Menu
2018-11-15T16:46:02-02:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Política Monetária

Ilan Goldfajn felicita escolha de Roberto Campos Neto

Em nota, atual presidente do Banco Central diz que fica no cargo até o Senado apreciar a indicação e que seguirá trabalhando pela aprovação da lei de autonomia formal da instituição ainda em 2018

15 de novembro de 2018
16:46
Ilan-GoldfajnBCB – RTI SET2018
Imagem: Luciano Freire/BCB

O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, felicitou o governo eleito pela indicação do economista Roberto Campos Neto para sucedê-lo no comando da instituição.

“Profissional experiente e reconhecido, com ampla visão sobre o sistema financeiro e a economia nacional e internacional, Roberto Campos Neto conta com seu apoio e sua confiança no futuro trabalho à frente do BC”, diz nota divulgada pouco depois da confirmação de Campos Neto.

Ilan também ressalta as sinalizações recentes sobre política econômica feitas pela futura administração e “as importantes indicações a cargos públicos na área, que visam o crescimento, com inflação baixa e estável”.

O novo entrante assume o BC em condições muito melhores que Ilan, que chegou em junho de 2016, com inflação de dois dígitos e expectativas de inflação desancoradas. Ilan sai do BC com o juro básico na sua mínima histórica de 6,5%, e expectativas de inflação nas metas até 2021.

O atual presidente também adotará todas as providências para garantir a melhor transição no comando da autoridade monetária. A nota diz, ainda, que a atual diretoria colegiada, que conta com membros oriundos do setor privado e servidores de carreira, permanecerá à disposição do novo presidente do BC, contribuindo para a continuidade e a normalidade dessa transição.

Atendendo a pedido do novo governo, Ilan permanecerá no cargo até que o Senado aprecie o nome de Roberto Campos Neto, nos próximos meses.

A indicação de Campos Neto deve ser encaminhada ao Senado, onde será avaliada pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Após votação na comissão, a indicação também será apreciada pelo plenário do Senado.

Ilan também manifesta seu apoio ao projeto de autonomia do BC de autoria da Câmara dos Deputados e diz que continuará trabalhando junto com os parlamentares para aprovar o texto ainda em 2018.

“A eventual aprovação da lei, com mandatos fixos e intercalados dos membros da sua diretoria, permitirá um futuro onde as transições do BC e do governo ocorram em momentos distintos, com conhecidos benefícios para a economia”, diz a nota, ressaltando que o empenho da atual gestão na aprovação da lei sempre teve o intuito de valer para a próxima diretoria.

O atual presidente informa que seu afastamento do cargo se dá por “motivos pessoais” e agradece o apoio recebido dos integrantes do próximo governo, a quem deseja pleno sucesso.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Novidades na B3?

Multilaser e Invest Tech entram na fila de pedidos de IPO

As duas empresas engrossam a lista de ofertas em análises na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que já conta com 28 pedidos

Ainda falta chão...

Reforma administrativa dá mais um passo na Câmara dos Deputados

O relator leu hoje seu parecer pela constitucionalidade da proposta na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ); votação deve ocorrer a partir do dia 20

Novo momento

Fertilizantes Heringer registra prejuízo líquido de R$ 7,46 milhões no 1º tri

Empresa teve melhor Ebitda da história para um primeiro trimestre, mas resultado foi impactado por despesas financeiras

na b3

GetNinjas estreia em queda na bolsa, após IPO com ação abaixo do previsto

Empresa levantou R$ 550 milhões na oferta inicial de ações, com desconto de quase 20% do valor do papel em relação ao preço mínimo da faixa

Diversificando

BTG Pactual lança fundo de investimento 100% em bitcoin

O lançamento vem em linha com a diversificação de ativos oferecidos pelo banco

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies