado

pandemia

Itamaraty confirma que Índia atrasará entrega de vacinas

Chanceler indiano atribuiu o atraso na liberação a “problemas logísticos” decorrentes das dificuldades de conciliar o início da campanha de vacinação no país de mais de 1,3 bilhão de habitantes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies