Menu
2019-12-03T14:07:34-03:00
Estadão Conteúdo

Investimentos em previdência privada crescem 35,4% no terceiro trimestre

3 de dezembro de 2019
14:07
Notas de real
Notas de real - Imagem: Shutterstock

Os investimentos em Previdência privada cresceram 35,4% no terceiro trimestre de 2019 em comparação ao mesmo período de 2018. No trimestre, os aportes totalizaram R$ 34,2 bilhões, feitos por 13,3 milhões de pessoas. Os dados são da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi).

Com os valores do terceiro trimestre, as reservas dos planos previdenciários privados chegaram a R$ 916,9 bilhões, um crescimento de 13,7% em relação a setembro do ano passado.

O presidente da FenaPrevi, Jorge Nasser, atribui o crescimento ao aumento paulatino da base de contribuintes.

Por sua vez, a captação líquida (diferença entre novos depósitos e resgate) mais que dobrou, para R$ 16,6 bilhões, alta de 104,7% no comparativo do trimestre.

No acumulado de 2019 até setembro foram aplicados R$ 90 bilhões, valor 17,2% maior que no mesmo período de 2018.

Segundo a FenaPrevi, os investidores têm buscado cada vez mais fundos multimercado, por maior rentabilidade diante da queda na taxa básica de juros, a Selic.

Os investimentos em renda fixa, que eram 91,2% do total em 2016, passaram a 83,8% em setembro de 2019.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

reta final de negociações

Senado americano aprova “pacote Biden” de US$ 1,9 trilhão

Agora, o pacote voltará para a Câmara dos Representantes, que analisará as alterações feitas no texto pelos senadores. Se for aprovado, o projeto será enviado à Casa Branca para a sanção do presidente

entrevista

‘Episódio Petrobras deu um susto grande nos investidores’, diz economista do Itaú

O economista-chefe do Itaú Unibanco, Mario Mesquita, diz também estar preocupado com as incertezas políticas, que ameaçam o crescimento do PIB

Dificuldades À vista?

Deputados falam em reduzir medidas de ajuste fiscal do texto da PEC do auxílio

Embora defenda celeridade na análise da proposta, Albuquerque admite que o texto pode ser enxugado

escolha da CEO

Investir no Brasil: se correr o bicho pega, se ficar o bicho come

Confira uma seleção de matérias feita pela CEO do Seu Dinheiro, Marina Gazzoni

Efeitos da pandemia

PEC do auxílio aprovada no Senado prevê abater R$ 100 bi da dívida pública

Pelos cálculos do governo, a necessidade de financiamento da dívida pública federal (DPF) neste ano é de R$ 1,469 trilhão, valor que aumentou por causa do maior volume de títulos de curto prazo que o governo precisou emitir para conseguir captar recursos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies