Menu
2019-08-14T10:36:29-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
um tango triste

Honda anuncia que vai deixar de produzir carros na Argentina em 2020

Esse é o segundo baque no mercado do País em dois dias. Na segunda-feira, os investidores reagiram mal ao resultado das prévias das eleições presidenciais

14 de agosto de 2019
9:22 - atualizado às 10:36
Honda carros veículos
Imagem: Shutterstock

A Honda anunciou nesta terça-feira, 13, que vai parar de produzir automóveis na Argentina a partir de 2020, focando suas operações produtivas no País no segmento de motocicletas.

Esse é o segundo baque no mercado argentino em dois dias. Na segunda, os investidores reagiram mal ao resultado das prévias das eleições presidenciais no país, que indicaram a possibilidade retorno do grupo político da família Kirchner ao governo.

"Diante das abruptas mudanças da indústria automotiva ao redor do mundo, a Honda tem buscado reforçar a coordenação e colaboração inter-regional, otimizando alocação e capacidade produtiva de automóveis globalmente”, informou a companhia em comunicado.

Conforme lembra o Estadão, a Argentina tem enfrentado queda na venda de veículos desde meados de 2018. Neste ano, o tombo acumulado é de cerca de 50%. A fábrica da Honda no país tem capacidade para produzir 30 mil carros ao ano em dois turnos, mas hoje opera em apenas um turno.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Corrida espacial

Elon Musk quer levar humanos para Marte até 2026

A empresa aeroespacial do bilionário, SpaceX, pretende criar uma cidade no planeta nos próximos 10 anos; ações da Tesla podem se beneficiar

Recuou!

Captação da poupança cai pela 1ª vez desde janeiro

Apesar do recuo, a poupança acumula entrada líquida de R$ 145,71 bilhões de janeiro a novembro – melhor desempenho para o período

Retrospectiva da semana

Coquetel anticrise: vacina e dinheiro na veia

Na onda das boas notícias, Ibovespa fechou a sexta-feira, 4, perto das máximas

Pandemia

Covid-19: Bolsonaro diz que governo não terá como socorrer os necessitados se ‘fechar tudo de novo’

Presidente avalia que o país não tem mais condições de se endividar

de olho na agenda

Congresso sacramenta decisão de levar Orçamento para plenário e abre prazo para emendas

Cúpula do Legislativo tenta afastar o “fantasma” do shutdown; Se a LDO não for aprovada ainda neste ano, o governo fica sem autorização para realizar despesas básicas em janeiro, como salários e aposentadorias

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies