Menu
2019-04-25T11:18:42-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Cartões

Contribuição da Cielo para resultado do Bradesco cai a menos da metade com guerra das maquininhas

No primeiro trimestre deste ano, a Cielo foi responsável por 2,64% do resultado do Bradesco, contra 6% no mesmo período do ano passado

25 de abril de 2019
11:18
Banco Bradesco
Imagem: Estadão Conteúdo / André Dusek

A batalha no mercado de maquininhas de cartão deixou marcas no Bradesco, controlador da Cielo ao lado do Banco do Brasil. A contribuição da empresa nos resultados do banco caiu a menos da metade.

No primeiro trimestre deste ano, a Cielo foi responsável por 2,64% do resultado do banco, contra 6% mesmo período do ano passado, segundo Leandro Miranda, diretor de relações com investidores do Bradesco.

"O pior impacto financeiro já passou e daqui a pouco só teremos 'upside' [alta]", afirmou, em teleconferência com a imprensa.

A Cielo registrou lucro líquido de R$ 548,5 milhões nos três primeiros meses do ano, uma queda de 40,4% e abaixo das projeções do mercado.

Líder no mercado de maquininhas, a empresa controlada por Bradesco e BB vem sofrendo com a pressão da concorrência.

Após o balanço, a Cielo anunciou uma nova ofensiva para vai oferecer pagamentos instantâneos das vendas realizadas realizadas no débito e no crédito e vai devolver o valor pago na compra das maquininhas aos lojistas que venderem pelo menos R$ 1,6 mil no crédito ou R$ 4 mil no débito por três meses.

Desde o ano passado o Bradesco começou a oferecer em sua rede maquininhas da Cielo "envelopadas" com o logotipo do banco, as "Bradesquinhas". No primeiro trimestre, o número de terminais distribuídos pelo banco somavam 452 mil.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Entre a cruz e a espada

Bitcoin se aproxima da “Cruz da Morte”: O que isso significa para a criptomoeda?

O bitcoin tocou essa linha imaginária no último final de semana, o que deve determinar o futuro da moeda para os próximos meses

Buscando confiança

Números de abril mostram melhora do IRB, mas queda da ação mostra que desconfiança persiste

Estratégia de rever contratos, principalmente no exterior, diminuiu as receitas fora do Brasil, mas ajudou sinistralidade e resultado final

Economia dos eua

Dirigente do Fed admite inflação alta, mas defende contínuo apoio monetário

Presidente da distrital do banco admitiu que as leituras recentes de inflação estão “altas” e devem ser monitoradas de perto

Aperto monetário

Vem aí uma alta de 1 ponto na Selic? Por que o mercado elevou as projeções para os juros após a ata do Copom

Juro básico da economia pode subir para 5,25% ao ano já em agosto se o Copom decidir apertar o ritmo de elevação da Selic para conter as pressões inflacionárias

Novo passo

PDG lança Vernyy, nova unidade de negócios de prestação de serviços imobiliários

Construtora está diversificando atividades como parte do seu plano de recuperação judicial

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies