Menu
2019-06-17T18:43:22-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Câmbio

Banco Central anuncia rolagem de linha de dólar na terça e quarta-feira

Serão ofertados até US$ 2 bilhões por dia visando rolar US$ 3,375 bilhões que venceriam no começo de julho

17 de junho de 2019
18:43
dólar leilão
Imagem: Shutterstock

Repetindo estratégia já adotada no mês passado, o Banco Central (BC) anunciou que fará a rolagem de linhas de dólar com compromisso de recompra que venceriam em 2 de julho. O montante vincendo é de US$ 3,375 bilhões.

Serão feitos leilões na terça e quarta-feira, cada um com oferta máxima de até US$ 2 bilhões. As datas ofertadas para rolagem são outubro e dezembro de 2019. As operações ocorrerão entre 10h15 e 10h35.

Por se tratar de rolagem, não temos “dinheiro novo” entrando no mercado. Nesse tipo de atuação o BC “empresta” os dólares das reservas internacionais que terão de ser devolvidos posteriormente. Quando opta pela rolagem, o BC se mantém neutro no mercado, que vai avaliar se devolve os dólares para o BC ou se alonga a operação.

O estoque de linhas em aberto é de pouco mais de US$ 9 bilhões. Além dos US$ 3,375 bilhões que vencem em julho, há US$ 1,9 bilhão para 2 de agosto, US$ 1,624 bilhão em 3 de janeiro de 2020 e US$ 2,126 bilhões em 2 de abril de 2020.

Em junho, o BC anunciou essa “rolagem antecipada” no dia 17, logo depois de o dólar voltar a ser negociado acima dos R$ 4. Normalmente, as rolagens vinham sendo feitas no fim do mês.

Nesta segunda-feira, o dólar comercial encerrou o dia praticamente estável, negociado a R$ 3,8995.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Ninguém escapa

Cenário turbulento afeta até mesmo os IPOs da saúde, um dos setores preferidos dos investidores

Empresas com ofertas ambiciosas tiveram de reduzir suas estimativas de preços ou adiar datas para seguir com as operações

Disparada

No embalo do recorde do bitcoin, ações da Coinbase disparam mais de 70% na estreia na Nasdaq

O CEO da empresa, Brian Armstrong, comentou mais cedo sobre a abertura de capital da Coinbase ao portal CNBC

Fura-teto?

Criticado, governo vai rever PEC que livra obras do teto

O texto não caiu bem entre economistas, parlamentares e membros do próprio governo federal

Relembre a história

Crime e castigo: Bernie Madoff, responsável pela maior pirâmide financeira da história, morre na cadeia

Condenado a 150 anos de prisão, financista que fraudou US$ 20 bilhões e enganou milhares de investidores morreu em desgraça aos 82 anos. Conheça sua história e relembre seus crimes.

Atividade em queda

Indicador da FGV mostra contração da economia em março com agravamento da pandemia

A queda nas expectativas dos consumidores foi um dos destaques negativos entre os componentes do indicador

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies