Menu
2019-06-11T17:32:24-03:00
Operações instantâneas vem por aí?

Febraban diz trabalhar com o BC para tornar pagamentos mais fáceis e rápidos

Presidente da federação, Murilo Portugal, afirmou que objetivo é permitir que transações financeiras instantâneas possam ser concluídas em até dez segundos

11 de junho de 2019
17:32
Celulares
Imagem: shutterstock

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) trabalha com o Banco Central para tornar as transações de pagamento ainda mais fáceis e rápidas, com os pagamentos instantâneos, de acordo com o presidente da entidade, Murilo Portugal.

"O objetivo é permitir que transações financeiras instantâneas possam ser concluídas em até dez segundos", disse ele, na abertura do Ciab Febraban 2019, tradicional feira de tecnologia bancária.

De acordo com Portugal, o ambiente competitivo faz com que os bancos invistam volume elevado em tecnologia, ao redor dos R$ 20 bilhões por ano.

Ele lembrou que os grandes bancos hoje não somente concorrem entre si, mas com fintechs - startups do setor financeiro, cooperativas de crédito, instituições de menor porte, dentre outros. "A tendência de investir para servir continua", enfatizou.

O presidente da Febraban informou ainda que a nova plataforma de cobrança para pagamento de boletos deve totalizar quase 7 bilhões de boletos neste ano.

"A nova plataforma reduziu as fraudes e trouxe maior comodidade e segurança para os clientes", avaliou Portugal, acrescentando que o tempo de resposta de processamento é de apenas 1 segundo.

Segundo ele, ao longo dos últimos três anos, 83 participantes do sistema bancário investiram mais de R$ 500 milhões nessa Nova Plataforma de cobrança, com a participação de 2.538 profissionais das áreas de negócios e TI, que despenderam 1,6 milhão de horas de trabalho nesse projeto. "Hoje, os boletos podem ser pagos mesmo após o vencimento, em qualquer banco, independentemente de qual instituição os emitiu", reforçou.

Cenário

O presidente da Febraban afirmou também que, apesar do cenário global e local reunir "algumas incertezas", o crédito deve crescer este ano acima do ritmo do Produto Interno Bruto (PIB), repetindo o que já ocorreu em 2018. "A taxa de crescimento na carteira de crédito com recursos livres alcançou cerca de 11% nos últimos 12 meses."

Inovações

Ao falar dos desafios do setor bancário no contexto atual, Portugal citou a chegada da rede móvel de quinta geração, a internet 5G, que trará uma velocidade maior de conexão e, dentre outras inovações, viabilizará a internet das coisas.

"Serão desafios significativos em termos de infraestrutura para o País e para os bancos, que já estudam também que novos serviços e produtos devem ser oferecidos para atender essa conexão entre pessoas e objetos", afirmou o presidente da Febraban.

Portugal lembrou que, no ano passado, os clientes fizeram do celular o canal preferido para pagamento de contas e transferências financeiras.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Crédito à vista

Bancos privados também preparam crédito prefixado

Diferentemente da modalidade com lastro no IPCA, no prefixado bancos privados mostram apetite: veem mais segurança para emprestar sem o risco da inflação

Deu mais

CCR vence leilão da BR-101 no Sul com deságio de 62%

Valor ficou bem abaixo das duas outras propostas; fontes afirmaram ter sido lance arriscado e que a empresa terá de injetar cerca de R$ 1 bilhão de capital social por causa deságio elevado

um risco no radar

Por coronavírus, Arábia Saudita avalia romper aliança com a Rússia no setor de petróleo

Os dois lados têm colaborado desde dezembro de 2016 para tentar equilibrar a oferta global, em meio a um salto na oferta do xisto vinda dos EUA

presidente vai aos EUA

Bolsonaro diz ter intenção de trazer a Tesla, de Elon Musk, para o Brasil

Filho do presidente já havia declarado a intenção; Ele disse ter participado de teleconferência com o ministro da Ciência e Tecnologia para tratar sobre o assunto

Exile on Wall Street

O tamanho certo da sua proteção para este Carnaval

*Por Bruno Mérola

de olho nas cifras

Rombo nas contas externas soma US$ 11,8 bilhões em janeiro

Resultado é o pior resultado para o mês desde 2015, quando houve déficit de US$ 12,011 bilhões

mercados agora

Dólar bate R$ 4,40 pela primeira vez na história; Ibovespa cai mais de 1%

O mercado local novamente é afetado pela cautela no exterior, fazendo a moeda norte-americana testar um novo recorde; no ano, a alta do dólar à vista já é de mais de 9%

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta sexta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

De olho no futuro

Montadoras investem em postos de recarga para fomentar híbridos

Volkswagen se une assim a empresas como BMW, Volvo e à própria parceria em que participa com Volkswagen e Porsche na instalação de pelo menos outros 680 pontos de abastecimento, vários deles com tecnologias de recarga rápida

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

13 notícias para você começar o dia bem informado

2019 poderia ter sido um dos melhores anos da história da Vale, especialmente pela alta de mais de 30% no preço do minério de ferro. A tragédia de Brumadinho mudou severamente esse quadro e levou a empresa a um prejuízo de US$ 1,7 bilhão no ano todo, conforme números divulgados ontem à noite. A sexta-feira […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements