Menu
2019-04-04T14:11:15-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Política Monetária

Nova diretoria do Banco Central começa a ser formada

Carlos Viana, atual diretor de Política Econômica, vai permanecer no cargo

16 de novembro de 2018
8:54 - atualizado às 14:11
Reunião do Copom com Ilan Goldfajn à frente
Copom destaca cautela, serenidade e perseverança nas decisões de política monetária - Imagem: Beto Nociti/BCB

O Banco Central (BC) divulgou nota informando que os atuais diretores se colocaram à disposição do presidente indicado Roberto Campos Neto. O atual diretor de Política Econômica, Carlos Viana de Carvalho, já chegou a entendimento e vai “permanecer no cargo por tempo considerável”.

Campos Neto foi indicado ontem pelo futuro ministro da Economia, Paulo Guedes. Seu nome ainda precisa ser formalmente apresentado ao Senado, que vai realizar sabatina e votação.

A diretoria de Política Econômica é a responsável por pilotar o intricado modelo matemático que gera as projeções do BC para as principais variáveis econômicas, como inflação, câmbio e PIB, que determinam as decisões sobre a taxa básica de juros.

Viana é doutor em economia pela Universidade de Princeton, já trabalhou no Federal Reserve (Fed), banco central americano e tem vasta produção acadêmica.

Segundo um ex-servidor do BC, outro nome relevante que poderia seguir com o novo presidente, é Otávio Damaso, atual diretor de Regulação, em função da sua vasta experiência e bom relacionamento com o mercado.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Contas brasileiras em jogo

STF retoma julgamento sobre ICMS e PIS/Cofins; decisão pode ter impacto de R$ 258,3 bilhões para União

Os ministros já haviam declarado inconstitucional a cobrança de ICMS na base de cálculo do PIS/Cofins, mas o governo pede que a decisão não tenha efeito retroativo

São Jorge e o dragão inflacionário

A grande e ameaçadora besta da inflação começa a sair do seu sono profundo. Aos poucos, movimenta as asas e mexe sua cauda incendiária. Um vagaroso e temerário despertar. Nem de longe está cuspindo fogo — e quem viveu no Brasil nos anos 80 e 90 lembra bem do seu poder destrutivo. Mas mesmo o […]

FECHAMENTO

Dragão americano da inflação assombra ativos globais e resultado é bolsa, dólar e juros sob pressão; Ibovespa recua 2% e volta aos 119 mil pontos

A pressão inflacionária superou até mesmo o cenário político interno caótico nos holofotes do mercado e levou o principal índice brasileiro a amargar uma queda brusca

Primeiro encontro

Presidentes de Petrobras e BR se reúnem para tratar da saída da estatal da distribuidora

Os executivos, que assumiram os cargos há cerca de uma vez, discutirão a venda da participação de 37,5% que a Petrobras ainda detém na empresa

Trabalho em equipe?

Biden e oposição tentam acordo para aprovar pacote de infraestrutura

Um dos maiores pontos de divergência entre o presidente e líderes republicanos é o aumento de impostos para financiar a proposta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies