Menu
2019-04-25T12:46:04-03:00
Estadão Conteúdo
Dentro das projeções

Investimentos Diretos no País somam US$ 6,846 bilhões em março, diz BC

Ingresso de investimentos estrangeiros destinados ao setor produtivo somou US$ 21,111 bilhões, acumulado do primeiro trimestre de 2019

25 de abril de 2019
12:46
Dólar
Imagem: Shutterstock

Os Investimentos Diretos no País (IDP) somaram US$ 6,846 bilhões em março, informou nesta quinta-feira, 25, o Banco Central. O resultado ficou dentro das estimativas apuradas pelo Projeções Broadcast, que iam de US$ 6,800 bilhões a US$ 8,000 bilhões, com mediana de US$ 7,700 bilhões. Pelos cálculos do Banco Central, o IDP de março indicaria entrada de US$ 7,700 bilhões.

No acumulado do primeiro trimestre de 2019, o ingresso de investimentos estrangeiros destinados ao setor produtivo somou US$ 21,111 bilhões. A estimativa do BC para este ano, atualizada em março, é de IDP de US$ 90,0 bilhões em 2019.

No acumulado dos 12 meses até março deste ano, o saldo de investimento estrangeiro ficou em US$ 88,508 bilhões, o que representa 4,72% do Produto Interno Bruto (PIB).

Investimento em ações

O investimento estrangeiro em ações brasileiras ficou negativo em US$ 1,879 bilhão em março, informou o Banco Central. Em igual mês do ano passado, o resultado havia sido negativo em US$ 4,124 bilhões.

No acumulado do primeiro trimestre de 2019, o saldo ficou negativo em US$ 884 milhões. Pelos cálculos do BC, o saldo das operações de investidores estrangeiros no mercado de ações será positivo em US$ 5,0 bilhões em 2019. Estas projeções consideram as ações negociadas em bolsas brasileiras e no exterior e os fundos.

O investimento em fundos de investimentos no Brasil ficou positivo em US$ 556 milhões em março. No mesmo mês do ano passado, ele havia sido positivo em US$ 21 milhões. No acumulado do ano até março, houve aportes de US$ 1,554 bilhão dos fundos de investimentos.

Renda fixa
Já o saldo de investimento estrangeiro em títulos de renda fixa negociados no País ficou positivo em US$ 1,115 bilhão em março. No mesmo mês do ano passado, havia ficado negativo em US$ 3,689 bilhões.

No primeiro trimestre de 2019, o saldo em renda fixa ficou positivo em US$ 10,166 bilhões. Para 2019, a estimativa do BC é de entradas de US$ 10,0 bilhões nas operações com renda fixa.

Taxa de rolagem

O Banco Central informou que a taxa de rolagem de empréstimos de médio e longo prazos captados no exterior ficou em 45% em março. Esse patamar significa que não houve captação de valor em quantidade para rolar compromissos das empresas no período.

O resultado ficou abaixo do verificado em março do ano passado, quando a taxa havia sido de 63%.

De acordo com os números apresentados nesta quinta pelo BC, a taxa de rolagem dos títulos de longo prazo ficou em 29% em março. Em igual mês de 2018, havia sido de 61%. Já os empréstimos diretos atingiram 86% no mês passado, ante 63% de março do ano anterior.

No primeiro trimestre, a taxa de rolagem total ficou em 58%. Os títulos de longo prazo tiveram taxa de 51% e os empréstimos diretos, de 68% no período. O BC estima taxa de rolagem de 100,0% para 2019.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Fenômeno da internet

O ataque dos memes: Conheça 5 ações de empresas “quebradas” que mexem com Wall Street

O caso mais famoso foi o da GameStop, mas outras empresas que não contam com fundamentos sólidos vêm passando por movimentos de valorização estimulados por fóruns de internet

seu dinheiro na sua noite

No mundo corporativo, quem não diversifica, se trumbica

De uns tempos para cá, uma antiga fala de Warren Buffett tem pipocado nas minhas redes. Nela, o megainvestidor diz que “diversificação não faz sentido para quem sabe o que está fazendo” — e ele, naturalmente, se coloca como um sábio. Longe de mim querer contrariar o oráculo do mercado financeiro, mas é preciso tomar […]

nos ares

Boeing realiza 1º voo do maior avião da família 737 MAX e inicia fase de testes

Empresa vem trabalhando para superar acidentes aéreos envolvendo a família de aviões 737 MAX. No Brasil, a Gol tem um pedido firme do 737-10

pix questionado

Procon-SP notifica bancos por brechas exploradas por ladrões de celulares

São requisitados esclarecimentos sobre dispositivos de segurança, bloqueio, exclusão de dados de forma remota e rastreamento de operações financeiras disponibilizados aos clientes vítimas de furto ou roubo

FECHAMENTO DA SEMANA

Juros futuros são grandes protagonistas da semana e ainda prometem mais emoção; dólar recua 1% e bolsa fica no vermelho

Com Copom duro e a sinalização de uma possível elevação nas taxas de juros nos EUA, os principais contratos de DI dispararam. Na semana, o dólar recuou com o forte fluxo estrangeiro e a bolsa seguiu o ritmo das commodities (mais uma vez)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies