Menu
2019-11-27T07:28:58-03:00
Mudança de planos

Presidente eleito da Argentina diz que não solicitará mais empréstimos ao FMI

Fernández já havia confirmado na semana passada, em uma conversa por telefone com diretora-gerente do FMI que está disposto a cumprir com os compromissos assumidos com o FMI, mas afirmou que não aceitará mais ajuste fiscal

27 de novembro de 2019
7:19 - atualizado às 7:28
FMI
argentina-FMI -

O presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, anunciou nesta terça-feira que não solicitará ao Fundo Monetário Internacional (FMI) uma parcela pendente de US$ 11 bilhões do empréstimo de US$ 57 bilhões concedido pela organização ao país em 2018.

"Tenho um problemão e vou pedir mais dinheiro?", questionou Fernández em uma entrevista. "Se você tem um problema porque está muito endividado, acredito que a solução não é continuar se endividando", acrescentou.

Fernández já havia confirmado na semana passada, em uma conversa por telefone com diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, que está disposto a cumprir com os compromissos assumidos com o FMI, mas afirmou que não aceitará mais ajuste fiscal e que sua intenção é renegociar as metas do acordo.

"Eu não quero assinar acordos que não vamos cumprir. Esses acordos foram assinados por [Mauricio] Macri. Ele assinou um, dois, três, e não cumpriu nenhum", declarou Fernández nesta terça-feira. Fonte: Associated Press

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Carona na "Villa XP"

Ações da JHSF sobem forte com acordo para desenvolver nova sede da XP Investimentos

Acordo entre as empresas prevê a venda de um terreno de 500 mil m2 da JHSF no Parque Catarina, no mesmo complexo onde a incorporadora desenvolve um aeroporto

Diretor do BC

Em cenário alternativo, inflação de 2021 se aproxima mais da meta, diz Kanczuk

Segundo Kanczuk, o cenário em que a demanda não cai tanto tem peso maior no balanço de riscos, gerando essa assimetria, citada no comunicado do Copom de junho

zerada desde abril

Governo estende até outubro isenção do IOF sobre operações de crédito

Alíquota do tributo tinha sido zerada em abril para amenizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus

ainda abaixo de 50

PMI Composto sobe para 40,8 pontos em junho, diz IHS Markit

Apesar dos avanços, houve indicações contrastantes no setor privado como um todo, diz relatório

A partir das 12h

AO VIVO: Seu Dinheiro discute o que pode mexer com seus investimentos no 2º semestre

Passado o primeiro semestre de 2020 e todas as turbulências externas e domésticas, o podcast Touros e Ursos vai discutir as perspectivas para o restante do ano — a transmissão será feita ao vivo, a partir das 12h

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements