Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-02-18T12:41:51-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Capitais Brasileiros no Exterior

Você tem investimentos fora do país? Informe ao Banco Central até 5 de abril

Pessoas físicas e jurídicas com ativos em valor igual ou superior a US$ 100 mil em 31 de dezembro de 2018 têm fazer a declaração

18 de fevereiro de 2019
12:41
Fachada do Banco Central do Brasil (BC)
Imagem: Arnaldo Jr./Shutterstock

Desde o fim da semana passada o Banco Central (BC) está recebendo a declaração anual da pesquisa de Capitais Brasileiros no Exterior (CBE). Pessoas físicas e jurídicas residentes no país que detinham, no exterior, investimentos e/ou ativos de valor igual ou superior ao equivalente a US$ 100 mil no encerramento de 2018 têm até o dia 5 de abril para fazer a declaração.

A prestação das informações é feita de forma eletrônica por formulário que está disponível no site da instituição. O não fornecimento ou prestação de informações falsas, incompletas, incorretas ou fora dos prazos pode resultar em multas.

Segundo o BC, o CBE tem objetivo primordialmente estatístico, contribuindo para que se conheça, de forma ampla e detalhada, os ativos externos possuídos por residentes no Brasil, auxiliando análises e pesquisas macroeconômicas.

Em 2017, foram 55.757 declarantes pessoa física, que tinham uma posição de investimento de US$ 175,620 bilhões. As 4.544 empresas declarantes somaram US$ 323,223 bilhões. Os dados compreendem participação no capital de empresas, imóveis, investimentos em carteira, como ações e títulos, empréstimos, moedas e depósitos.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

De volta ao jogo

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 6,25%

Renda fixa “voltou ao jogo”, mas ainda não dá para ficar rico. Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras agora que o Banco Central elevou a Selic mais uma vez

entrevista

BC briga para recuperar a credibilidade e poderia ter acelerado alta da Selic, diz economista-chefe da gestora Garde

Para Daniel Weeks, BC passou mais tempo do que o necessário com a sinalização de que manteria taxa de juros muito baixas; ele avalia que aumento poderia ter sido de 1,25 ponto e que discussão sobre fim do ciclo de ajustes ainda não acabou

Seu Dinheiro na sua noite

Seguindo a rota planejada

Decisão da Selic pelo Copom, juros nos Estados Unidos, dólar em alta e muitas outras notícias que mexeram com o mercado hoje

Vai mudar

Ultrapar (UGPA3): Marcos Lutz, ex-presidente da Cosan, assumirá como CEO em janeiro de 2022

Lutz já era membro do conselho de administração da Ultrapar (UGPA3) e, após o período como CEO, deve virar presidente do colegiado

Bota para subir

Após nova alta da Selic, FMI apoia aperto monetário adotado pelo Banco Central para combater inflação

Os diretores do órgão também aprovam o compromisso do BC intervenções limitadas para conter condições desordenadas de mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies