Menu
2019-11-11T18:25:10-03:00
Onda tecnológica

Fintechs de crédito são ‘sucesso absoluto’, diz diretor do BC

Autoridade monetária já concedeu licenças a dez SCD e quatro Sociedades de Crédito Entre Pessoas (SEP)

11 de novembro de 2019
18:25
Fachada do Banco Central do Brasil (BC)
Imagem: Arnaldo Jr./Shutterstock

As fintechs de crédito são "sucesso absoluto", avalia o diretor de Organização do Sistema Financeiro e Resolução do Banco Central, João Manoel Pinho de Mello. Em palestra no seminário Fintechs e Blockchain: Oportunidades para os Mercados Financeiros, na FGV, no Rio, ele afirmou nesta segunda-feira, 11, que há mais de 20 pedidos para autorização de sociedades de crédito direto (SCD) no Departamento de Organização do Sistema Financeiro do BC.

A autoridade monetária já concedeu licenças a dez SCD e quatro Sociedades de Crédito Entre Pessoas (SEP). "Se você olhar ao redor do mundo, a concessão de licenças bancárias, isso é algo quase inédito, num período tão curto de tempo", afirmou o diretor.

Ambas as sociedades foram disciplinadas pela Resolução 4656/18, que disciplina a realização de operações de empréstimo e de financiamento entre pessoas por meio de plataforma eletrônica e estabelece os requisitos e os procedimentos para autorização para funcionamento, transferência de controle societário, reorganização societária e cancelamento da autorização dessas instituições.

Financiamento imobiliário

Ao comentar as medidas de incentivo à eficiência do sistema financeiro nacional, Mello disse que a utilização de outros indexadores, além da Taxa Referencial (TR), em contratos de financiamento imobiliário no mercado brasileiro é importante para viabilizar a securitização, fundamental para que o Brasil alcance a penetração de seus pares emergentes nesse espectro.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Especial SD

Onde investir no 2º semestre: a bolsa tem potencial para continuar se recuperando, mas há riscos no radar

Após desabar rumo aos 60 mil pontos em março, o Ibovespa se recuperou e, neste início de julho, já conseguiu retornar aos 100 mil pontos. Para analistas, a tendência continua positiva para a bolsa, embora existam incertezas importantes para o mercado de ações

SD Premium

Os segredos da bolsa: o exterior decide se o Ibovespa segue em alta ou entra em correção

O que esperar do Ibovespa após a retomada do patamar dos 100 mil pontos? No curto prazo, o exterior tende a dar as cartas para a bolsa — e a agenda econômica carregada pode trazer instabilidade

números da pandemia

Brasil chega a 72,1 mil mortes por covid-19, diz Ministério da Saúde

Foram registrados 24.831 novos casos da doença; total chegou a 1.864.681

entrevista

‘Brasil virou pária do investimento internacional’, diz Persio Arida

Um dos signatários da carta de ex-ministros da Fazenda e do BC em defesa de uma retomada econômica “verde”, ele observa que o presidente tem feito uma “política ambiental horrenda” e na contramão do mundo

ao menos sete parlamentares

Verba de gabinete é usada para lucrar na internet

Deputados da base governista recorreram a empresas contratadas com dinheiro da cota parlamentar e assessores pagos pela Casa para gerir canais monetizados no YouTube

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements