Menu
2019-08-21T14:21:41-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Câmbio

BC vende US$ 200 milhões em leilão à vista de dólar

Lote máximo era de até US$ 550 milhões, também foi colocado igual volume de swap reverso. Os US$ 350 milhões restantes foram rolados com swaps tradicionais

21 de agosto de 2019
10:08 - atualizado às 14:21
pá-de-dolares
Imagem: Shutterstock

No primeiro leilão à vista de dólar feito desde fevereiro de 2009, o Banco Central (BC) aceitou propostas por US$ 200 milhões de um lote total que poderia ir até US$ 550 milhões. A ideia é fazer a troca dos swaps por moeda à vista.

Uma avaliação inicial pode sugerir que a demanda por dólar físico está baixa no mercado. No entanto, não sabemos a abertura de propostas feitas pelo mercado, que pode ter sugerido um preço que o BC simplesmente não aceitou. Teremos operações dessas até o dia 29 de agosto.

O dólar comercial operava na linha de R$ 4,02 às 9h30, no momento no anúncio ao leilão. Por volta das 10 horas, a moeda era negociada a 4,0246, queda de 0,66%.

Em conjunto com esse leilão, o BC fez a colocação de swaps reversos, que equivalem à compra de dólar no mercado futuro. Mas essas duas operações conversam com uma terceira, que foi feita por volta das 11h30, compreendo a oferta de swaps tradicionais, que equivalem à venda de dólar futuro.

O volume da oferta de swaps para rolagem do vencimento de outubro foi de 7 mil contratos, ou US$ 350 milhões, e foi integralmente colocada. Esse número é resultado da oferta que vinha sendo feita de 11 mil contratos por dia, descontados dos swaps reversos já colocados. Grosso modo, cada swap reverso “cancela” um swap tradicional. Assim, há a troca da posição de swaps por dólar de verdade.

Quer entender o funcionamento de cada instrumento? Veja as matérias abaixo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Mais um capítulo da novela

Reatando laços: Elon Musk diz que Tesla pode voltar a adotar bitcoin e moeda dispara 10%

Depois de uma semana do tweet que pegou o mercado de surpresa com o “fim do namoro”, Musk volta atrás e tenta reconciliação

Nas alturas

Eve Urban Air Mobility, empresa da Embraer, fecha parceria com a Ascent

A Ascent conta atualmente com uma base de dados de operadoras aéreas parceiras para serviços dedicados de UAM em toda a Tailândia e nas Filipinas, e está preparada para expandir sua presença na região

Pronta para decolar

Gol conclui aumento de capital e levanta mais R$ 423 milhões

Incluindo a incorporação da Smiles, a companhia aérea emitiu mais de R$ 1 bilhão somente neste mês de junho, e no trimestre, captação chega a R$ 2,7 bilhões

segredos da bolsa

Com “Super Quarta” à frente, semana deve ser marcada por cautela e otimismo dos mercados

A divulgação de outros dados econômicos ao longo da semana deve colocar ainda mais pressão da decisão do Fed e do BC brasileiro

Novo apagão?

Governo federal prepara MP que abre caminho para racionamento de energia

Intenção é criar um comitê de crise que terá o poder de adotar medidas como a redução obrigatória de consumo e acionamento de termoelétricas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies