Menu
2018-10-11T09:41:40-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Em alta

Vendas do varejo sobem após sequência de quedas

Em agosto, as vendas acumularam alta de 1,3% ante julho, segundo IBGE

11 de outubro de 2018
9:13 - atualizado às 9:41
Varejo
Em gosto, varejo registrou alta de 1,3% nas vendas Imagem: shutterstock

As vendas no varejo tiveram alta de 1,3% de em agosto ante julho, divulgou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística nesta quinta-feira, 11. No mês anterior, o índice teve queda de 0,1%.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, houve alta de 4,1%. No acumulado dos 12 meses, houve avanço de 3,3%. Essa é a primeira alta após três quedas mensais seguidas e a maior desde junho de 2017, quando foi registrado avanço de 1,6% nas vendas.

Ao todo, as vendas cresceram em 24 dos 27 estados. Só ficaram de fora do fluxo os estados de Tocantins (-2%), Piauí (-0,5%) e Roraima, que apresentou estabilidade.

O resultado compensa, em grande parte, a queda dos últimos três meses, segundo a gerente da pesquisa, Isabella Nunes.

Veja a série histórica:

Quem puxou a alta?

Foram sete das oito atividades pesquisadas pelo IBGE que apresentaram crescimento. São elas:

  • Tecidos, vestuários e calçados (5,6%)
  • Combustíveis e lubrificantes (3%)
  • Artigos de uso pessoal e doméstico (2,5%)
  • Móveis e eletrodomésticos (2%)
  • Artigos farmacêuticos, médicos e ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (0,9%)
  • Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (0,7%)
  • Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (0,6%)

Por outro lado, a venda de livros, jornais, revistas e papelarias continuou caindo (-2,5%), como já vem sendo registrado desde maio, acumulando uma perda de 9,7% no período.

*Com Estadão Conteúdo

*Conteúdo em atualização

 

 

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Ruim, mas nem tanto?

“É um dos países que menos caíram no mundo”, afirma Bolsonaro, sobre queda de 4% no PIB

Para Bolsonaro a queda do PIB só não foi maior devido a movimentação da economia gerada pelo auxílio emergencial.

Queda bilionária

BC tem perda de R$ 5,081 bi com swap cambial em fevereiro

O BC obteve ainda um ganho de R$ 9,699 bilhões com a rentabilidade na administração das reservas internacionais no mês passado.

pandemia em alta

Alta de casos de covid-19 e restrições em SP derrubam ações de varejistas e shopping centers

Governo paulista decide fechar comércio não essencial após estado bater recorde no número diário de mortes

via de mão dupla

PEC do auxílio tem de ter contrapartida, diz Funchal

“Se essa PEC não andar com as contrapartidas, o vulnerável que vai ter o benefício hoje será o desempregado dos próximos anos”, diz Funchal.

Mudanças a caminho

Se PEC for aprovada, 14 Estados já podem congelar salário de servidor

Pela proposta, as medidas de ajuste seriam acionadas sempre que as despesas obrigatórias primárias excedessem 95% das receitas correntes.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies