A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2019-10-09T15:36:16-03:00
Estadão Conteúdo
Mais um mês de saídas

Fluxo cambial total de setembro é negativo em US$ 6,446 bilhões

No acumulado do ano até 4 de outubro, fluxo cambial está negativo em US$ 16,644 bilhões

9 de outubro de 2019
15:36
Notas de dólar
Imagem: Shutterstock

Depois de registrar saídas líquidas de US$ 4,317 bilhões em agosto, o País fechou o mês de setembro com fluxo cambial negativo de US$ 6,446 bilhões, informou o Banco Central.

No canal financeiro, houve saída líquida de US$ 6,002 bilhões no mês passado, resultado de aportes no valor de US$ 45,901 bilhões e de retiradas no total de US$ 51,903 bilhões. Este segmento reúne investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo de setembro ficou negativo em US$ 443 milhões, com importações de US$ 19,211 bilhões e exportações de US$ 18,767 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 2,544 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 7,205 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 9,019 bilhões em outras entradas.

No ano

O fluxo cambial do ano até 4 de outubro (última sexta-feira) está negativo em US$ 16,644 bilhões, informou o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 20,442 bilhões.

No acumulado do ano até 4 de outubro, a saída líquida de dólares pelo canal financeiro foi de US$ 29,430 bilhões. Este resultado é fruto de aportes no valor de US$ 418,730 bilhões e de envios no total de US$ 448,159 bilhões.

No comércio exterior, o saldo anual acumulado ficou positivo em US$ 12,786 bilhões, com importações de US$ 134,971 bilhões e exportações de US$ 147,757 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 25,349 bilhões em ACC, US$ 40,486 bilhões em PA e US$ 81,922 bilhões em outras entradas.

Na semana

O fluxo cambial da semana passada (de 30 de setembro a 4 de outubro) ficou negativo em US$ 4,083 bilhões, informou o Banco Central.

No período, houve saída líquida pelo canal financeiro de US$ 4,159 bilhões, resultado de aportes no valor de US$ 8,856 bilhões e de envios no total de US$ 13,016 bilhões.

No comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 77 milhões no período, com importações de US$ 4,929 bilhões e exportações de US$ 5,006 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 407 milhões em ACC, US$ 2,659 bilhões PA e US$ 1,939 bilhão em outras entradas.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

COM PASSAGENS DE SAÍDA

Cinco empresas chinesas vão retirar seus ADRs da Bolsa de Nova York — saiba por quê

12 de agosto de 2022 - 17:02

As estatais anunciaram planos de retirada voluntária de seus ADRs ainda neste mês; a decisão acontece em meio à desacordo entre os órgãos reguladores da China e dos EUA

O MELHOR E O PIOR DOS BALANÇOS

Varejo apresenta números fracos, mas Via (VIIA3) e Magazine Luiza (MGLU3) dão sinais de melhora e sobem quase 20% — enquanto Americanas (AMER3) fica no vermelho

12 de agosto de 2022 - 16:42

Apesar dos números fracos, as ações descontadas de VIIA3 e MGLU3 sobem forte após as empresas mostrarem melhora na geração de caixa e rentabilidade

ELEIÇÕES 2022

Candidatos ao governo de São Paulo declaram R$ 13,6 milhões em bens; saiba quem tem a maior fatia desse bolo

12 de agosto de 2022 - 15:47

Vale ressalvar que os dados de patrimônio apresentados à Justiça Eleitoral podem estar com valor defasado, visto que alguns candidatos optam por informar o valor da compra de um bem na época, sem fazer a correção da inflação

A FONTE SECOU?

Dividendos ameaçados: como ficam os proventos dos fundos imobiliários de papel com o IPCA negativo e quais FIIs são os mais prejudicados pela queda na inflação

12 de agosto de 2022 - 15:04

Por enquanto, não há motivo para pânico: o repasse não é imediato. Mas o impacto da trajetória descendente do índice já pode ser sentido por alguns cotistas

TURFE NA BOLSA

Hapvida (HAPV3) sai na frente e dispara 18% após balanço — saiba se é hora de comprar a líder do Ibovespa hoje

12 de agosto de 2022 - 14:16

A performance no segundo trimestre não só fez a Hapvida disparar na B3, mas também garantiu que um grande banco melhorasse sua recomendação para o papel HAPV3

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies