Menu
2019-12-02T13:08:29-03:00
Estadão Conteúdo
Mais um corte no horizonte?

Consolidação do cenário deve permitr novo ajuste na Selic, diz presidente do BC

Avaliação consta de apresentação, publicada no site do BC, que Campos Neto fez na manhã desta segunda-feira em evento do Bank of America Merrill Lynch, em São Paulo

2 de dezembro de 2019
13:08
20/08/2019 Cerimônia de Lançamento do IPCA para Crédito Imobi
Presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. - Imagem: Alan Santos/PR

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, voltou a defender nesta segunda-feira, 2, a ideia de que a consolidação do cenário benigno para a inflação prospectiva deverá permitir um ajuste adicional da Selic (a taxa básica de juros) "de igual magnitude ao realizado na reunião de outubro". Em outubro, o BC cortou a Selic em 0,50 ponto porcentual, de 5,50% para 5,00% ao ano.

Esta avaliação consta de apresentação, publicada no site do BC, que Campos Neto fez na manhã desta segunda-feira em evento do Bank of America Merrill Lynch, em São Paulo.

O evento é fechado à imprensa.

Campos Neto também repetiu a ideia de que a conjuntura econômica atual prescreve "política monetária estimulativa", ou seja, com taxas de juros abaixo da estrutural". O juro estrutural é aquele em que, em tese, há crescimento econômico sem gerar inflação.

"Os próximos passos da política monetária continuarão dependendo da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e das projeções e expectativas de inflação", acrescentou Campos Neto.

PIB

O presidente do Banco Central voltou a afirmar na manhã de hoje que o crescimento econômico de 2019 no Brasil foi afetado por diversos choques. Na apresentação durante o evento do Bank of America Merrill Lynch, ele indicou que o choque trazido pela economia argentina retirou 0,18 ponto porcentual do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro este ano.

Já o choque da economia global foi responsável pela perda de 0,29 ponto porcentual do PIB. O choque trazido pelo rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG), por sua vez, retirou 0,20 ponto porcentual do PIB.

Um gráfico que consta na apresentação de Campos Neto mostra que a expectativa de crescimento do PIB de 2019 sem os choques era de 1,66%. Em função deles, essa projeção caiu para 0,99% conforme o Relatório de Mercado Focus de 22 de novembro.

Em seu discurso, Campos Neto também repetiu a ideia de que as expectativas para PIB brasileiro continuam favoráveis.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Proventos

Banco do Brasil anuncia pagamento de R$ 416 milhões em Juros sobre Capital Próprio (JCP)

Terão direito ao provento os investidores com posição acionária na empresa no dia 11 de março

o melhor do seu dinheiro

Brandão balança mais não cai?

Chegamos ao fim de mais uma semana tensa nos mercados, que começou com a derrocada das ações da Petrobras, em razão da interferência do governo na presidência da estatal, e termina com pressões na bolsa e no dólar motivadas pelas preocupações dos investidores com a inflação nos Estados Unidos e alta nas taxas dos títulos […]

URGENTE

Hapvida e NotreDame chegam a um acordo sobre fusão, afirma site

A maior combinação entre duas empresas brasileiras criará uma gigante do setor de saúde, com um valor de R$ 110 bilhões.

fechamento da semana

Tensão em Brasília leva Ibovespa de volta aos 110 mil pontos e afunda estatais; dólar vai a R$ 5,60

Em semana marcada pela tensão entre governo e mercado, o Ibovespa recuou 7,09%, de volta aos 110 mil pontos. O dólar disparou acima dos R$ 5,60

Abandonando o barco?

Ações do Banco do Brasil recuam quase 5% com possibilidade de saída de André Brandão

Brandão tem mostrado insatisfação com o cargo e quer deixar o comando da estatal, segundo jornal; BB nega que presidente tenha renunciado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies