Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-11-14T17:45:23-03:00
Estadão Conteúdo
220% do PIB

Dívida de países emergentes vai a US$ 71,4 trilhões e tem novo recorde histórico

Dados do IIF mostram que Chile, Coreia do Sul e Argentina foram os mercados onde os passivos mais aumentaram na comparação ano a ano

14 de novembro de 2019
17:45
dólares nota
Imagem: Shutterstock

As dívidas dos mercados emergentes, considerando os passivos de empresas, governos, bancos e famílias, bateram em US$ 71,4 trilhões ao final do primeiro semestre, alcançando o recorde de 220% do Produto Interno Bruto (PIB) da região.

Chile, Coreia do Sul e Argentina foram os mercados onde os passivos mais aumentaram na comparação ano a ano, de acordo com relatório divulgado nesta quinta-feira, 14, pelo Instituto Internacional de Finanças (IIF), formado pelos 500 maiores bancos do mundo.

A dívida mundial também bateu recorde, atingindo US$ 250,9 trilhões ao final do primeiro semestre de 2019, o equivalente a 320% do PIB global.

A projeção do IIF é que esses passivos terminem o ano em US$ 255 trilhões. Só na primeira metade do ano, os passivos aumentaram em US$ 7,5 trilhões. O aumento é puxado principalmente por Estados Unidos e China.

Com mais de 60% dos países crescendo abaixo do potencial, o IIF alerta que há riscos de refinanciamento desses passivos, especialmente nos emergentes, onde a recente onda de valorização do dólar pode dificultar os serviços dos passivos.

Nos emergentes, há US$ 9,4 trilhões em bonds e empréstimos sindicalizados que vencem até o final de 2021, o que liga a luz amarela sobre os riscos de refinanciamento, observa o IIF.

Nos emergentes, as empresas estão com a maior parte dos passivos (US$ 31 trilhões), enquanto a dívida dos governo ficou em US$ 16,3 trilhões. Já nos países desenvolvidos, a dívida pública é maior, sobretudo por causa dos EUA, e somou US$ 52 trilhões.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

ampliação dos negócios

Cosan (CSAN3) paga R$ 1,5 bilhão por fatia na Radar, gestora de propriedades agrícolas

Companhia já detinha uma participação na Radar; após a conclusão da operação e uma reorganização societária, a Cosan será dona de mais de 50% do capital social

o melhor do seu dinheiro

Caso Lehman Brothers de novo? Não vale a pena ver de novo

Se tem um roteiro que o mercado financeiro não quer ver se repetindo, é o de uma crise financeira desencadeada pela quebra de uma grande empresa, como foi o caso da falência do banco Lehman Brothers em 2008, que marcou o início da grave crise dos subprime. Nem mesmo em uma escala menor, como é […]

força do esg

Environmental ESG, da Ambipar, busca IPO de R$ 3 bilhões para dar gás às aquisições

Preço da faixa indicativa está entre R$ 15,50 e R$ 20,50; após IPO, 43,8% do capital social estará em circulação no mercado com as ações

MERCADOS HOJE

Evergrande injeta temor no mercado global e bolsas têm dia de fortes perdas; Ibovespa fecha no menor nível desde novembro

Temor de que os problemas da incorporadora chinesa gerem uma reação em cadeia no mercado global afundou as bolsas nesta segunda-feira (20)

Ruído político

Congresso não participou de debate sobre aumento no IOF, revela presidente da Câmara

Arthur Lira também declarou que quer avançar com a reforma administrativa e uma solução para a questão dos precatórios ainda nesta semana

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies