Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-06-26T18:36:05-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Surpreendeu todo mundo

Superávit comercial da Argentina sobe para US$ 1,373 bilhão e País compra 34,8% a menos do Brasil

Resultado superou as expectativas de analistas ouvidos pela Trading Economics, que previam superávit de US$ 980 milhões

26 de junho de 2019
18:36
Peso argentino
Peso argentino - Imagem: Shutterstock

A balança comercial da Argentina registrou um superávit de US$ 1,373 bilhão em maio de 2019, após ele ficar em US$ 1,131 bi em abril, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística e Censos (Indec) do país.

Analistas ouvidos pela Trading Economics previam superávit menor, de US$ 980 milhões. O relatório argentino mostrou forte recuo nas compras de produtos do Brasil, na comparação anual, com modesta baixa também nas exportações argentinas ao mercado brasileiro.

Considerando-se toda a balança comercial, as exportações argentinas tiveram aumento de 16,5% em maio, na comparação com o mesmo mês de 2018, a US$ 6,017 bilhão. As importações, por outro lado, recuaram 28,0%, a US$ 4,644 bilhões.

O país tem enfrentado grave crise econômica, com recessão e aumento na pobreza e no desemprego, enquanto o peso argentino recua mais de 36% ante o dólar em um ano.

Apenas com o Brasil, o saldo comercial argentino ficou negativo em US$ 211 milhões. A Argentina exportou US$ 810 milhões em produtos ao País em abril, mas importou US$ 1,021 bilhão.

As exportações tiveram queda de 3,5% em maio, na comparação com igual mês do ano passado, enquanto as importações recuaram 34,8%.

Os principais sócios comerciais argentinos em abril foram Brasil, China e Estados Unidos, nessa ordem. Em abril, o País foi destino de 83,6% das exportações argentinas para parceiros do Mercosul, aponta o Indec.

O Brasil é ainda o principal destino das exportações argentinas em geral, seguido por China, EUA, Vietnã, Chile e Holanda.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Logística portuária

Alaska aceita proposta para vender da Log-In (LOGN3) para MSC; ação sobe mais 7% hoje

A gestora é a principal acionista da companhia, com uma participação de 45% do capital da Log-In; cota do fundo subiu ontem apesar da queda do Ibovespa

Gestão de ativos

Alívio nos ares: Gol (GOLL4) refinancia R$ 1,2 bi em dívidas de curto prazo

Com isso, o endividamento de curto prazo da companhia aérea ficará ao redor de R$ 500 milhões — o que representa o menor nível desde 2014

Exile on Wall Street

Entre renda e multiplicação de capital, você pode ficar com os dois — Veja como

Você se lembra da sua primeira conta poupança? A minha e a do meu irmão foram abertas por volta dos meus 11 anos, quando nossos pais nos levaram ao banco para depositar o dinheirinho acumulado de nossas três fontes de renda — as moedas de casa, o troco dos lanches da escola e as generosas […]

Não é 'block' mas é 'chain'

Aceita bitcoin: Tráfico de drogas no Rio de Janeiro aceitava criptomoedas por WhatsApp; envolvidos são presos

O grupo coordenava o envio, estoque, compra e venda por meio de um grupo “oficial” no aplicativo de mensagens

MERCADOS HOJE

Aumento do IOF pega mal e Ibovespa recua mais de 1%; dólar sobe a R$ 5,32

Depois de meses de especulação e preocupação, a saída encontrada pelo governo federal para financiar o novo Bolsa Família, rebatizado de Auxílio Brasil, não agradou o mercado e o Ibovespa começa refletindo esse mau humor.  Ontem, o presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto que eleva o Imposto sobre Operações Financeiras até dezembro, o que deve […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies