Menu
2019-10-20T10:15:08-03:00
Varejo

Compras pela internet devem crescer 18% na Black Friday deste ano

Expectativa para a Black Friday de 2019 no e-commerce é de faturamento acima de R$ 3 bilhões. O dia de promoções no varejo neste ano será em 29 de novembro

20 de outubro de 2019
10:15
Internet
Imagem: Shutterstock

De acordo com levantamentos realizados pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) e pela consultoria Ebit/Nielsen, a expectativa para a Black Friday de 2019 no e-commerce é de faturamento acima de R$ 3 bilhões, com aumento de 18% em relação ao ano passado.

Para fazer o cálculo, a Ebit considera as vendas de quinta e sexta-feira, enquanto a ABComm leva em conta o período de quinta a segunda-feira pós Black Friday. O dia de promoções no varejo neste ano será em 29 de novembro.

Segundo a líder comercial da Ebit, Ana Szasz, o consumidor brasileiro tem migrado do universo offline, as lojas físicas, para as compras online. Por isso, a data vem se consolidando nos últimos anos no varejo brasileiro.

"O consumidor passou a acreditar que há promoções reais e se prepara para elas. Quer aproveitar a promoção. Está acostumado com a data e tem passado a confiar um pouco mais nas promoções divulgadas pelos varejistas", diz. Para a consultoria, o ticket médio de compra este ano deve ficar em R$ 626.

O presidente da ABComm, Maurício Salvador, diz que, além de os clientes terem uma percepção de que as promoções estão mais confiáveis, eles têm a ideia de que os produtos comprados na internet, geralmente, são mais baratos. "Isso colabora em tempos de crise, porque cada um quer economizar até o último centavo." A associação estima um ticket médio de R$ 340 nesta Black Friday.

Levantamento feito pelo Google, sob encomenda da consultoria em marketing Provokers, com 1,5 mil pessoas de todo o Brasil, e também com dados de uma pesquisa online por meio da ferramenta Google Survey, com mil pessoas, indica que a intenção de compra está 58% maior neste ano na comparação com 2018.

O líder de varejo para eletro e esportes do Google, José Melchert, explica que há dois fatores que explicam os números positivos para a expectativa da data. O primeiro deles diz respeito ao maior otimismo com a economia de modo geral e o segundo tem a ver com a quantidade de produtos que é oferecida na Black Friday com descontos.

"Quando a Black Friday começou no Brasil, entre 2010 e 2012, os artigos oferecidos eram mais restritos a eletrônicos, celulares, moda e beleza. Hoje, temos até lojas de veículos aderindo às promoções, educação, setor financeiro, imóveis, alimentos, viagens", afirma.

Primeira compra

Os especialistas destacam que Black Friday é a ocasião em muitos consumidores fazem a primeira compra em lojas virtuais. "No universo de brasileiros que têm acesso à internet, apenas um terço já fez compras online. Temos, em média, 4 milhões de novos clientes no e-commerce por ano", diz Maurício Salvador, da ABComm.

Segundo Melchert, no levantamento do Google, 99% das pessoas entrevistadas responderam que sabem da data Black Friday. Quando o questionamento é sobre quem já comprou na ocasião, apenas 70% responderam positivamente.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

otimismo apesar de covid-19

Vamos arrebentar na venda de aeroportos, vamos conseguir vender todos, diz ministro

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, demonstrou nesta segunda-feira, 25, otimismo com os próximos leilões de aeroportos, mesmo diante da pandemia, que afeta bruscamente a aviação civil

Dados de hoje

Déficit da balança brasileira na 3ª semana de maio foi de US$ 701 milhões

A balança comercial brasileira registrou déficit comercial de US$ 701 milhões na terceira semana de maio (de 18 a 24), de acordo com dados divulgados hoje

Bom cenário para a commodity

XP eleva preços-alvo de Suzano e Klabin com boa perspectiva para celulose

Preços-alvo de Suzano e Klabin foram elevados de R$ 43 para R$ 47 e de R$ 18,50 para R$ 22, respectivamente; XP espera valorização de preço da celulose

repercussão internacional

Bolsonaro está levando Brasil ao desastre, diz artigo no Financial Times

Texto compara Bolsonaro ao presidente dos Estados Unidos, mas diz que o mandatário brasileiro é “muito mais estúpido”

DATA MARCADA

Assinatura de renovação de Malha Paulista será no dia 27, diz ministro

De acordo com o ministro, o assunto será deliberado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) nesta terça-feira, 26.

NÃO SE CONCRETIZOU

Promessa feita por Bolsonaro de cortar 30% dos cargos fica no papel

O enxugamento da máquina foi prometido por Bolsonaro várias vezes, ao longo da disputa de 2018.

decisão pós-ataque

Aneel abre tomada de subsídios sobre possível regulação em segurança cibernética

Estudo elaborado em 2018 pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD) já apontava que um potencial ataque cibernético no setor elétrico do País poderia gerar um impacto econômico de até R$ 303,8 milhões

pegou mal

Postura frente à pandemia piora imagem do país no exterior e afasta investidores

Se o Brasil já foi reconhecido como um líder em matéria de saúde pública global e um defensor do desenvolvimento sustentável nos principais fóruns mundiais, a forma como o País é retratado na imprensa tem exaltado pouco dessas qualidades

o ajuste final

Presidente do BC repete que Copom considera último ajuste da Selic em junho

No início de maio, o BC cortou a Selic em 0,75 ponto porcentual, de 3,75% para 3,00% ao ano. O próximo encontro do Copom está marcado para junho

efeito covid

Com crise, mercado financeiro projeta rombo fiscal recorde este ano

No pior resultado registrado até hoje, em 2016, o setor público consolidado registrou um déficit primário equivalente a 2,48% do PIB

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements