A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2018-10-24T12:59:32-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Câmbio

Mais de US$ 2 bilhões saíram do país na semana passada

Fluxo cambial mostrou firme saída na conta financeira, mas isso não fez preço no mercado

24 de outubro de 2018
12:59

Pela segunda semana consecutiva a saída de dólares superou a entrada no mercado físico de moeda do Brasil. Segundo o Banco Central (BC), o fluxo cambial foi negativo em US$ 2,120 bilhões na semana passada.

Com isso, o resultado do mês cai para magros US$ 151 milhões positivos, mas no ano a sobra é de US$ 18,2 bilhões, contra US$ 8,758 bilhões em igual período do ano passado.

A saída ficou concentrada na conta financeira, que capta investimentos e movimentações de mercado, com retirada de US$ 2 bilhões na semana encerrada dia 19. A conta comercial também foi negativa, mas em apenas US$ 118 milhões.

Evidenciando que fluxo não faz preço na conjuntura atual, a quarta-feira, dia 17, teve saída líquida de US$ 1,320 bilhão, e foi justamente nesse dia que o dólar comercial perdeu a linha de R$ 3,70 e foi testar o patamar de R$ 3,66, antes de fechar a R$ 3,6852, menor cotação desde maio. No acumulado da semana, o dólar perdeu 1,3%.

A formação de preço segue atrelada à questão eleitoral e ao comportamento do mercado externo, sendo pouco relevante a movimentação do fluxo cambial efetivo. Por vezes, a expectativa de fluxo tem algum impacto no preço.

Mercado futuro

Posso parecer repetitivo, mas sempre vale lembrar que a formação de preço do dólar ocorre no mercado futuro, onde os investidores montam apostas direcionais e protegem suas exposições. Isso acontece em função das limitações para diversos tipos de operação com moeda à vista.

Não por acaso, na mesma quarta-feira, dia 17, foi registrada uma grande redução de posição comprada, na casa de US$ 1,2 bilhão, por parte do investidor estrangeiro.

No entanto, entre segunda e terça-feira desta semana, os estrangeiros remontaram a posição que tinham desfeito em parte da semana passada, somando mais de US$ 1,2 bilhão em contratos de dólar futuro e cupom cambial (DDI – juro em dólar).

Assim, a posição comprada do gringo, que pode ser vista como uma aposta de alta no dólar, subiu a R$ 38,4 bilhões, uma das maiores do mês e entre as maiores do ano.

Na ponta de venda estão os bancos e investidores institucionais (fundos de investimento). Os bancos estão vendidos em US$ 16,9 bilhões, e os fundos em US$ 23,6 bilhões.

Ao longo do mês os bancos vêm reduzindo o tamanho da posição vendida, que tinha encerrado setembro acima de US$ 22 bilhões. Já os fundos chegaram a registrar uma posição de US$ 12 bilhões no começo do mês.

 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

BOMBOU NAS REDES

Adeus, Nubank: após causar a ira de clientes e com “saída” de Anitta, roxinho deve dar prejuízo de novo — analista revela ação de “bancão” barata que vence a fintech

15 de agosto de 2022 - 12:45

Depois de a NuConta virar quase uma poupança e Anitta ‘abandonar’ o conselho, o Nubank deve reportar mais um trimestre de prejuízo; veja o que esperar e qual é o bancão que pode colocar o roxinho para comer poeira

BAIXOU DE NOVO

Petrobras (PETR4) corta preço da gasolina em 5% — saiba para quanto vai e quando a redução chega nas bombas

15 de agosto de 2022 - 12:43

Segundo a estatal, a redução acompanha a evolução dos preços de referência e é coerente com a prática de preços da companhia, que busca o equilíbrio dos seus valores com o mercado global

EXILE ON WALL STREET

É melhor investir em bolsa ou em renda fixa durante o atual momento dos mercados financeiros?

15 de agosto de 2022 - 12:39

A resposta continuará sendo uma carteira devidamente diversificada, com proteções e sob a âncora de valuations suficientemente descontados

SEM VAPOR

Bitcoin (BTC) perde força mas mantém patamar de US$ 24 mil; Shiba Inu (SHIB) dispara 27% na semana em meio a rali das criptomoedas

15 de agosto de 2022 - 12:20

O destaque da semana vai para as memecois, as criptomoedas nascidas de piadas da internet; veja mais

AS FAVORITAS

Briga do varejo: Qual é a melhor ação de atacadista para ter na carteira? A XP escolheu a dedo os papéis; confira

15 de agosto de 2022 - 11:49

O forte resultado do Grupo Mateus (GMAT3) no 2T22 garantiu ao atacadista um convite para juntar-se ao Assaí (ASAI3) na lista de varejistas de alimentos favoritas dos analistas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies