Menu
2019-08-29T19:11:13-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Facilitando a vida

Corretoras poderão emprestar ativos próprios para uso como garantia

Medida foi anunciada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e alinha regras locais às existentes nos demais mercados

29 de agosto de 2019
19:11
Imagem mostra pontos que formam saco de dinheiro
Imagem: Shutterstock

Quando você quer montar uma posição vendida ou operar derivativos e contratos futuros, a corretora te exige garantia, normal. Você vai lá, compra títulos do Tesouro ou deposita margem. Agora, corretoras e distribuidoras de títulos e valores mobiliários poderão emprestar ativos próprios a seus clientes para uso como garantia.

A nova regulamentação foi feita pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e atende à necessidade de clientes que possuem ativos de boa qualidade, mas que não são aceitos como garantia pelas câmaras ou prestadores de serviço de compensação e liquidação. Exemplo, cotas de um fundo que invista nos mesmos títulos do Tesouro.

De acordo com chefe do Departamento de Regulação do Sistema Financeiro, João André Pereira, essa demanda era muito forte por parte das corretoras que atuam com commodities.

Ainda de acordo com Pereira, corretoras e clientes acertarão entre si a necessidade ou não de contragarantia. A corretora te empresta os títulos e retém suas cotas de fundo, por exemplo.

Em nota, o Banco Central (BC) explica que a mudança aproxima a regulação do Sistema Financeiro Nacional (SFN) com as melhores práticas dos mercados internacionais, nos quais as sociedades intermediadoras já têm por prática apresentar garantias em nome dos clientes, utilizando ativos de suas carteiras próprias.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

de olho nas prévias

Carrefour Brasil tem alta 72,5% no e-commerce durante terceiro trimestre

No e-commerce alimentar a alta foi de 202,4%, incluindo o serviço de entrega rápidas. As vendas de não alimentares também continuaram crescendo, com alta de 69,1%

negócio fechado

Petrobras assina compromisso de compra da plataforma P-71 por US$ 353 milhões

Petrolífera fala que, por conta da nova alocação da P-71, a licitação de afretamento da plataforma que atenderia ao projeto de Itapu será cancelada

retomada

Financiamentos imobiliários somam recorde histórico de R$ 12,9 bilhões

Volume financiado é recorde, em termos nominais, na série histórica iniciada em julho de 1994, segundo a Abecip

cardápio de balanços

Cielo, Localiza, Smiles e Telefônica: os balanços que mexem com o mercado nesta quarta

Empresas estão entre as que mais recentemente divulgaram os números do terceiro trimestre, período com resultados ainda marcados pela pandemia

seu dinheiro na sua noite

A peleja da bolsa com a crise fiscal

Com tanto dinheiro girando no mundo, quem tem pede muito quem não tem pede mais. Os versos de Zé Ramalho não poderiam resumir melhor a encruzilhada na qual vive o mundo econômico em meio à crise do coronavírus. Quem tem pede muito. Nos Estados Unidos, a falta de um acordo para a aprovação de um […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies