Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-06-25T19:34:51-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Crédito

Banco Central reduz custo e estimula home equity

Modalidade de empréstimo tem imóvel como garantia e BC quer ampliar volume de operações

25 de junho de 2019
19:27 - atualizado às 19:34
Casas-dinheiro-bancoimobiliario
Imagem: Shutterstock

O Banco Central (BC) quer ampliar a parcela de empréstimos com garantia de imóveis, o chamado home equity, e começou a facilitar esse tipo de operação.

Toda a vez que o banco faz um empréstimo, as regras prudenciais exigem um requerimento de capital de seus acionistas. O que o BC fez foi reduzir essa necessidade de capital para empréstimos com saldo devedor de até 50% do valor de avaliação do imóvel. Ao fazer isso, o BC estimula uma redução do juro cobrado na operação.

“Os ajustes contribuem para o desenvolvimento de uma das modalidades de empréstimos mais seguras e baratas do mercado de crédito”, diz o BC em nota.

Também em nota, o BC avalia o potencial de crescimento do home equity no Brasil. Enquanto nos EUA essas linhas representam cerca de 15% do crédito residencial, no Brasil tal percentual é inferior a 2%. A avaliação é de que o crescimento do home equity pode contribuir para reduzir o custo de crédito.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

SEXTOU COM O RUY

O dia em que o vento parou – ou por que investir só em energia eólica não vai baixar sua conta de luz

Conheça uma empresa com ações na B3 preparada para aproveitar as mudanças na matriz energética brasileira e com grande potencial de valorização

oportunidade?

No pós-Raízen, ação da Cosan (CSAN3) é ponte para investimentos pouco acessíveis, diz BTG; veja preço-alvo

Para analistas do banco, mercado ignora capacidade da empresa de buscar oportunidades que muitas vezes não estão disponíveis para investidores comuns

fique de olho

Vale (VALE3) paga R$ 40,2 bilhões em dividendos; veja condições

Pagamento da remuneração ocorre em 30 de setembro; cifra diz respeito ao primeiro semestre de 2021 e equivale a R$ 8,10 por ação

Novos nichos

TC (TRAD3) desembolsa R$ 6,5 milhões pela RIWeb e fecha segunda aquisição em uma semana

A escolhida da vez é uma plataforma de comunicação com foco em relação com os investidores e surgida a partir da cisão parcial do Grupo Comunique-se

atenção, acionista

Renner e Telefônica Brasil anunciam juros sobre capital próprio; veja valores

Empresas pagam R$ 114,4 milhões e R$ 600 milhões, respectivamente; valores correspondem ao exercício social de 2021

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies