Menu
2018-09-22T12:01:16-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Ficou mais fácil

Menos burocracia para mandar dinheiro do exterior para o Brasil

Banco Central alterou as regras para transferências feitas no exterior para o Brasil. A medida é facultativa e vale para repasses de até US$ 10 mil

20 de setembro de 2018
19:16 - atualizado às 12:01
Barquinhos de dólar
Com as novas regras do BC, vai ficar mais fácil mandar dinheiro para o BrasilImagem: Shutterstock

Boa notícia para você que costuma receber recursos do exterior. O Banco Central vai a facilitar e diminuir as burocracias desses repasses, permitindo que as pessoas que estão no exterior negociem taxas e condições no próprio país em que estão e diretamente com o seu banco.

Já para quem recebe o dinheiro, a mudança vai isentá-lo de arcar com custos adicionais da transferência no Brasil.

As novas regras passarão a valer a partir de 1º de novembro para transferências de até R$ 10 mil, mas são opcionais para os bancos que quiserem aderir.

Custos Operacionais

No modelo que valia até hoje, a pessoa que recebia dinheiro de um familiar que mora lá fora tinha que realizar uma operação de câmbio, arcar com os custos operacionais e não conseguia saber quanto seria creditado na sua conta. Uma grande bola de burocracia.

As mudanças são importantes já que, segundo o BC, de janeiro a julho deste ano o país recebeu US$ 1,482 bilhão em transferências pessoais.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

RECUPERAÇÃO EM RISCO

Economistas alertam para efeitos de volta da covid-19

Por enquanto, economistas descartam reversão da retomada, mas esperam desaceleração no ritmo, postergando retorno da atividade ao nível pré-pandemia

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

9 notícias para começar o dia bem informado

Um dos fenômenos dos processos de evolução é abalar os mercados ineficientes. Os mais velhos certamente se lembram do tempo em que comprar uma linha telefônica era um “investimento”. O sistema de telefonia brasileiro era tão ruim que a escassez de oferta gerava um mercado paralelo. Você pode até xingar a Vivo, Claro, TIM e […]

DINHEIRO NO BOLSO

Construtora Tenda vai pagar R$ 13,7 milhões em dividendos

Montante equivale a R$ 0,13952 por ação e será repassado a partir de 16 de outubro

condição para investimentos

Audi pode deixar de produzir carros no Brasil se governo não pagar dívida

Desde o ano passado há boatos de que a empresa deixaria de produzir automóveis no País porque os investimentos para fabricar as novas versões de A3 e Q3 seriam elevados

esquenta dos mercados

Preocupação com segunda onda da covid-19 segue azedando os mercados em dia de agenda esvaziada

Na falta de novidades locais, o mau humor dos investidores estrangeiros deve impactar a bolsa brasileira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements