Menu
2018-12-06T14:58:44-02:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Reformas

Para 79% dos deputados reforma da Previdência é necessária, mas apenas 42% defendem idade mínima

Pesquisa da XP Investimentos também mostra que 68% dos parlamentares acreditam que a reforma será aprovada em 2019

6 de dezembro de 2018
14:58
Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Imagem: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

A XP Investimentos apresentou os resultados de sua primeira pesquisa pública realizada com deputados e senadores. Nesta primeira edição o tema é reforma da Previdência. A sondagem terá periodicidade trimestral.

De acordo com o relatório da pesquisa, entre os deputados que integrarão a Câmara a partir de fevereiro de 2019, 79% acreditam na necessidade de se reformar a Previdência e 68% avaliam ser provável que uma reforma constitucional sobre o tema seja aprovada no ano que vem. No Senado, o percentual é de 73% pela necessidade da reforma e 80% acreditam na possibilidade de aprovação em 2019.

No entanto, apenas 42% dos deputados defendem a manutenção ou elevação da idade mínima que consta da proposta atual, de 62 anos para mulheres e 65 para homens. A definição da idade mínima é vista como ponto central de qualquer ajuste que se pretenda no sistema previdenciário.

Na contramão dessa necessidade, outros 26% dos deputados pesquisados apoiam a redução da idade mínima ou defendem que nem sequer exista uma idade exigida para a concessão de certos benefícios. Um terço (33%) dos deputados eleitos entrevistados não souberam ou não quiseram responder.

No fim de novembro, a XP apresentou sua pesquisa com a população sobre a avaliação de governo e também perguntou sobre reforma da Previdência. Para 67% uma reforma é necessária e 73% disseram achar provável que as mudanças ocorram em 2019. Por outro lado, 60% se disseram favoráveis à idade mínima menor que 62 anos para mulheres e 65 anos para homens ou que não haja idade mínima.

Perguntados sobre o que será mais urgente para o novo governo aprovar, 54% dos deputados marcaram “reformas administrativa previdenciária”. No Senado, o percentual foi de 47%.

Percepção econômica

Segundo a XP, os políticos ficaram bem alinhados com a população na avaliação da situação atual, mas se mostraram mais pessimistas em relação ao futuro.

A percepção sobre a situação atual é ruim ou muito ruim para 62% dos políticos pesquisados, em linha com os 60% da população. Já a expectativa para daqui seis meses, mostra apenas 36% dos políticos com respostas “boa ou muito boa”, contra 51% da população.

Foram pesquisados 202 deputados federais e senadores atuais e eleitos em entrevistas presenciais, por telefone ou meio digital entre os dias 20 de novembro e 4 de dezembro. Não houve qualquer incentivo à participação e as identidades serão preservadas.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

nas redes

Pandemia faz presidente perder seguidores, diz FGV

Para o diretor de Análise de Políticas Públicas da FGV, Marco Aurélio Ruediger, o governo falhou na avaliação sobre o impacto que a pandemia teria

entrevista

‘JBS abriu 3 mil vagas em maio à pandemia’, diz presidente da empresa

Empresa tem sofrido, especialmente no sul do País, questionamentos pelo alto índice de contaminação de funcionários por covid-19

esquenta dos mercados

Exterior positivo em dia de payroll deve impulsionar a bolsa brasileira

Mercado acionário global volta a mostrar otimismo com a reabertura econômica e pacotes de estímulos para recuperação da economia. O destaque do dia é a divulgação do payroll americano

país não é bem visto por democratas

Comitê da Câmara dos EUA se opõe a acordo com o Brasil

Ex-embaixador em Washington, Rubens Ricupero afirma que a carta dos democratas da Ways and Means “enterra” qualquer possibilidade de acordo

medida anticrise

Governo deve estender auxílio emergencial por mais dois meses

Equipe econômica avalia editar uma medida provisória para ampliar o período de duração do benefício, criado para dar suporte a trabalhadores informais, autônomos, desempregados e microempreendedores individuais

dinheiro no caixa

Centauro levanta R$ 900 milhões em oferta de ações

Empresa deve usar os recursos para o financiamento de aquisições de empresas em curso e futuras que possam contribuir para a execução de sua estratégia de crescimento

em meio à crise

Governo transfere R$ 83,9 milhões do Bolsa Família para investir em propaganda

Medida atinge os recursos previstos para a região Nordeste do País; Secom já havia aumentado para R$ 17,8 milhões suas despesas com propaganda

Entrevista

Vitreo não será “mais uma” plataforma de investimentos na concorrência com XP, diz CEO

Patrick O’Grady conta por que a Vitreo, que possui hoje R$ 4,5 bilhões e 60 mil clientes, decidiu entrar na disputa pelo território ocupado hoje por mais de duas dezenas de corretoras, bancos e fintechs

SEXTOU COM RUY

As grandes vencedoras na crise e o “vício” das perdedoras no lucro

O problema dessas empresas “reloginho” – com lucros estáveis e recorrentes – é que elas atraem acionistas que só conseguem pensar nos dividendos

Balanço da covid no país

Brasil supera Itália em número de mortes por coronavírus e chega a 34 mil

O Brasil registrou 34.021 mortes provocadas pelo coronavírus até agora. Há 614.941 casos confirmados da doença em todo o país

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements