🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
DESTAQUES DO PREGÃO

Cogna (COGN3) dispara quase 20% após balanço surpreendente e puxa o setor de educação para o alto; Yduqs (YDUQ3) sobe 9,41%

O prejuízo ajustado da Cogna (COGN3) caiu 87,3% no trimestre, para R$ 74,9 milhões; sem ajuste, a empresa teve lucro de R$ 65 milhões

Renan Sousa
Renan Sousa
25 de março de 2022
14:51 - atualizado às 11:41
Logo da Cogna
Confira o que faz da Cogna (COGN3) um dos destaques do pregão de hoje. Imagem: Divulgação/Flavio Fabene

A Cogna (COGN3), uma das gigantes de educação na bolsa, surpreendeu o mercado ao apresentar um balanço com inúmeros sinais positivos no quarto trimestre de 2021. E, como resultado, suas ações foram as estrelas do Ibovespa nesta sexta-feira (25), subindo forte e puxando os papéis das outras companhias do setor.

As ações COGN3 encerraram o dia com alta de 19,48%, negociadas a R$ 2,76, liderando a ponta positiva do Ibovespa. Yduqs ON (YDUQ3) veio logo em seguida, com uma valorização de 9,41%.

Fora do Ibovespa, outras duas companhias do segmento de educação também operaram em alta, embora com uma magnitude menor. Ânima ON (ANIM3) subiu 3,15%, e Ser Educacional ON (SEER3) avançou 0,09%.

Cogna: reversão no prejuízo

O grupo, encabeçado pelas marcas Kroton e Vasta, teve lucro de R$ 65 milhões no quarto trimestre do ano passado — uma melhora e tanto em relação ao prejuízo de R$ 4 bilhões reportado nos três últimos meses de 2020.

Esse dado, no entanto, não é de grande valia, uma vez que a base de comparação está bastante distorcida: os resultados do quarto trimestre de 2020 consideravam enormes perdas contábeis no lado do valor recuperável dos ativos, um efeito que foi revertido agora.

Uma análise mais profunda

Sendo assim, é mais relevante a análise do resultado líquido ajustado, que desconsidera essas distorções. E, nessa base, a Cogna segue no vermelho, embora mostrando tendências positivas: sim, há um prejuízo de R$ 74,9 milhões, mas essa perda é 87% menor que a contabilizada há um ano.

De maneira semelhante, houve uma recuperação no Ebitda (lucro antes da dedução de juros, impostos, depreciação e amortização) recorrente da empresa.

A Cogna saiu de um resultado negativo em R$ 100,5 milhões nos três últimos meses de 2020 para um saldo positivo em R$ 424 milhões no quarto trimestre de 2021.

Otimização operacional e inadimplência

O crescimento da presença da Kroton no ensino à distância (EAD) auxiliou no bom desempenho dos números do último trimestre. Houve um aumento de 15,1% nessa categoria de ensino, o que reforça a presença da marca no modelo híbrido ou digital. 

Além disso, a adoção de medidas que aumentam o número de alunos pagantes (adimplência) também melhorou. Os mecanismos adotados pela empresa fizeram esse indicador crescer 6,2 pontos percentuais no trimestre. 

Receita e custos operacionais da Cogna

Por fim, a gestão dos contratos após o Capex — montante que a empresa separa para aquisições — também teve um salto nos últimos meses de 2021. 

Em relação ao mesmo período de 2020, houve um crescimento de 105,6%, um avanço de R$ 240 milhões para R$ 494 milhões.

Em todo 2021, a receita líquida da Cogna chegou a R$ 5,281 bilhões, uma queda de 10,5% em relação aos R$ 5,899 bilhões de todo o ano de 2020.

JP Morgan e Credit Suisse de olho em COGN3

Apesar da alta de dois dígitos hoje, o JP Morgan e o Credit Suisse acreditam que as ações estão com desempenho abaixo do esperado — e recomendam cautela. 

Em um relatório publicado mais cedo, o banco suíço destaca a melhora na gestão de caixa em 2021, mas também leva em conta o efeito negativo da volta às aulas presenciais e a estagnação do ticket médio da empresa. 

Sendo assim, o Credit Suisse recomenda cautela com COGN3, além de não descartar que a piora geral do cenário macroeconômico possa afetar os papéis. De maneira semelhante, o JP classifica as ações da Cogna como “underweight”, o que significa uma atuação aquém da média do mercado. 

Cogna (COGN3) puxa rivais

E por que as demais ações do setor de educação também estão em alta, pegando carona na reação positiva ao balanço da Cogna (COGN3)?

A análise isolada das empresas ajuda a explicar esse fenômeno. Veja o caso de Yduqs (YDUQ3), por exemplo: assim como a Cogna, ela também apostou num modelo de EAD com tickets mais baixos, o que se mostrou problemático com a pandemia, dada a alta evasão dos alunos — cursos baratos foram deixados de lado num contexto de dificuldade econômica.

Sendo assim, as tendências animadoras mostradas pela Cogna ajudam a renovar o otimismo em relação à tese de Yduqs — como se o desempenho operacional de uma fosse uma espécie de ‘proxy’ da outra.

Fora dos holofotes

Ânima (ANIM3) e Ser (SEER3) também sobem, mas com menor intensidade, já que as duas operam de uma maneira ligeiramente diferente: fizeram a transição para o EAD com mais tranquilidade e possuem cursos com tickets mais altos, dando grande foco às áreas de medicina e ciências biológicas.

Assim, a melhora mostrada pela Cogna não traz implicações tão diretas para as duas — no limite, mostra que o setor como um todo pode estar entrando num ciclo mais salutar. Sendo assim, os ganhos na bolsa acabam sendo mais tímidos.

Compartilhe

TEMPORADA DE BALANÇOS

Cogna (COGN3) registra prejuízo de R$ 36,5 milhões no segundo trimestre

11 de agosto de 2022 - 19:10

Para a Cogna (COGN3), resultado do segundo trimestre deste ano pode representar ponto de inflexão para a empresa

NA CONTRAMÃO

Cogna (COGN3), Fleury (FLRY3) e IRB (IRBR3) foram as ações que mais caíram no Ibovespa na semana

23 de julho de 2022 - 10:37

Educação, saúde e resseguros: as ações que mais se desvalorizaram na bolsa nos últimos dias formam trio homogêneo

BALANÇO

Cogna (COGN3) melhora desempenho no primeiro trimestre, mas não sai do prejuízo; confira as notas da empresa

12 de maio de 2022 - 19:53

Embora tenha visto uma melhora no resultado nos três primeiros meses do ano, ainda assim a empresa registrou prejuízo líquido de R$ 13,1 milhões, o que representa uma diminuição de 61,3% em relação às perdas registradas no mesmo período do ano anterior

AS APROVADAS

Cogna (COGN3), Yduqs (YDUQ3) ou Ânima (ANIM3)? Saiba qual é a ação nota dez do BTG Pactual no setor de educação

29 de abril de 2022 - 16:17

Ventos contrários ainda podem comprometer o ano letivo de 2022 das empresas do segmento, mas três delas aparecem como as primeiras da classe para o banco

BALANÇO

Yduqs (YDUQ3) reduz prejuízo no quarto trimestre e vê base de alunos crescer 63%; confira o desempenho da empresa

15 de março de 2022 - 19:52

Se considerarmos os resultados com ajustes, a empresa teve lucro líquido de R$ 2,2 milhões entre outubro e dezembro, uma queda de 97,6% em relação ao mesmo período do ano anterior

NA FILA DA APROVAÇÃO

Será que a Cogna (COGN3) passou de ano? Goldman Sachs corta preço-alvo e agora vê potencial de alta de 11% para ação; confira as novas estimativas

31 de janeiro de 2022 - 14:06

Empresa do setor de educação vem sofrendo com a redução dos recursos do Fies e com o efeito da pandemia sobre seu público-alvo, o que leva a uma baixa anual acumulada de quase 50% dos seus papéis

Fatia maior

Gestora Alaska aumenta participação na Cogna (COGN3) para mais de 15%, e ação dispara

18 de janeiro de 2022 - 13:35

Papel tem uma das maiores altas do Ibovespa depois que gestora de Henrique Bredda e Luiz Alves Paes de Barros informou ter adquirido mais ações na companhia de educação

As lanterninhas do ano

Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3) e Americanas (AMER3): as piores ações do Ibovespa em 2021

26 de dezembro de 2021 - 13:30

O Magazine Luiza (MGLU3) desaba quase 75% no ano; Via (VIIA3), Americanas (AMER3), IRB (IRBR3) e Cogna (COGN3) completam o ranking

Ações para ficar de olho

Cogna (COGN3), Yduqs (YDUQ3), Ser (SEER3) ou Ânima (ANIM3)? Qual a melhor ação para a sua carteira passar de ano?

2 de outubro de 2021 - 7:49

O setor de educação foi afetado pela Covid. Veja algumas ideias de investimento em Cogna (COGN3), Yduqs (YDUQ3), Ser (SEER3) e Ânima (ANIM3)

The Big Short

Squadra lucra e mantém aposta na queda das ações do IRB (IRBR3)

23 de agosto de 2021 - 11:33

A posição vendida (short, no jargão de mercado) nos papéis do IRB voltou a trazer resultados para a gestora, que também lucrou com as apostas na queda da Cogna (COGN3) e da Vasta

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies