Menu
2019-04-04T14:00:16-03:00
Estadão Conteúdo
Dados do BC

Entrada de dólares supera saída em US$ 4,185 bilhões no ano até 22 de março

Segundo o Banco Central, enquanto os aportes somaram US$ 134,844 bilhões, os envios foram de US$ 133,512 bilhões

27 de março de 2019
14:38 - atualizado às 14:00
Dolar-nota-barco
País registrou fluxo cambial negativo de US$ 4,497 bilhões em março até o dia 22Imagem: Shutterstock

O fluxo cambial do ano até 22 de março ficou positivo em US$ 4,185 bilhões, informou nesta quarta-feira, 27, o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 3,011 bilhões.

A entrada pelo canal financeiro neste ano até 22 de março foi de US$ 1,332 bilhão. O resultado é fruto de aportes no valor de US$ 134,844 bilhões e de envios no total de US$ 133,512 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo anual acumulado até 22 de março ficou positivo em US$ 2,853 bilhões, com importações de US$ 35,255 bilhões e exportações de US$ 38,108 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 7,369 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 8,356 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 22,383 bilhões em outras entradas.

Março

Depois de encerrar fevereiro com entradas líquidas de US$ 8,626 bilhões, o País registrou fluxo cambial negativo de US$ 4,497 bilhões em março até o dia 22, informou o Banco Central.

O canal financeiro apresentou saídas líquidas de US$ 5,776 bilhões no período. Isso é resultado de aportes no valor de US$ 29,215 bilhões e de retiradas no total de US$ 34,991 bilhões.

No comércio exterior, o saldo de março até o dia 22 é positivo em US$ 1,279 bilhão, com importações de US$ 8,986 bilhões e exportações de US$ 10,265 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 2,076 bilhões em ACC, US$ 2,259 bilhões em PA e US$ 5,930 bilhões em outras entradas.

Semana

O fluxo cambial registrado na semana passada (de 18 a 22 de março) ficou positivo em US$ 580 milhões, informou o Banco Central.

O canal financeiro apresentou entrada líquida de US$ 197 milhões, resultado de aportes no valor de US$ 10,054 bilhões e de envios no total de US$ 9,857 bilhões.

No comércio exterior, o saldo na semana passada ficou positivo em US$ 384 milhões, com importações de US$ 3,688 bilhões e exportações de US$ 4,072 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 988 milhões em ACC, US$ 725 milhões em PA e US$ 2,359 bilhões em outras entradas.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

decisão judicial

Justiça ordena religação de internet do governo do RJ; Oi alega inadimplência

Empresa acusa o governo do Estado de ter uma dívida com a empresa desde 2017 – hoje ela está em R$ 300 milhões

promessa de ipo

Locaweb compra ConnectPlug por R$ 18 milhões e avança em segmento de alimentação

Empresa comprada começou em food services mas hoje também atende outros segmentos, com foco em pequenas e médias empresas

seu dinheiro na sua noite

Mais fácil falar que fazer

Hoje foi um daqueles dias em que as falas dos detentores do poder no cenário doméstico até repercutiram no mercado, mas foram sobrepostas pelos fatos e pelo que aconteceu no exterior. O mercado local começou o dia animado com as apresentações do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Economia, Paulo Guedes, no badalado evento […]

perspectivas

Para Verde e SPX, auxílio emergencial por mais três meses não é preocupante

Luis Stuhlberger e Rogério Xavier dizem que a medida pode ser necessária, caso a vacinação demore demais; ambos veem 2021 positivo para os mercados

FECHAMENTO

Aceno liberal do governo não convence e bolsa fecha o dia no vermelho; na contramão, dólar cai mais de 3%

Em evento do Credit Suisse, Bolsonaro e Guedes reafirmaram o compromisso com o andamento das reformas e das privatizações, mas o mercado espera ações mais concretas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies