Menu
2019-08-28T14:52:00-03:00
Tentando segurar o câmbio

BC da Argentina adota resolução limitando financiamentos em pesos a exportadoras

Na prática, a medida força essas companhias a vender dólares para custear suas atividades diárias no país vizinho

28 de agosto de 2019
14:52
Peso argentino
Peso argentino - Imagem: Shutterstock

Em meio aos contínuos avanços do dólar sobre a moeda local, o Banco Central da República Argentina (BCRA) adotou nesta quarta-feira uma resolução determinando, com vigência imediata, que entidades financeiras no país só poderão desembolsar novos financiamentos em pesos a empresas categorizadas como "grandes exportadoras" se obtiverem autorização prévia do BCRA.

Na prática, a medida força essas companhias a vender dólares para custear suas atividades diárias no país vizinho.

Segundo a resolução do BCRA, são consideradas "grandes empresas exportadoras" aquelas em que exportações representem ao menos 75% das vendas totais nos últimos 12 meses e que mantenham um volume total de financiamentos obtidos em pesos no conjunto do sistema financeiro superior a 1,5 bilhão de pesos.

Caso a empresa se enquadre no primeiro critério, mas não no segundo, ela poderá receber novos financiamentos em moeda local na medida em que, com as novas entradas, não supere o limite de 1,5 bilhão de pesos.

O economista-chefe da consultoria Ecolatina Argentina, Matias Rajnerman, aponta que a resolução afeta principalmente exportadoras de produtos agrícolas.

"Lamentavelmente, essa medida chega tarde", ele escreve em sua conta no Twitter. "Principalmente porque a saída da colheita grossa de soja é no segundo e no terceiro trimestres, assim que quase todos os gastos em pesos argentinos já foram feitos. Ademais, ainda que a colheita fina, de trigo e milho, seja no encerramento do ano, a campanha já começou."

Rajnerman avalia que as restrições impostas pelo BCRA, "como com quase todas as medidas intervencionistas que tomou" o governo do presidente Mauricio Macri, "se tomam com 'medo', a conta-gotas e em momentos em que o seu principal impacto chega tarde".

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

O melhor do seu dinheiro

MAIS LIDAS: Cogna, o trade da moda, virou pó

Um trade da moda chamou a atenção recentemente: as opções de compra (call) de Cogna, a antiga Kroton. O papel atraiu diversas pessoas físicas e movimentou as discussões nas redes sociais. Para quem não está familiarizado com investimento em opções, basicamente a ideia neste caso era pagar um valor para ter o direito de compra […]

Popularidade em alta

Para 47%, Bolsonaro não tem nenhuma culpa por mortes relacionadas à Covid-19

Quase metade dos brasileiros, 47%, considera que o presidente Jair Bolsonaro não tem culpa pelos óbitos relacionados à Covid-19 no Brasil, segundo pesquisa Datafolha divulgada neste sábado, 15, pelo jornal Folha de S. Paulo. Os que acham que Bolsonaro tem responsabilidade somam 52%. A pesquisa foi feita por telefone com 2.065 brasileiros adultos que têm […]

Popularidade recorde

Eurasia aponta que chances de impeachment de Bolsonaro caem para 10%

Melhora na popularidade do presidente Jair Bolsonaro reduz as chances, que já eram remotas, de um impeachment, segundo avaliação da consultoria de risco político.

Contaminação

Setor vê jogada comercial da China em notícia sobre frango com Covid-19

Embora a China não deva anunciar embargo à carne do Brasil, a divulgação já prejudicou o produto nacional. Segundo fontes, podem haver motivos políticos e comerciais envolvidos.

MEDO DE PERDER DINHEIRO FAZ BEM

As vantagens de ser um investidor covarde

Você tem que ter medo. O excesso de confiança é muito perigoso. O Bobby Axelrod fala isso em um episódio do Billions: ‘eu sinto o gosto do medo na garganta, eu não quero ficar pobre

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements