🔴 +35 RECOMENDAÇÕES DE ONDE INVESTIR EM MARÇO – VEJA GRATUITAMENTE

Cotações por TradingView
Estadão Conteúdo
Expansão

Com reforma, previdência privada aberta volta a crescer

No ano passado, os novos depósitos em planos de previdência privada aberta somaram R$ 126,4 bilhões, expansão de 16,9% frente a 2018. A captação líquida, que considera os resgates realizados no período, foi de R$ 55,5 bilhões, consolidando uma expansão de 40,4%

Previdência Social,Reforma da Previdência

O setor de previdência privada aberta conseguiu mudar de rota em 2019, ancorado no debate e na aprovação da reforma nas regras da aposentadoria e também no aumento da concorrência, que pressionou as taxas de administração para baixo. Além de adicionar cerca de 400 mil novos participantes, o segmento inverteu a trajetória da captação de recursos, que cresceu tanto no comparativo bruto quanto no líquido - considerando resgates, o que empurrou as reservas para o patamar histórico de quase R$ 1 trilhão.

"O desempenho do setor em 2018 já apontava para uma recuperação, que se confirmou no ano passado. O mercado retomou seu ponto de equilíbrio de crescimento pela procura de planos de previdência. Em 2020, esperamos um resultado ainda melhor", diz o presidente da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi), Jorge Nasser.

No ano passado, os novos depósitos em planos de previdência privada aberta somaram R$ 126,4 bilhões, expansão de 16,9% frente a 2018. A captação líquida, que considera os resgates realizados no período, foi de R$ 55,5 bilhões, consolidando uma expansão de 40,4% - ante uma queda anual de mais de 30% em 2018, na mesma base de comparação.

O crescimento das contribuições levou as reservas acumuladas pelos participantes do sistema para o patamar de R$ 946,8 bilhões. "A indústria ruma para superar a marca de R$ 1 trilhão em reservas, o que mostra o vigor do setor neste momento de recuperação da economia", avalia Nasser.

Ele chama atenção para o aumento de participantes no sistema, que nos últimos anos teve de diversificar seu portfólio e baixar o custo da gestão para reter sua base frente à propagação de casas que ofereciam fundos e planos sem taxa de carregamento e um pedágio menor pela gestão dos ativos.

Depois de perder 200 mil clientes em 2018, as seguradoras conseguiram atrair 400 mil novos usuários para o setor de previdência privada aberta, fechando o ano passado com um total de 13,5 milhões de indivíduos com planos nas mãos.

"A aprovação da reforma da Previdência foi fundamental para atrair novos participantes e ajudar a mudar um pouco o comportamento do mercado. Até por falta da informação, existia uma visão de que o governo operaria um milagre, o que começou a mudar", explica Nasser.

De acordo com ele, não é possível traçar um perfil dos novos participantes, uma vez que as seguradoras não abrem esses detalhes. Há, porém, conforme o presidente da FenaPrevi, o ingresso de novos participantes com perfil básico e que estão investindo em um plano de previdência privada aberta pela primeira vez na vida. Além do debate da reforma, contribuiu para atrair esse público a diversificação de produtos do setor, que passou a investir em planos de tíquete menor - há planos que aceitam a aplicação a partir de R$ 50 por mês.

Queda nos juros

A queda dos juros básicos (a Selic) no País, que agora está em 4,25% ao ano, também ajudou nesse movimento. Em busca de melhor remuneração, os participantes seguem se deslocando para fundos multimercado, que combinam diferentes estratégias. A modalidade fechou o ano respondendo por 13% das aplicações. O índice, segundo a FenaPrevi, era de 9,8%, em 2018, e de 7,3%, em 2017.

"Um fator importante para o crescimento de nossas reservas foi o aumento das opções no portfólio do mercado de previdência. Com a queda dos juros, ampliamos a oferta de fundos multimercado, o que foi decisivo para fortalecer a atratividade dos planos", diz Nasser.

Valor investido

O volume de investimentos de pessoas físicas totalizou R$ 3,263 trilhões no ano passado, 12,05% mais do que em 2018, segundo a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). "Foi o melhor desempenho dos últimos anos. Muito disso foi puxado pela renda variável, em meio ao ano positivo na Bolsa de Valores, que teve crescimento acima de 31%", disse o presidente do Fórum de Distribuição da Anbima, José Ramos Rocha Neto. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Compartilhe

LOTERIAS

Uma aposta fatura sozinha prêmio de R$ 12 milhões da Quina, enquanto Lotofácil tem dois ganhadores — e nenhum novo milionário

3 de março de 2024 - 9:45

Enquanto a Quina e a Lotofácil tiveram vencedores, a Mega-Sena e a +MIlionária acumularam — e estão oferecendo uma bolada para quem acertar todos os números

AUTOMÓVEIS

Guia do PCD: conheça 39 modelos de carros por até R$ 120 mil com isenção de IPI e ICMS

3 de março de 2024 - 7:16

Fique por dentro dos modelos de carros em promoção e das versões especialmente voltadas para o público PCD

BOMBOU NO SD

Os dois motivos que fizeram o Bitcoin (BTC) disparar, o milagre de Milei e dívidas em Portugal: confira os destaques do Seu Dinheiro na semana

2 de março de 2024 - 14:03

Nem só de notícias sobre a bolsa vive o leitor do Seu Dinheiro: criptomoedas, dívidas, câmbio e política roubaram os holofotes na semana; veja as notícias mais lidas dos últimos dias

COPO MEIO CHEIO OU MEIO VAZIO?

Uma notícia boa, duas ruins e uma ruim que pode ser boa sobre o PIB do Brasil em 2023

1 de março de 2024 - 12:13

PIB cresceu 2,9% no acumulado do ano passado; já na comparação trimestral, a economia brasileira ficou no zero a zero

FICOU PARA DEPOIS

Ficou para depois: STF adia julgamento sobre revisão da vida toda do INSS e não marca nova data 

1 de março de 2024 - 8:21

A análise do caso estava prevista para a sessão de ontem, mas o julgamento de ações sobre a política ambiental do governo de Jair Bolsonaro tomou todo o tempo da sessão

LOTERIAS

Novo milionário das loterias da Caixa não vem da Lotofácil nem da Mega-Sena, que agora promete fortuna maior que a da +Milionária

1 de março de 2024 - 5:55

Máquina de milionários da Lotofácil dá espaço para a Dia de Sorte; prêmio estimado da Mega-Sena vai a R$ 185 milhões

Balanço do mês

Bitcoin é o melhor investimento de fevereiro, com alta de mais de 40% no mês, e Ibovespa também sobe ao pódio; veja ranking completo

29 de fevereiro de 2024 - 19:40

ETFs de bitcoin à vista nos EUA finalmente “pegaram”, impulsionando a cotação da criptomoeda; Ibovespa fecha mês em alta de 0,99%

CONCESSÃO DE 30 ANOS

Sem concorrentes, consórcio de brasileiros e chineses vence leilão de trem que ligará São Paulo a Campinas

29 de fevereiro de 2024 - 18:16

O grupo terá que investir cerca de R$ 12,4 bilhões para criar uma linha que conecte os munícipios Jundiaí, Louveira, Vinhedo e Valinhos, além de uma opção expressa para quem vai da capital a Campinas

GRANDES FORTUNAS NA MIRA

Como Haddad quer convencer o G20 a lançar uma proposta “ambiciosa” para taxar super-ricos ao redor do mundo

29 de fevereiro de 2024 - 14:16

Vale destacar que o trabalho do grupo que reúne as maiores economias mundiais estão sob presidência brasileira

VAI QUE…

Por que o Brasil cresceu pouco nas últimas décadas? Geraldo Alckmin tem uma resposta — e uma receita para reverter esse cenário

29 de fevereiro de 2024 - 12:07

Participação do PIB do Brasil na economia mundial vem caindo e deve alcançar apenas 2,3% em 2024, segundo FMI

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies