🔴 +35 RECOMENDAÇÕES DE ONDE INVESTIR EM MARÇO – VEJA GRATUITAMENTE

Cotações por TradingView
Guilherme Valle
GUERRA CAMBIAL

Rússia vai exigir que países opositores paguem pelo gás em rublos; entenda os objetivos por trás da decisão

Medida pode causar interrupções no fornecimento de gás russo para a Europa e serve como contra-ataque às sanções que isolaram o país economicamente

Guilherme Valle
23 de março de 2022
16:11 - atualizado às 13:03
Presidente da Rússia, Vladimir Putin
Vladimir Putin, presidente da Rússia - Imagem: Shutterstock

Após uma série de sanções econômicas impostas à Rússia pelos países ocidentais, o governo Putin tenta contra-atacar na mesma moeda. A partir de agora, nações consideradas ‘hostis’ pelo Kremlin precisarão pagar pelo gás russo em rublos — dólares ou euros não serão mais aceitos.

A medida tem como objetivo conter o derretimento da moeda russa, que já amarga uma desvalorização de 30% no ano — apenas no dia em que foram anunciadas as medidas mais drásticas contra o governo Putin, o rublo chegou a cair 20%.

O crescente isolamento da economia russa levou Putin a dar um ultimato: governo e banco central teriam de encontrar uma solução para o problema em uma semana. A saída encontrada foi passar a exigir pagamentos em moeda local, dando a volta nas sanções com a ajuda dos próprios países que decidiram adotá-las.

A Rússia se aproveita de ser responsável pelo fornecimento de 40% de todo o gás utilizado na Europa, o que significa um consumo diário na faixa entre 200 e 800 milhões de euros.

Quem quiser comprar esse gás terá de comprar rublos primeiro, o que garantiria à Rússia acesso à euros e dólares.

A fala teve desdobramentos imediatos no mercado de hidrocarbonetos: o barril de petróleo Brent voltou a valer mais de 120 dólares, e o gás natural também disparou. 

Do lado russo, o rublo ganhou alguma força, beirando 6% de ganho até às 14:25. Mesmo assim, desde o início da guerra a moeda russa já recuou quase 17%.

Problemas para a Europa

Mas… quem a Rússia considera como nação hostil? A lista inclui importantes compradores do gás russo, como toda a União Europeia e a Grã-Bretanha. O grupo concentra aproximadamente 70% do gás que a Rússia exporta.

A Alemanha, principal economia da UE e dependente do gás vindo da Rússia, ainda não se pronunciou sobre a decisão. Mas o segundo maior comprador de gás da Europa, a Itália, não gostou nada da ideia. 

O conselheiro para assuntos econômicos do primeiro-ministro italiano, Francesco Giavazzi, disse, em evento da Bloomberg, que pagar em rublos enfraqueceria o regime de sanções adotado pelos países europeus.

Interrupção no fornecimento

E os problemas não param por aí: quem compra gás diretamente da Gazprom, estatal russa que detém o monopólio para exportação do combustível, também poderá enfrentar grandes desafios. 

A exigência de pagamento em rublos pode levar a renegociações contratuais — o que poderia culminar numa interrupção no fornecimento, mesmo que temporária. Isso agravaria a crise energética na Europa, já que aproximadamente 58% de todo gás exportado pela Gazprom é pago em euros, e 39% em dólares. 

Nos primeiros 15 dias deste mês, a empresa exportou diariamente uma média de 384 milhões de metros cúbicos de gás para toda a Europa.

*Com informações da Bloomberg e da Al Jazeera

Compartilhe

COPO MEIO CHEIO OU MEIO VAZIO?

Uma notícia boa, duas ruins e uma ruim que pode ser boa sobre o PIB do Brasil em 2023

1 de março de 2024 - 12:13

PIB cresceu 2,9% no acumulado do ano passado; já na comparação trimestral, a economia brasileira ficou no zero a zero

FICOU PARA DEPOIS

Ficou para depois: STF adia julgamento sobre revisão da vida toda do INSS e não marca nova data 

1 de março de 2024 - 8:21

A análise do caso estava prevista para a sessão de ontem, mas o julgamento de ações sobre a política ambiental do governo de Jair Bolsonaro tomou todo o tempo da sessão

LOTERIAS

Novo milionário das loterias da Caixa não vem da Lotofácil nem da Mega-Sena, que agora promete fortuna maior que a da +Milionária

1 de março de 2024 - 5:55

Máquina de milionários da Lotofácil dá espaço para a Dia de Sorte; prêmio estimado da Mega-Sena vai a R$ 185 milhões

Balanço do mês

Bitcoin é o melhor investimento de fevereiro, com alta de mais de 40% no mês, e Ibovespa também sobe ao pódio; veja ranking completo

29 de fevereiro de 2024 - 19:40

ETFs de bitcoin à vista nos EUA finalmente “pegaram”, impulsionando a cotação da criptomoeda; Ibovespa fecha mês em alta de 0,99%

CONCESSÃO DE 30 ANOS

Sem concorrentes, consórcio de brasileiros e chineses vence leilão de trem que ligará São Paulo a Campinas

29 de fevereiro de 2024 - 18:16

O grupo terá que investir cerca de R$ 12,4 bilhões para criar uma linha que conecte os munícipios Jundiaí, Louveira, Vinhedo e Valinhos, além de uma opção expressa para quem vai da capital a Campinas

GRANDES FORTUNAS NA MIRA

Como Haddad quer convencer o G20 a lançar uma proposta “ambiciosa” para taxar super-ricos ao redor do mundo

29 de fevereiro de 2024 - 14:16

Vale destacar que o trabalho do grupo que reúne as maiores economias mundiais estão sob presidência brasileira

VAI QUE…

Por que o Brasil cresceu pouco nas últimas décadas? Geraldo Alckmin tem uma resposta — e uma receita para reverter esse cenário

29 de fevereiro de 2024 - 12:07

Participação do PIB do Brasil na economia mundial vem caindo e deve alcançar apenas 2,3% em 2024, segundo FMI

LOTERIAS

Lotofácil faz 3 novos milionários da noite para o dia. Será que foi você?

29 de fevereiro de 2024 - 5:56

Fábrica de milionários da Lotofácil opera com capacidade total; Mega-Sena acumulada corre hoje e pode pagar R$ 135 milhões

O TAL DO HEDGE

Como o governo quer aumentar a oferta de proteção contra a queda do real para os investidores de longo prazo

28 de fevereiro de 2024 - 18:22

Segundo o secretário do Tesouro, o objetivo é criar uma linha que estimule as instituições financeiras a oferecem mais produtos para proteção cambial

VEJA QUEM TEM DIREITO

Lote da “malha fina”: Receita paga amanhã restituição de Imposto de Renda para quem acertou as contas com o Fisco

28 de fevereiro de 2024 - 17:03

O valor total das restituições ultrapassa os R$ 304 milhões e será destinado a contribuintes com prioridade legal, além de quem utilizou a declaração pré-preenchida ou optou pelo depósito via Pix

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies