Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-08-29T19:11:13-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Facilitando a vida

Corretoras poderão emprestar ativos próprios para uso como garantia

Medida foi anunciada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e alinha regras locais às existentes nos demais mercados

29 de agosto de 2019
19:11
Imagem mostra pontos que formam saco de dinheiro
Imagem: Shutterstock

Quando você quer montar uma posição vendida ou operar derivativos e contratos futuros, a corretora te exige garantia, normal. Você vai lá, compra títulos do Tesouro ou deposita margem. Agora, corretoras e distribuidoras de títulos e valores mobiliários poderão emprestar ativos próprios a seus clientes para uso como garantia.

A nova regulamentação foi feita pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e atende à necessidade de clientes que possuem ativos de boa qualidade, mas que não são aceitos como garantia pelas câmaras ou prestadores de serviço de compensação e liquidação. Exemplo, cotas de um fundo que invista nos mesmos títulos do Tesouro.

De acordo com chefe do Departamento de Regulação do Sistema Financeiro, João André Pereira, essa demanda era muito forte por parte das corretoras que atuam com commodities.

Ainda de acordo com Pereira, corretoras e clientes acertarão entre si a necessidade ou não de contragarantia. A corretora te empresta os títulos e retém suas cotas de fundo, por exemplo.

Em nota, o Banco Central (BC) explica que a mudança aproxima a regulação do Sistema Financeiro Nacional (SFN) com as melhores práticas dos mercados internacionais, nos quais as sociedades intermediadoras já têm por prática apresentar garantias em nome dos clientes, utilizando ativos de suas carteiras próprias.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

ECONOMIA X COVID

Economia monitora variante ômicron da covid-19, mas programas de auxílio dependem da PEC dos Precatórios; pasta evita falar em gastos fora do teto

Ministério da Economia evita falar em crédito extraordinário, como acontece nos casos de guerras ou calamidades públicas

Black Friday em números

Varejo cresce 6,3% na Black Friday e vê crescimento de lojas virtuais com e-commerce aquecido; confira dados

Apesar do aumento em relação à Black Friday de 2020, o patamar de faturamento do varejo foi 9,1% inferior ao registrado em 2019

Desdobramentos da crise

Presidente da Latam, Roberto Alvo diz que recusou oferta ‘incompleta’ e ‘insuficiente’ da Azul

O conteúdo dela é confidencial”, afirmou, em entrevista coletiva. Procurada, a Azul não quis comentar

Solana no MB

Exclusivo: Solana (SOL), 5ª maior criptomoeda do mundo, chega Mercado Bitcoin com alta de mais de 12.000% no ano

A quinta maior criptomoeda do mundo vem conquistando o mercado porque se coloca como uma blockchain alternativa ao ethereum (ETH)

Pandemia em curso

Variante ômicron da covid-19 já está em dez países, mas chefe da associação médica da África do Sul vê “sintomas médios” da doença em estudo preliminar

Até o fechamento desta matéria, não haviam informações sobre infecções por essa variante da covid-19 nas Américas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies