Menu
2018-09-22T12:01:16-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Ficou mais fácil

Menos burocracia para mandar dinheiro do exterior para o Brasil

Banco Central alterou as regras para transferências feitas no exterior para o Brasil. A medida é facultativa e vale para repasses de até US$ 10 mil

20 de setembro de 2018
19:16 - atualizado às 12:01
Barquinhos de dólar
Com as novas regras do BC, vai ficar mais fácil mandar dinheiro para o BrasilImagem: Shutterstock

Boa notícia para você que costuma receber recursos do exterior. O Banco Central vai a facilitar e diminuir as burocracias desses repasses, permitindo que as pessoas que estão no exterior negociem taxas e condições no próprio país em que estão e diretamente com o seu banco.

Já para quem recebe o dinheiro, a mudança vai isentá-lo de arcar com custos adicionais da transferência no Brasil.

As novas regras passarão a valer a partir de 1º de novembro para transferências de até R$ 10 mil, mas são opcionais para os bancos que quiserem aderir.

Custos Operacionais

No modelo que valia até hoje, a pessoa que recebia dinheiro de um familiar que mora lá fora tinha que realizar uma operação de câmbio, arcar com os custos operacionais e não conseguia saber quanto seria creditado na sua conta. Uma grande bola de burocracia.

As mudanças são importantes já que, segundo o BC, de janeiro a julho deste ano o país recebeu US$ 1,482 bilhão em transferências pessoais.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

em meio à pandemia

Shoppings e centros comerciais reabrem no Distrito Federal nesta quarta

De acordo com o decreto do governador Ibaneis Rocha, publicado na última sexta-feira (22), esses estabelecimentos reabrirão em horário restrito, das 13h às 21h

crise

Lagarde diz que BCE prevê contração econômica entre cenários ‘médio’ e ‘severo’

Presidente do BCE diz que é muito difícil avaliar o quanto a economia foi afetada pela covid-19

ainda vai?

Estamos contratando estudos para privatização dos correios, diz secretário

Governo não abandonou seus planos de concessões e privatizações, disse o secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys

atualização

Câmara aprova MP que aumenta salário mínimo para R$ 1.045

MP 916/19, editada no final do ano passado, acrescentou ao salário mínimo um reajuste de 4,1%; como a inflação de dezembro de 2019 foi divulgada em janeiro deste ano, o índice anual do INPC do ano passado foi de 4,48%

Entrevista exclusiva

O presidente da Mastercard diz como você vai pagar suas compras após a pandemia

Além do aumento do uso de meios eletrônicos nas compras, João Pedro Paro Neto aposta na consolidação dos pagamentos por aproximação e menor uso do dinheiro de papel

Exclusivo SD Premium

“Ground Stop”: É hora de se aventurar nas ações do setor aéreo?

Imagine, caro amigo leitor, o quanto não está custando a atual paralisação provocada pelo surto da Covid-19 para os setores aeronáutico e aeroportuário em todo o mundo. Cem bilhões? Duzentos bilhões? Trezentos bilhões? Um trilhão?

Reflexos da pandemia

Com coronavírus, lucro do Iguatemi cai 77,5% no 1º tri, para R$ 12,5 milhões

Operadora de shopping centers viu queda nas vendas, na receita líquida e no Ebitda com fechamento da maioria das lojas no fim de março por conta da pandemia

Atualização do Ministério da Saúde

Brasil tem 391.222 casos confirmados e 24.512 mortes pelo coronavírus

Segundo Ministério da Saúde, 158.593 pacientes foram recuperados

Projeto de ajuda a Estados

Bolsonaro diz não poder mais socorrer Estados e insiste na reabertura da economia

“Nós não podemos continuar socorrendo Estados e municípios que devem no meu entender de forma racional começar a abrir o mercado”, afirmou

seu dinheiro na sua noite

Magalu à prova de coronavírus

No último dia 18 de março, o Ibovespa amargou uma queda de 10,35%, depois de passar pela sexta vez no mês por um circuit breaker – a paralisação que acontece toda vez que o principal índice da bolsa cai mais de 10% durante um pregão. Nesse mesmo dia, as ações do Magazine Luiza registraram uma […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements