Menu
2019-03-19T15:50:52-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Abertos os trabalhos

CCJ da Câmara faz sua primeira sessão sem discutir a reforma da Previdência

Presidente do colegiado Felipe Francischini (PSL-PR) informou que após a sessão haverá reunião para tratar de distribuição de relatorias e calendário da reforma

19 de março de 2019
15:50
Felipe Francischini, presidente da CCJ
Presidente da CCJ disse que ainda está fechando o nome do relator da reforma da PrevidênciaImagem: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Começou na tarde desta terça-feira, 19, a primeira sessão da Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça (CCJ) da Câmara. Apesar de o sistema eletrônico da Casa apresentar um problema e não mostrar o número de presentes na sessão, o presidente do colegiado, Felipe Francischini (PSL-PR), anunciou o início dos trabalhos e informou que já havia quórum. A Casa está visivelmente cheia.

Francischini avisou que após a sessão haverá reunião para tratar de distribuição de relatorias e calendário da reforma da Previdência, com os coordenadores partidários. Antes de iniciar a sessão, Francischini disse à reportagem que ainda está fechando o nome do relator da Nova Previdência, mas que a conversa está avançada.

A vice-presidente da CCJ, a deputada Bia Kicis (PSL-DF), disse que iria conversar ainda hoje com o presidente do colegiado sobre a relatoria. Ela veio direto de um almoço com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão.

Na pauta do dia, há projetos que já estavam no colegiado na legislatura passada e foram desarquivados neste ano, e que já possuem relatores na comissão.

Um dos projetos trata, por exemplo, da obrigatoriedade da preservação do sigilo do portador de HIV, outro determina que os medicamentos tenham inscrições em braile.

Uma outra proposta aumenta a pena para quem vende ou fornece bebida alcoólica ou produtos que causem dependência a menores de idade. Também está na pauta propostas sobre reforma agrária e autorizações de serviços de radiodifusão.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Tensão em Brasília

Racha no Congresso põe reformas em xeque

A decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), de fatiar a reforma tributária foi vista como a pá de cal nas chances de avanço das reformas no Congresso até o fim do atual governo. Embora Lira tenha prometido abrir o diálogo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para definir os próximos passos, […]

Rapidinhas da semana

BLINK: Itaúsa, B2W, Eletrobras e mais recomendações rápidas

Felipe Miranda, sócio-fundador e CIO da Empiricus, fala sobre Alpargatas, Eletrobras, Itaúsa, Lojas Americanas e muito mais no Blink

Reserva de emergência

Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, vende ações da Amazon e põe US$ 5 bi na conta

O bilionário Jeff Bezos vendeu cerca de 1,5 milhão de ações da Amazon nos últimos dias e pode vender outros 500 mil papéis em breve

Reduzindo a participação

CSN começa a se desfazer de suas ações da Usiminas

Aproveitando o bom momento do setor siderúrgico na bolsa, a CSN vendeu mais de 50 milhões de ações preferenciais da Usiminas

O melhor do Seu Dinheiro

A limonada da bolsa e do dólar, as ações mais indicadas do mês e outros destaques da semana

A semana que passou tinha tudo para ser bem azeda para os investidores. No cardápio de notícias dos últimos dias tivemos: A alta da taxa básica de juros e a sinalização de que novos ajustes vêm por aí; Muito barulho político com a CPI da Covid; O projeto da reforma tributária de volta à estaca […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies