Menu
2019-05-19T18:07:01-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
"MEXIDÃO" DOS NÚMEROS

Cardápio dos balanços: Embraer, Kroton, Ultrapar e Marfrig divulgam resultados do 1º trimestre

Para você não ficar perdido em meio à tantos números, o Seu Dinheiro separou uma lista com os principais resultados

15 de maio de 2019
8:59 - atualizado às 18:07

No último dia da temporada de balanços do 1º trimestre de 2019, mais quatro companhias listadas no Ibovespa divulgam seus resultados: Embraer, Kroton, Ultrapar e Marfrig.

Para você não ficar perdido em meio à tantos números, o Seu Dinheiro separou uma lista com os principais resultados. Enquanto isso, você também pode conferir os números que já saíram nesta semana e a prévia dos balanços.

Embraer

Embraer voltou a apresentar um resultado negativo no primeiro trimestre de 2019, com prejuízo líquido ajustado de R$ 229,9 milhões. Um ano antes, o prejuízo foi de R$ 208,9 milhões. Além da última linha vermelha, a empresa reportou menores volumes de entrega, uma carteira de pedidos mais magra e um aumento expressivo na dívida líquida. O prejuízo atribuível aos acionistas somou R$ 160,8 milhões, ante um resultado negativo de R$ 130,4 milhões no mesmo período do ano anterior. O balanço ficou baixo do esperado pelos analistas, que previam prejuízo líquido ajustado de R$ 93,2 milhões, segundo a Bloomberg.

Kroton

A Kroton registrou um lucro líquido de R$ 250,1 milhões no primeiro trimestre de 2019, cifra 47,4% menor que a registrada no mesmo período do ano passado. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) chegou a R$ 750,818 milhões, 12,5% a mais que o mesmo período do ano passado. Já a receita líquida da empresa ficou em R$ 1,837 bilhão, num aumento de 34,8%.

Ultrapar 

A Ultrapar registrou lucro de R$ 243 milhões no 1º trimestre de 2019. A alta é de 232,8% ante o mesmo período do ano passado, quando a empresa registrou lucro de R$ 73 milhões. O valor considera a norma IFRS 16. Sem o ajuste, o lucro líquido foi de R$ 251 milhões, alta de 245%. Analistas ouvidos pela Bloomberg previam um lucro de R$ 257 milhões. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) ajustado pela norma IRFS 16 somou R$ 782 milhões entre janeiro e março, alta de 54% ante um ano. Sem ajuste, o Ebitda somou R$ 698,7 milhões, alta de 73,12% na mesma base de comparação.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Ao vivo

Eletrobras é destaque de alta na B3 com MP da privatização em análise na Câmara; acompanhe a votação

O governo corre contra o tempo para aprovar a proposta, que perderá a validade às 24h da próxima terça-feira

É para quando?

Ainda vai levar “algum tempo” para início da redução de estímulos econômicos, defende dirigente do Fed

James Bullard enfatizou que a retirada começará apenas quando a instituição tiver registrado um avanço “substancial” em direção a suas “métricas”.

Embarque imediato

Depois de incorporação, acionistas da Smiles aprovam saída do Novo Mercado

Além disso, assembleia votou a destituição do conselho de administração e a eleição de novos membros, inclusive do presidente

Procuram-se semicondutores

Falta de chips adia recuperação da indústria automobilística

O setor deve perder a chance de recuperar mercado no segundo semestre, período em que tradicionalmente se vendem mais carros

Mais uma na bolsa

Investindo no banco de investimentos: BR Partners sobe forte na estreia na bolsa

A BR Partners, banco de investimentos independente, concluiu seu IPO e estreou na bolsa nesta segunda — e a recepção do mercado foi boa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies